Advertisements

Da série “Jornalistas do Poder” – Leandro Quesada

Existem muitos jornalistas em nossa imprensa que preferem sempre estar alinhados com o poder.

Seja ele qual for.

Seus discursos invariavelmente são adequados à situação daqueles que institivamente, ou por benefícios outros, precisam proteger.

Leandro Quesada, da BAND, faz parte dessa turma.

Confira abaixo dois de seus textos, publicados em fevereiro e março deste ano, tentando desqualificar a imprensa séria, que noticiava o fim próximo de Ricardo Teixeira.

Bajulação ao poder, “achometros” e profunda inveja daqueles que são o que nunca conseguirá ser.

Seja por falta de coragem ou por simples formação moral e de costumes.

Uma verdadeira aula de como não se deve fazer jornalismo, sem querer “tripudiar”, como diria o próprio.

QUE NOVIDADE: TEIXEIRA FICA NA CBF 8

Nem deveria perder meu tempo com este tema, mas como havia dito na minha coluna do dia 14 de fevereiro, a chance de Teixeira cair era zero.

Sem tripudiar outros jornalistas, blogueiros e patrulheiros, mas vivemos a era do jornalismo em que ouvimos uma ponta da verdade e, geralmente, a verdade é meia-verdade ou se preferir, boato.

Triste que parte da imprensa, em vez de ouvir todos os interesses, tenha feito o jogo “sujo” daqueles que querem o poder da CBF.

Claro que Teixeira já deveria ter saído da entidade (são 23 anos no poder). O que as pessoas, no entanto, não conseguem enxergar é que Teixeira tem o apoio de presidentes de clubes, presidentes de Federações, Governadores, Prefeitos, deputados (bancada da bola), empresários e coisa e tal.

Deveríamos, antes de discutir a saída dele ou fazer campanha em praça pública, cobrar aqueles que o apoiam no cargo. Isso sim! Isso sim! O resto é vento, boato que não dobra a esquina e “meia-verdade” que fortalecem e perpetuam Teixeira no poder.

TEIXEIRA: LICENÇA NÃO É RENÚNCIA 14

Na prática, o dirigente continuará mandando e desmandando na CBF.

A licença médica não é a renúncia apontada por muitos. Em sessenta dias, o todo-poderoso pode voltar ao cargo ou ampliar o afastamento por mais um tempo.

Ricardo Teixeira se afasta, alegando problemas médicos e, desta forma, tira o foco sobre ele até a poeira baixar.

O momento é propício para sair de cena. Além das acusações que sofre sobre corrupção no futebol, a crise entre o Governo Federal e a Fifa sobre a Copa, motivam um “descanso”.

O “faz de conta” de perda de poder é para inglês ver. Por sinal, da Inglaterra, surgem as principais notícias de envolvimento com atos ilícitos.

O vice mais velho da CBF, José Maria Marin, assume a entidade.

Facebook Comments
Advertisements

49 comentários sobre “Da série “Jornalistas do Poder” – Leandro Quesada

  1. Thor_Palmeirense

    CUCA representa bem a sua personalidade bisonha e patética kkkkk

    bem típico de gambá lambe saco do vigarista asqueroso Sanchez.

    gentalha pura e imunda

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: