Advertisements

No apito, Santos vence Corinthians na Vila Belmiro

Numa das melhores partidas do Brasileirão, o Santos venceu o Corinthians, por três a dois, contando com enorme ajuda da arbitragem, que assinalou como normal um dos gols mais impedidos dos últimos tempos.

Neymar, independentemente disso, foi o melhor em campo, participando das principais jogadas de sua equipe.

O Peixe começou a primeira etapa em cima do Timão, com duas oportunidades criadas na sequência.

Aos 2 minutos, quando Ralf tentou cortar cruzamento de Bruno e quase fez contra e aos 3 minutos, com André se esforçando para tocar na bola em batida de Léo.

Porém, aos poucos, a partida foi se equilibrando e Corinthians passou a atacar mais.

Romarinho, com extrema categoria, participava das principais investidas alvinegras, enquanto o Santos encontrava dificuldades para penetrar no forte setor defensivo adversário.

Aos 11 minutos, Romarinho fez grande jogada, cortou o zagueiro Bruno Perez, mas Rafael fez grande defesa.

Cinco minutos depois Danilo, na pequena área, bateu de tornozelo na bola e perdeu boa oportunidade.

Aos 17 minutos, Guerrero encontrou Romarinho na área, que bateu cruzado para nova defesa de Rafael.

O goleiro do Peixe, logo na sequencia, trombou com Bruno Rodrigo, cortou o rosto e foi atendido no gramado por quatro minutos, voltando com uma toca de natação sobre o curativo na cabeça.

Aos 29 minutos, saiu o gol do Corinthians, quando Douglas bateu falta na área, de chuveirinho, e Danilo, de costas, cabeceou tirando a bola de Rafael.

Sem alternativa, o Peixe avançou um pouco mais a equipe, conseguindo o empate, aos 36 minutos, após grande jogada de Neymar, ganhando na corrida de três corinthianos e rolando a bola, açucarada, para André apenas conferir.

Logo no início do segundo tempo tivemos o lance mais polêmico do jogo, aos 4 minutos, quando, em bola levantada na área, Bruno cabeceou em posição de impedimento para Durval, também fora de posição desviar e um ainda mais impedido André desempatar a fatura.

Realmente um escândalo.

E o Corinthians sentiu o baque, passando a ser dominado com facilidade pelo Peixe, que cadenciava o jogo e levava perigo em rápidos contra-ataques, quase todos iniciados por Neymar.

Aos 6 minutos, Cassio fez boa defesa em batida de Arouca, bem lançado por Patito.

O Corinthians ameaçou um ataque apenas aos 19 minutos, quando Gerrero arriscou da intermediaria e a bola passou perto.

Dois minutos depois André, em contragolpe, perdeu gol inacreditável após grande jogada de Neymar.

Quando o Santos levava o jogo em “banho-maria”, Martinez, que acabara de entrar, recebeu bola dentro da área e bateu cruzado, empatando para o Corinthians.

Porém a alegria durou pouco, porque Neymar conseguiu escanteio aos 39 minutos, batido pelo próprio, um minuto depois, na cabeça de Bruno Rodrigo, que desempatou.

Três a dois que, apesar do erro de arbitragem, demonstraram um Santos animador para a sequencia do campeonato, e uma partida atípica do Corinthians, vulnerável como há muito tempo não acontecia, nos contra-ataques.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: