Patricia Amorim está quebrando o Flamengo

Além de desastrosa, politica e futebolisticamente, a gestão de Patricia Amorim, no Flamengo, tem esfacelado o caixa do clube.

Dívidas se acumulam oriundas de dinheiro mal empregado e incompetência em gerir os recursos financeiros.

Se em 2009 o discurso da mandatária flamenguista era o de criticar o pagamento excessivo de juros da gestão anterior, em 2011, sua administração tratou de atropelar todos os números e limites da irresponsabilidade.

Amorim pagou R$ 32 milhões de juros no último ano, 50% a mais do que os dirigentes anteriores.

Não é a toa que, mesmo sendo o clube que mais recebe das televisões, patrocínios, etc, o Mengão continua com o pires na mão, como se vivesse ainda nos distantes tempos do amadorismo no futebol.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.