Advertisements

A tecnologia a serviço do GOL

Enfim os arcaicos legisladores da FIFA renderam-se para o óbvio, ou seja, a necessidade urgente se se utilizar a tecnologia em partidas de futebol.

Pelo menos, no que tange ao mais decisivo momento do jogo, o gol.

Sim, porque é até aceitável que, pela cultura do esporte, existam falhas humanas em interpretações gerais da partida, como, por exemplo, impedimentos, faltas, etc.

Mas seria burrice demais, em existindo uma maneira segura de definir a ultrapassagem da bola pela linha do gol, não utilizá-la.

Em nada atrapalharia a dinâmica do jogo – desculpa utilizada por muitos – e evitaria que injustiças gravíssimas fossem cometidas.

Até o custo de instalação do recurso, entre R$ 300 mil a R$ 500 mil, por estádio, é baixíssimo levando-se em consideração o que perderia de receita um clube que tivesse um gol decisivo anulado erroneamente.

O novo sistema será utilizado, pela primeira vez, no Mundial de Clube do Japão, com o Corinthians participando.

Tomara não demore a chegar por aqui.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: