Advertisements

Horário de aluguel na TV pode deixar de existir

Em breve será votada uma lei, com apoio da presidente Dilma Rousseff, que impedirá as emissoras de rádio e TV de sublocar horários em suas grades de programação.

Seria um duro golpe nesses programas religiosos, como ocorre escandalosamente, em horário nobre, na BAND, com o charlatanismo de RR Soares.

Seriam afetados também aqueles no estilo “ShopTour”.

É uma decisão absolutamente acertada, que obrigará as emissoras a melhorarem seus produtos televisivos, respeitando o motivo e os termos das concessões públicas pelas quais foram beneficiadas.

Evidentemente alguém terá que pagar a conta desse aparente desfalque financeiro, embora o Governo deva liberar, com o advento da TV Digital, uma espécie de cobrança de acesso a internet, que remuneraria as emissoras, em produtos a serem adquiridos pela telinha, num simples toque de controle remoto.

Há de se intensificar também – e é ai que vem a malandragem – a fiscalização sobre “armações” visando encobrir o descumprimento da nova lei.

Sim, porque se ela proíbe, por exemplo, os tristes programas da IURD, nas madrugadas da Record, ou os “monólogos” do tal apóstolo Waldomiro, pelo fato das emissoras venderem seus horários, pode haver permissão de funcionamento se as redes “comprovarem” que ao invés de receber, pagam para as referidas personalidades fazerem parte de seu “cast”.

Ou seja, seria o mesmo que o dono de um apartamento remunerar seu inquilino para que more no local.

Se o Governo realmente mantiver a dureza nas ações no sentido de impedir qualquer desvio de conduta a esse respeito, quem sabe, em breve, possamos ter programas na tv aberta que não ofendam tanto a inteligência popular.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: