Advertisements

Tragédia em São Paulo. Incompetência da Polícia ajuda assassino a fugir

A HISTÓRIA DO HOMICÍDIO

De maneira absolutamente covarde, o marginal Vinicius Gonçalves de Moraes (foto), assassinou sua esposa, Clariana Souza de Almeida Abreu, a golpes de estaca de vidro, pelas costas, no bairro do Brás.

Um crime ocorrido às 4h deste domingo, que abalou a todos na região, inclusive a este jornalista, que conhecia a vítima desde criança.

A jovem Clariana, de apenas 29 anos, tinha três filhos, um deles, com Vinicius.

Realizava, na Av. Celso Garcia nº 528, uma festa de aniversário para sua filha, quando o assassino passou a ofendê-la, ameaçando-a de morte.

Clariana, no intuito de evitar confusão maior, saiu do local em que era realizado o evento, dirigindo-se para a portaria de seu prédio, quando então o criminoso foi atrás, para abordá-la.

No meio do caminho, percebendo o perigo, uma prima de Clariana atracou-se com o homicida, que caiu na porta de uma loja.

Fora de si, Vinicius pegou uma estaca de vidro que se quebrou na queda, dirigiu-se na direção de sua esposa e, pelas costas, passou a atingí-la.

Foram três estocadas, uma delas, a fatal, que atravessou o pulmão e saiu pela frente, perfurando o coração, ocasionando morte quase que instantânea.

Indignados, os moradores do prédio passaram a agredir o assassino, que conseguiu se desvencilhar e escapou.

A incompetência policial

Assim que saiu para a rua, o marginal Vinicius foi abordado pela viatura da Polícia Militar, com identificação VTR M-13301, em que um dos policiais se chamava Firmino, porém, sabe-se lá por qual motivo, mesmo estando desarmado, deixaram-no escapar.

Depois, para piorar a situação, facilitando ainda mais a fuga do assassino, foi lavrado um BO no 8º DP, de “suicídio”.

Um escândalo !

A sucessão de “erros” grotescos da Polícia de São Paulo impediu, por exemplo, que o local do crime fosse preservado, e até a chegada da perícia, às 12h, boa parte do sangue da jovem já havia sido lavado e os cacos de vidro recolhidos.

Perícia esta que só foi possível após novo depoimento da família, desta vez no 30º DP, dando conta do assassinato.

Porém, mesmo assim, novo erro policial foi cometido, e mesmo com os relatos colhidos o BO foi preenchido como “comunicação de óbito”.

Os responsáveis que assinaram mais este absurdo foram o Escrivão de Polícia, Fernando Teodomiro da Silva e a Delegada Fernanda Rivaben Justino.

Peritos indignados

Assim que chegou ao prédio, a perita policial Alessandra demonstrou-se indignada não apenas com os relatos descritos acima, mas, principalmente pela não preservação do local em que o crime foi cometido.

“Esta aqui na requisição… a delegada disse que o local estava preservado…”

“É inadmissível… o crime ocorreu às 4h e nós só fomos avisados 11h45m…”

“Tem que avisar a corregedoria, a ouvidoria…. o descaso policial é evidente… um erro que pode ter custado a prisão do assassino…”

“Tivessem agido da maneira correta e o assassino não teria tanto tempo para escapar.”

Mesmo com o trabalho prejudicado, os peritos fotografaram o que sobrou da cena do crime, colheram amostras de sangue para realização de exame de DNA e solicitaram a IURD, que fica em frente ao prédio, as imagens da câmera de segurança, que certamente flagraram não apenas o homicídio, mas também a incompetência da PM ao não prender o meliante.

Conclusão

Horas depois, centenas de amigos e moradores do prédio marcaram presença no velório da garota Clariana.

Indignados pelo fato do assassino ter enviado, próximo das 13h, um SMS para familiares da vítima, em que se dizia “arrependido”, e que iria “se matar”.

Ninguém, evidentemente, acreditou.

Razão pela qual todos, familiares, amigos e a população em geral, esperam que, após tantos atos de incompetência sequenciais, a cúpula da Polícia, entre eles o Secretário de Segurança Pública, puna os responsáveis por facilitarem a vida de um assassino que continua a solta nas ruas de São Paulo.

E que se esforcem para prendê-lo, evitando assim que novos maus feitos sejam cometidos nos próximos dias.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: