Advertisements

Escrevendo certo por linhas tortas

O São Paulo ameaça disputar o Campeonato Paulista com sua equipe reserva.

Interessante decisão, estimulada pela recente briga entre sua diretoria e a Federação Paulista de Futebol.

Os estaduais há muito tempo não tem mais o mesmo valor.

A equipe do Morumbi tem campeonatos bem mais importantes para disputar durante o ano e poderia utilizar as datas para uma preparação mais adequada.

Se tiver coragem de agir dessa maneira pode ser o começo do fim desses campeonatos e o início de uma melhora no calendário esportivo brasileiro.

No máximo, que os estaduais sejam disputados por equipes do interior e, somente no final, entrem os quatro grandes para realizar partidas eliminatórias, em turno único, até a final.

A briga entre São Paulo e FPF, enfim, pode servir para alguma coisa.

Facebook Comments
Advertisements

122 comentários sobre “Escrevendo certo por linhas tortas

  1. celso

    Só tem gente esperta no comando desse clube. Estão conseguindo desviar o foco e a grande maioria da imprensa (como era de se esperar) está caindo que nem uns patos. Lógico, se fosse o Corinthians, o protagonista desse tráfico de influência, a imprensa estaria caindo matando e os aproveitadores de plantão iriam aparecer a vontade sem ser incomodados. Estamos atentos. Vamos ver se o Sr. Rubens Approbato Machado dá uma dentro, pois quando se trata do seu próprio clube ele joga contra como poucos. A quebra de sigilo telefônico não me convenceu, pois não foi solicitado a quebra de toda cúpula do clube lobista. Sr. Marco Polo Del Nero virou o vilão da história. Disseram que ele deveria avisar primeiro o maior suspeito antes de avisar a CBF e a comissão de arbitragem. Isso é Brasil. Vamos ver se o comando do futebol brasileiro é sujo e podre. Quem disse isso uma vez foi o Muller. Ele deveria ter suas razões para isso. O clube-rei das influências políticas e dos agrados com ingressos, camarotes e bares está sob suspeita, mesmo muitos jornalistas quererem fazer vistas grossas e tendo a cara de pau de desviar o assunto para outro fim. Só estou imaginando se fosse o Corinthians. Esse discurso falso da imprensa tendenciosa seria completamente diferente. Não tenho dúvidas, pois a história reflete exatamente o que eu digo.

  2. Bruno

    hahahahahahahah Apesar de ser sãopaulino, eu to torcendo pro Fenômeno jogar muito esse ano 2009…

  3. Carlos

    Bom dia, Paulinho.

    É, o Birner tem razão:

    ‘Time grande que se vangloria de ganhar estadual se auto-rebaixa…’

    Sou contra a extinção deles, muitos times ficariam o ano inteiro parado, só os ditos ‘pequenos’ os disputariam, o ano inteiro, diga-se de passagem.

    Os grandes disputam a Copa do Brasil ou a Libertadores.

    Pré-temporada no exterior? Acho uma boa idéia!!!

    Os campeonatos regionais também poderiam voltar, mas (exceção feita ao Campeonato do Nordeste) torço o nariz p/ eles.

    O que acha, Paulinho?
    Abraço

  4. rodrigo

    meu amigo me perdoe… mas acho que vc não pode generalizar… aqui no nordeste, se as equipes grandes não disputarem o estadual é melhor nem ter… se aí em são paulo é diferente, respeite as peculiaridades de outros estados…

  5. Malokero

    “Se tiver coragem de agir dessa maneira pode ser o começo do fim desses campeonatos e o início de uma melhora no calendário esportivo brasileiro.”

    kkkkkkkkkkkkkkkkk

    kkkkkkkkkkkkkkkkk

    kkkkkkkkkkkkkkkk

    A piada do ano kkkkkkkkkkkkk

    kkkkkkkkkkkkkkkk

    Ah para, vc está de brincadeira Paulinho, o Barueiri leva mais gente ao estádio do que o time do RICKY, e o que importa para a FPF é o público nos estádios. Antes a Globo até para não ficar chato para o time do RICKY transmitia uns dois, três jogos deles, agora não terá mais esse probema, transmitirá o Coringão FIELomenal 100%.

    KKKKKK outra piada é a camisa 6-3-3…. 03 mundiais?????

    Eu não sabia que o mundo era formado por Europa e América, para os inteligentes torcedores do time do RICKY o torneio os quais eles ganharam duas vezes se chama intercontinental e não mundial, caso eles tenham interesse em saber quais são os verdadeiros campeões mundiais uma vistinha no site da FIFA resolve essa dúvida…

    Se for assim então o Corinthians poderá contar seus 04 títulos do Torneio Rio-São Paulo (1950, 1953, 1954, 1966 e 2002) como campeonato brasileiro kkkkkkkkkkk ué…. torneio intercontinental não é mundial????

    Sendo assim temos…

    Torneio Rio-São Paulo “Campeonato Brasileito” (1950, 1953, 1954, 1966 e 2002)

    Campeonato Brasileiro (1990, 1998, 1999, 2005)

    Copa do Brasil (1995 e 2002)

    Supercopa do Brasil (1991)

    Brasileirão série “B” que foi de “A” (2008)

    13 campeonatos brasileiros…………. ou seja, mais que o dobro do time do RICKY…

    Agora sou todo ouvido, vamos ler as mensagens dizendo que o Rio-São Paulo não é campeonato brasileiro, se algum torcedor do time do RICKY escrever isso, já está explicado que nem ele considera o torneio jeepinho intercontinental como mundial.

  6. Marcos Rogério Cabral

    Que pena que no Brasil tudo isso acabe em pizza. Se aqui fosse um país sério, as moças da Vila Sônia estariam na segunda divisão.

  7. geraldo lina

    TOEL, pra jogar com o GORDONALDO, nosso time B resolve.

    Eu por mim nem disputava mais a ULTRAGAZ CUP, isso ai eh campeonato pra clubinho pequenininho…

    8)

    *** ******

  8. LULA

    Os que defendem o fim dos estaduais são os mesmos que defenderam a Lei Pelé, que pôs os clubes na penúria. Hoje não admitem.

  9. Alviverde/SP

    Então que sejam considerados como HORS-CONCOURS e não participem de uma vez, já que não dão valor nenhum pro “paulistinha”, oras…
    Se é tão sem valor esse campeonato, por que insistem em mantê-lo???
    Vão ressucitar os regionais??? Rio-SP, Norte-Nordeste, Sul-Minas, Centro-Oeste??? Reeditarão a Copa dos Campeões??? O que é PIOR, hein???

  10. alessandro

    É o que deveria ter sido feito faz tempo. Campeonato paulista faz tempo que perdeu a importancia. A unica utilidade dele atualmente é para times pequenos conseguirem algum titulo ou sairem da fila..

    Só espero que se isso acontecer mesmo, o SP entre com um time melhor do que o que disputou a Sulamericana, senão vai ficar feia a coisa..rs

  11. Leao

    O São Paulo deveria sair pela porta da frente, pagando tudo que um dia pegou da FPF e com este gesto magnânimo mostrar que não depende da FPF para nada. É só pagar e aí pode falar e fazer o que quiser. Esta história de romper com a FPF não tem nada de brios feridos. Isto vai até necessitarem de dinheiro. Tudo tem seu preço.
    Do blog do Citadini:
    O São Paulo esteve rompido com a Federação Paulista até que, no final dos anos 1990, quando precisou de dinheiro para colocar amortecedores nas arquibancadas do Morumbi. Vêm daí a data em que o São Paulo deixou de ser “oposição” à Federação. O ex-presidente Farah pegou recursos do “Fundo de Reserva dos Clubes” e emprestou quase US$3 milhões de dólares para o São Paulo.
    Em 2002, foi a Federação quem emprestou dinheiro para o Tricolor contratar o jogador Ricardinho do Corinthians: por volta de R$5 mi foram adiantados pelo ex-presidente Farah.

  12. Luís Carlos

    Antes o campeonato paulista é que definia quem iria disputar o campeonato brasileiro. Depois que isso mudou, perdeu um pouco o sentido.

    Mas não acho que colocar os times “grandes” no final do campeonato uma boa não. Só desequilibraria ainda mais. E depois, o que os times grandes fariam no início do ano?

    Sem a implantação de um “calendário europeu” no país, acho que o melhor é continuar como está mesmo.

  13. Rogerio

    e a cota da TV, eles vão querer receber inteira ??
    e contra nós, eles vão jogar com o time reserva ??

  14. fernando rocha

    Essa ideia e no minimo estapafurdia. Equipes consideradas profissionais não podem e nao devem tomar decisões baseadas em confronto com federação, A saber, o SP tem compromisso com a TV(recebe uma grana pela transmissao), tem compromisso com patrocinadores pessoais, (imagina a repercussão negativa se jogar o campeonato com um time de reservas),compromisso com seu torcedor(qual torcedor ficará feliz de ver o time tomando cacete pelo interior a fora durante 3 meses),compromisso com sua imagem, etc,etc.Essas ideias da cronica sao sim equivocadas, o que mostra que não tem a minima ideia do que e profissionalismo e BUSINESS.Futebol ´hoje ´´e negocio, receita x despesas..Pergunte ao profissional do SP que ganha 100.000 por mes se ele se importaria de ficar dois meses sem receber seu salario, visto que iria ficar so treinando e o clube iria ficar sem receita nesse tempo. \Qualquer campeonato tem importancia sim, desde que , quem participa de a importancia. Vide Sul americana, ninguem dava importancia, e ficou no rodape esportivo, bastou o Inter dar importancia ao campeonato, e veja como mudou o comportamento do torcedor e da cronica.

  15. alessandro

    Malokero:

    Mesmo vendo um pouco de despeito no seu comentário e mesmo vc sendo torcedor do time do “shemale fucker” numa coisa eu concordo: tem-se que separar o que é intercontinental, Mundial Interclubes da FIFA Oficial e Torneio de verão…

    A FIFA simplesmente percebeu a importancia o e sucesso do Intercontinental e pegou a ideia colocando os clubes de outras federação.

    Mesmo assim, o intercontinental servia para saber qual é o melhor time do mundo, sendo que os clubes dos demais continente não tinham e até hoje não tem capacidade de competir com os times da Europa e America do Sul ( vide o desempenho dos clubes dos demais continentes nos Mundiais de Clubes da FIFA ).

    Ou seja, mesmo não sendo mundial, o Intercontinental servia para saber qual era o maior clube campeão no mundo, ao contrário do Rio-SP que não poderia servir como parametro para saber qual era o melhor time do Brasil, pois deixava de fora os clubes do RS, PR, MG que eram capazes de vencer os paulistas ou cariocas, coisa que os clubes da Asia, Africa, Oceania não são capazes de bater os clubes da America do Sul e Europa.

    6 – Brasileiros
    3 – Libertadores
    3 – Vezes melhor do Mundo

    Só nao entendo tanto despeito por causa de uma simpes camiseta.

    O pior, é que em campo não conseguem superar o SP, agora ficam com teorias mirabolantes para desmerecer o SP, mas querer que o Rio-SP seja valido como brasileiro ai já é demais…

    Agora, eu sei que é dificil, tente usar argumentos melhores e com menos despeito e dor de cotovelo.. hahahahaha

  16. Vingador

    O São Paulo tem culpa no cartório sobre este fato da manipulação de resultados, só não esperava que o vice da FPF, braço do SPFC na entidade, metesse os pés pelas mãos. E agora, em maus lençóis, tenta desviar o foco com essa ameaça. Nos coredores da CBF já se comenta que o SPFC tem sim culpa no cartório, inclusive com outros fatos anteriores a este. Resta agora saber se a verdade virá mesmo à tona e se o “todo poderoso” será devidamente punido. Será?

  17. Ricardo Labajos

    Sou completamente a favor dos Estaduais.

    São nesses campeonatos que as rivalidades foram criadas.

    Além do mais é bom para os times do interior ficarem em atividade.

    Nosso calendário tem muito que ser melhorado.

    Mas acabar com os estaduais com a desculpa de querer adequar nosso calendário, é como “queimar a casa pra se livrar do rato”.

  18. alessandro

    Leao

    Só me responda uma coisa:

    Para que serve uma federação?? Somente para organizar campeonatos??

    Atráves do dinheiro de que a Federação sobrevive??

    Se não existissem clubes, existiria Federação??

    Ou melhor, a federação é formada por quem??

    As Federações vivem as custas dos clubes, não ao contrario, nada mais justo a Federação ajudar os clubes, como já ajudou o Corinthians e os demais clubes..

    Se um clube se sentir prejudicado pela federação nada mais justo do que protestar da forma que acha melhor, pois a FPF é formada pelos clubes paulistas para auxiliar os clubes paulistas, não ao contrário..

    Todo o dinheiro que a FPF arrecada é graças ao clube..

  19. geraldo lina

    LEAO, soh pra sua informacao, quem quis a reaproximacao foi Eduardo Joseh Farah. O SAO PAULO FC nao foi mendingar nada nao, apenas aceitou.
    Haviam interesses eleitoreiros devido a intencao do presidente da FPF se tornar dirigente da CBF.

    Vai ler jornal, procura no google, ve se aprende pra depois vir debater.

    Aqui eh TRI-HEXA, e ai ???

    *** ******

  20. Justiceiro

    1º Conversa pra boi dormir. Como já foi dito, são muitos interesses em jogo. O SPFW não vai fazer isso.

    2º Esse beicinho do SPFW é jogada ensaiada e clássica tricolor. Nada mais do que isso.

    Muito mais importante:

    É simplesmente ridícula a tentativa das madonnas de minimizar o Campeonato Paulista em uma tentativa de atingir o Palmeiras. Aos fatos!

    1. O Paulista permitiu que elas comemorassem alguma coisa entre 1993 e 2005. É feio ser ingrato.

    2. Em 2005, quando o SPFW estava a 1 ponto de vencer o Paulista, os leonores esgotaram em poucas horas os ingressos para o jogo contra a Lusa. Nada menos do que 40.000 ingressos foram vendidos. Muito frisson por um torneiozinho, não acham? Pena que tiveram que ver Washington fazer dois gols e calar o Pacaembu. Depois conseguiram empatar com o Santos, foram campeões, mas não me lembro de terem chamado o campeonato de “Paulistinha”.

    3. Não foi o SPFW que pleiteou junto à FPF o reconhecimento do Superpaulistão de 2002 (meeeeeeu Deus!!!) e do Paulista de 1931 (sendo que foram fundados em 1935, só um jerico poderia pedir uma coisa dessas!!!)? Pra que ficar pedindo títulos sem importância?

    4. De todos os clubes considerados grandes neste país, o que menos deveria menosprezar os estaduais é justamente o SPFW, o único a ter tido a “glória” de ser rebaixado, pelo menos no campo.

  21. Alviverde/SP

    Criem uma Liga Paulista…não tinham intenção de criar uma Liga também no Brasileirão???? Ou então ISOLEM-SE no trono do futebol brasileiro, “deitado eternamente em berço esplendido” olhando os outros de cima para baixo, como gostam. AGORA, estão podendo…e AMANHÃ??? Alguém sabe????

  22. Justiceiro

    Quem já conseguiu a ‘façanha’

    Só pra ilustrar o que eu falei, uma lista de rebaixamentos de alguns clubes brasileiros em seus respectivos estaduais:

    América/MG 1
    América/RJ 1
    Portuguesa 1
    São Paulo 1

    Atlético/MG 0
    Atlético/PR 0
    Avaí 0
    Bahia 0
    Botafogo 0
    Corinthians 0
    Coritiba 0
    Cruzeiro 0
    Figueirense 0
    Flamengo 0
    Fluminense 0
    Goiás 0
    Grêmio 0
    Inter 0
    Palmeiras 0
    Santos 0
    Vasco da Gama 0
    Vitória 0

  23. Toel

    OH GERALDINHO!

    Pode vir qualquer um, time A, B, C, vamo passar o carro por cima de qualquer jeito. pra mim, não importa se são tri não do sei que, hexa ou o escambal o time da vl. sônia será sempre BI….!!!!

    Ao menos concordamos em uma coisa o Paulistinha é só pra time pequeno e pra ajustar o elenco pro resto do ano, mas se deixarem agente leva esse trofeuzinho tbm, vamos fazer uma aposta:

    Se o Corinthians perder o primeiro clássico para o spfc, eu nunca mais comento nada nesse blog, agora se o Timão ganhar já vou te dizendo adeus!!! Combinado. abraço

  24. Telo

    Paulinho,

    Boa tarde !!!
    Como diz uma amiga minha… “Ai que meda !!!”
    Quer dizer que São Paulo rompeu de vez com a FPF e vai jogar o CAMPEONATO PAULISTA com o time reserva ?!?!
    No contrato com a GLOBO tem uma clausula que OBRIGA os times a jogarem com o time titular, por isso na entrevistas os dirigentes, técnicos e jogadores sempre são cuidadosos ao abordarem o assunto de “time reserva”…
    Então eles vão vão abrir mão da cota de tv e ela será dividida emtre os demais clubes ?!?!
    Aaah tá… Ainda bem que estamos em Dezembro e eu acredito em Papai Noel !!!
    E assim vai a imprensa embarcando em mais uma do time chapa branca !!!

    Abraços,

  25. Telo

    Corrigindo:

    Paulinho,

    Boa tarde !!!
    Como diz uma amiga minha… “Ai que meda !!!”
    Quer dizer que São Paulo rompeu de vez com a FPF e vai jogar o CAMPEONATO PAULISTA com o time reserva ?!?!
    No contrato com a GLOBO tem uma clausula que OBRIGA os times a jogarem com o time titular, por isso nas entrevistas os dirigentes, técnicos e jogadores sempre são cuidadosos ao abordarem o assunto de “time reserva”…
    Então eles vão abrir mão da cota de tv e ela será dividida entre os demais clubes ?!?!
    Aaah tá… Ainda bem que estamos em Dezembro e eu acredito em Papai Noel !!!
    E assim vai a imprensa embarcando em mais uma do time chapa branca !!!

    Abraços,

  26. 6-3-3 (por enquanto...)

    Sábia decisão! E para mim basta jogar com o time titular contra os 2 times médios da capital e o outro time médio da baixada santista (só para mostrar quem é que manda). Já contra os times pequenos, sejam da capital ou interior podemos ir de juniores mesmo. E guerra à FPF (federação porca de fuxicos).

    Mais uma coisa: gostaria de lembrar aos sãopaulinos, Tri-Hexa campeões brasileiros, que já estamos de férias. Futebol agora só nas peladas de fim de ano e quando começar a Libertadores da América. Clubes e torcedores que pouco ou nada comemoraram durante o ano que corram atrás do prejuízo (ou seria do lucro?).

    Boas festas e saudações Tri-Mundiais!!!

    Em tempo: eu disse Tri-mundiais – e não Tri-Rio/São Paulo. Não confundir alhos com bugalhos!!!!

  27. alessandro

    Tem gente que não sabe ler regulamento e ainda vem com essa de que o São Paulo foi rebaixado… até o Juca voltou atras na sua opnião com relaçaõ a isso..

    Fazer o que, né??

    Da mesma forma que não foram campeões mundiais de clube ficaram inventando a copa Gazeta esportiva de 51, pra tentar se igualar… O mesmo ocorre com rebaixamento, so pq foram rebaixados querem que o SP seja na marra…

  28. alessandro

    Justiceiro

    1. O Paulista permitiu que elas comemorassem alguma coisa entre 1993 e 2005. É feio ser ingrato.

    Copa Conmebol – 1994
    Torneio Rio-São Paulo – 2001
    Supercopa Conmebol – 1996
    Recopa Sulamericana – 1994

    Acho que vc confundiu esse negócio de time que precisa de paulistinha para sair da fila com um outro clube terceirizado ai…

    Mas eu entendo a sua necessidade em tentar defender o paulistinha, pois no campeonato brasileiro….

  29. MALOKERO

    alessandro Disse:

    Dezembro 11, 2008 às 10:05 am
    Malokero:

    Mesmo vendo um pouco de despeito no seu comentário e mesmo vc sendo torcedor do time do “shemale fucker” numa coisa eu concordo: tem-se que separar o que é intercontinental, Mundial Interclubes da FIFA Oficial e Torneio de verão…

    A FIFA simplesmente percebeu a importancia o e sucesso do Intercontinental e pegou a ideia colocando os clubes de outras federação.

    Mesmo assim, o intercontinental servia para saber qual é o melhor time do mundo, sendo que os clubes dos demais continente não tinham e até hoje não tem capacidade de competir com os times da Europa e America do Sul ( vide o desempenho dos clubes dos demais continentes nos Mundiais de Clubes da FIFA ).

    Ou seja, mesmo não sendo mundial, o Intercontinental servia para saber qual era o maior clube campeão no mundo, ao contrário do Rio-SP que não poderia servir como parametro para saber qual era o melhor time do Brasil, pois deixava de fora os clubes do RS, PR, MG que eram capazes de vencer os paulistas ou cariocas, coisa que os clubes da Asia, Africa, Oceania não são capazes de bater os clubes da America do Sul e Europa.

    6 – Brasileiros
    3 – Libertadores
    3 – Vezes melhor do Mundo

    Só nao entendo tanto despeito por causa de uma simpes camiseta.

    O pior, é que em campo não conseguem superar o SP, agora ficam com teorias mirabolantes para desmerecer o SP, mas querer que o Rio-SP seja valido como brasileiro ai já é demais…

    Agora, eu sei que é dificil, tente usar argumentos melhores e com menos despeito e dor de cotovelo.. hahahahaha
    ………………………………………………………………….

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk o Frêgues tem sempre razão 80 sp x 113 do Coringão…. sem contar que o time do RICKY tem menos títulos no panetone do que nós, também que o maior público do panetone é nosso.. e segue a lista…

    Se o intercontinental é mundial o Rio-São Paulo é campeonato Brasileiro…

    Para com essa conversa mole e acesse o site da FIFA e o problema está resolvido, quem tem mais títulos mundiais tem “UM” e o primeiro é o Coringão… e não fique muito feliz com os 6 títulos de vcs, o Corinthians não tinha nenhum título brsileiro enquanto vcs tinham TRÊS e em poucos anos ultrapassamos vcs… hehe

    CORINTHIANS MINHA VIDA, CORINTHIANS MINHA HISTÓRIA, CORINTHIANS MEU AMOR….

    RONALDO AGORA É FIELOMENAL

  30. geraldo lina

    TOEL,

    Seu clube tem essas caracteristicas ?
    6 VEZES CAMPEAO BRASILEIRO,
    3 VEZES CAMPEAO MUNDIAL
    3 VEZES CAMPEAO DA LIBERTADORES ?

    Entao baixa a tua bolinha e nao vem discutir futebol comigo.
    Fica com o paulistinha, massacra o time B do SAO PAULO FC, e seja feliz.

    *** ******

  31. Kiko

    POR QUANTO OS DESPEITADOS PROCURAM PUNIR A COMPETÊNCIA , VANGLORIANDO O CRIME EM FORMA DE FUTEBOL , O MUNDO RECONHEÇE O PODER DA NOSSA COMISSÃO TECNICA.

    Fifa: Muricy Ramalho, digno heredero del mágico Telê

    Fifa.com

    Cuando el árbitro pitó el final del 1-0 del São Paulo sobre el Goiás, hizo más que determinar el final de una de las ediciones más reñidas de la historia del Campeonato Brasileiro. El título conquistado por el Tricolor Paulista el último domingo escribió una página imborrable en la historia del fútbol de Brasil: el São Paulo llegó a su sexta conquista -un récord- y se ha convertido en el primer tricampeón nacional. Sin embargo, a diferencia de lo que suele suceder, el gran símbolo de esa dinastía no es el goleador ni el capitán del equipo, sino el entrenador. Hoy, tanto o más que Rogério Ceni, el gran ídolo de la hinchada es el hombre que da las órdenes desde el banquillo: Muricy Ramalho.

    Desde la primera edición del Brasileirão, en 1971, el único entrenador que había celebrado tres veces consecutivas había sido Rubens Minelli, comandante del Internacional de Porto Alegre bicampeón 1975/1976 y del primer título del mismo São Paulo en 1977 -con un lesionado Muricy Ramalho en la plantilla-. Al llevar al Tricolor al tricampeonato 2006-08, Muricy inscribió su nombre de manera definitiva en los anales del fútbol de su país. “Tengo que admitirlo: será muy difícil que otro técnico conquiste tres títulos seguidos con el mismo equipo. No porque no haya profesionales capacitados para eso, pero la cultura del fútbol de Brasil difícilmente lo permita. La gente no tiene idea de lo que he pasado esta temporada. Hay mucha presión”, dijo un aliviado Muricy después del hito.

    Tras los pasos de Telê
    No siempre dulce, pero sí exacerbadamente sincera, la forma de ser de Muricy conquistó el corazón de la exigente hinchada são-paulina. “Cuando caímos eliminados por el Fluminense en los cuartos de final de la Libertadores, en mayo, estuve a punto de dejar el equipo. Había mucha presión, pero más aún que el presidente (Juvenal Juvêncio), la afición fue la que hizo que me quedara. Nunca han dejado de gritar mi nombre y eso es algo que no tiene precio”, admite.

    Tamaño cariño de una afición para un entrenador no es un fenómeno usual, pero dentro del São Paulo FC tiene sus raíces. Era exactamente así la relación de la grada con Telê Santana, el entrenador del club en el periodo áureo que incluyó la conquista de los dos primeros títulos de la Copa Libertadores y de dos Copas Intercontinentales (1992/93). Casualidad o no, el primer trabajo de Muricy Ramalho en los banquillos brasileños (tras la temporada de 1993 a frente del Puebla de México) fue exactamente el de asistente técnico de Telê, a quien luego reemplazó cuando la salud de su mentor ya no le permitía más ejercer esa función.

    El ídolo es Telê Santana. Él era el grande. Yo estoy logrando mis éxitos, pero estoy muy por debajo.

    Ramalho sobre su mentor Telê Santana.

    Hoy Muricy demuestra día tras día todo lo que aprendió con Telê: el perfeccionismo, la rigidez, el carácter asumidamente gruñón y, como resultado, la idolatría de la hinchada. Inmediatamente después de la victoria ante el Goiás, aún en la cancha, dio una respuesta reveladora al respecto: “El ídolo es Telê Santana. Él era el grande. Yo estoy logrando mis éxitos, pero estoy muy por debajo”. Fueron sus primeras palabras como tricampeón brasileño…

    Poco después de llevarse su cuarto trofeo consecutivo de la CBF como mejor entrenador del Brasileirão, el tono de las palabras de Muricy ya era otro. El tema ya era la temporada 2009, y más precisamente la Copa Libertadores, una verdadera obsesión para São Paulo. “Todos saben que ese título es el principal objetivo del club y, más todavía, el mío personal. Estuvimos muy cerca dos veces -São Paulo cayó en la final de 2006- y no podemos dejar pasar otra oportunidad. Trabajaremos durísimo para ganarla”, dice el entrenador. “Para eso, tengo que mejorar en todo. Uno no puede ganar un título y acomodarse”.

    Así es Muricy. Apenas un día después de su conquista histórica, y a uno de sus merecidas vacaciones, ya dejó mostrar su personalidad perfeccionista y obstinada. No puede evitarlo, es más fuerte que él. Como aprendió hace tiempo de un tal Telê Santana.

  32. Alexandre Amaral

    Eu apóio (msmo sendo torcedor sãopaulino e morador do interior perdendo assim a chance d ver ao vivo o time principal);

    contudo sei q há 2 gigantescos empecilhos p q tal ocorra:

    1) Pressão do patrocinador

    2) Rede Globo

    2009 – Mogi Mirim Esporte Clube Campeão Paulista!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  33. Luís Carlos

    Malokero,

    Não se pode chamar aquilo que o spfw ganhou de mundial nem de intercontinental porque não existe campeonato de um jogo só nem torneio de um jogo só.

    Aquele negócio foi um esquema para provar aos japoneses mais céticos que não era mentira que tinha gente que batia na bola com os pés, e para convencer dois times a jogarem lá, ofereciam ao ganhador um carro toyota.

    Se há gente que considera aquilo como campeonato mundial eu tenho mais de vinte! Já ganhei inúmeros campeonatos de um jogo só. A única diferença é que o jogo era na Freguesia do Ó e não em Tóquio e em vez de ganhar uma toyota ganhava-se uma churrascada de acém e duas caixas de cerveja barata.

  34. Angelo Júnior

    Minhas opiniões, a maioria delas, se alinham às suas, Paulinho. Mas chegou o momento de divergir. Não acho certo que os grandes não disputem o Paulista, pois seria o fim para os clubes pequenos. Que motivação essas agremiações teriam? A lei Pelé já ferrou os pequenos, pois eles viviam de revelar bons valores, vendê-los para cobrir os prejuízos ou investir em patrimônio Acho que, existe por parte de alguns profissionais da imprensa, um certo preconceito contra os menores (acredito não ser o seu caso). E eles estarão fadados à extinção, se todos virarem as costas. O Brasil só é essa potência no futebol porque têm campeonato regionais, clubes pequenos. Discordo do mestre Juca Kfouri, de quem sou profundo admirador ,acho que os regionais têm que ser fortalecidos. Se isso não fosse verdade o Guarani não teria sido campeão brasileiro, a Inter e o Bragantino não teriam sido campeões paulistas, dentre tantos exemplos. Acho megalomaníaco e excludente essa história dos grandes disputarem apenas campeonatos de maior expressão, mesmo porque, se formos relembrar, tivemos regionais memoráveis, com o de 1977, por exemplo.

  35. Ricardo Labajos

    Isso é manha das “Clube da Madonna”

    Quando o campeonato começar lá vão estar com o time “titular”

  36. alessandro

    MALOKERO

    Pelo jeito, vc não leu o que eu disse, pois continua com as mesmas besteiras… onde eu disse que o SP tem 3 mundiais?? Leia de novo, se não entender, peça para alguem ler e explicar para vc…

    Também, pelo nome e ainda mais torcedor do time do “Shemale Fucker” hauhauahuhaua

  37. alessandro

    Luís Carlos

    Só me responda uma coisa, para chegar àquele “campeonato de um jogo só” no Japão, era necessário ganhar o q?? hahahahahaha

  38. Justiceiro

    Ah, meu Deus. Pára tudo. Elas ganharam o Rio-São Paulo e a Supercopa Conmebol (que po**a é essa?) Kkkkkkkkkkkkkkkk…

    Sem comentários. Era melhor falar que não tinha ganho nada mesmo…

  39. Marcos

    Duvido que o time do Jardim Leonor tenha peito pra isso; trata-se apenas de um joguinho de cena. Mas se o fizer, melhor, pois, aí, o Palmeiras vai enfiar uma nova goleada neles, a exemplo do que já fez no Paulistão 2008.

    Explico os motivos pelos quais discordo dessa idéia de que o Campeonato Paulista tenha que acabar ou tenha que ser disputado apenas por equipes pequenas. O primeiro é o DINHEIRO. Os clubes ganham muito dinheiro com os direitos de transmissão do PAULISTÃO. O segundo é a própria exposição de mídia que tal campeonato gera; a segunda semifinal do Paulistão deste ano, por exemplo, gerou audiência de 31 pontos para a Globo e a final, realizada no Palestra Itália, gerou 29 pontos. Sabem qual foi a audiência dos dois últimos jogos do SPFC no Brasileiro? 26 pontos. Evidentemente, não faz sentido nenhum jogar no lixo uma competição que gera tanto interesse, tanta audiência e, por conseqüência, tanto dinheiro, para clubes, televisão e patrocinadores. O terceiro é simplesmente o torcedor, que gosta do Paulistão e o valoriza, principalmente por conta das rivalidades locais. O público do Dérbi Palmeiras x Corinthians ( teoricamente, um mero jogo de fase classificatória, que não definiria nada ) foi de quase 50 mil pagantes. Quantos jogos do Campeonato Brasileiro ou da Copa Libertadores tiveram público maior do que este?

    Portanto, temos que analisar a realidade das coisas e ela nos conduz à conclusão de que o Campeonato Paulista é importantíssimo e vital. A Copa Libertadores, por exemplo, nunca valeu nada e só teve uma valorização de uns 10 a 15 pra cá, porque passou a gerar mais dinheiro para os times participantes. Se, numa situação hipotética, cortassem os patrocínios da Copa Libertadores, esta voltaria a valer o que efetivamente vale, ou seja, muito pouco, como a Copa Sul-americana. Aliás, competições internacionais só valem a grana que são capazes de gerar.

    Mas é claro que tudo isso não passa de um jogo de cena do SPFC. E não duvido nada que seja parte de um golpe pra afastar o atual presidente da FPF, mas que não vai dar em nada. Como muito bem disse o Citadini, se o SPFC quiser mesmo romper com a Federação Paulista, que comece devolvendo a ela toda a grana que andou pegando por lá…. e não foi pouco não……. aliás, vai aí em baixo o magnífico post do Citadini sobre isso……

    ________________________________________________

    08/12/2008

    Madonna mia!

    Não gostaria de entrar neste assunto do árbitro Wagner Tardelli-SPFC-Madonna. Até porque hoje é dia da Imaculada Conceição, importante data do calendário cristão.
    Porém, vendo o que andam falando por aí, vi que seria quase obrigatório abordar o assunto. A imprensa, na quase totalidade, procura transformar o presidente da Federação, Marco Polo Del Nero, num vilão e diz que o São Paulo era inimigo dos dirigentes da Federação. Não é bem assim. Ou melhor, não é nada disso.
    Se o São Paulo está atritado com Marco Polo, apenas porque o presidente da Federação não vê com bons olhos a escolha do Morumbi como estádio para abertura da Copa-2014, parabéns a Marco Polo!
    Qualquer pessoa de juízo fica com frio na espinha só de imaginar o tamanho do vexame de uma Copa do Mundo realizada no estádio do Morumbi, impróprio e irreformável, mas, sinceramente, não creio que haja grande estremecimento entre o SPFC e o dirigente da Federação Paulista.
    A imprensa carrega hoje, com todas as tintas, que o São Paulo era inimigo dos dirigentes da FPF, inclusive o tal vice que distribuía para árbitros, em nome do São Paulo, ingressos para ver Madonna. Assim a revelação do piedoso “regalo” para o show seria um ato de hostilidade da FPF contra o SPFC.
    A história é outra. O São Paulo esteve rompido com a Federação Paulista até que, no final dos anos 1990, quando precisou de dinheiro para colocar amortecedores nas arquibancadas do Morumbi. Vêm daí a data em que o São Paulo deixou de ser “oposição” à Federação. O ex-presidente Farah pegou recursos do “Fundo de Reserva dos Clubes” e emprestou quase US$3 milhões de dólares para o São Paulo.
    Como o Clube não tinha como pagar, o ex-presidente da FPF perdoou a dívida e a transformou em doação, em troca de o São Paulo reestudar a taxa que cobrava para ocupação de seu estádio pelos clubes visitantes. Como vemos, a aproximação do São Paulo com a Federação tem data e valores! O tal discurso de oposição foi às favas!
    Mas não ficou apenas nisso a relação de amor e negócios entre o São Paulo e a FPF. Em 2002, foi a Federação quem emprestou dinheiro para o Tricolor contratar o jogador Ricardinho do Corinthians: por volta de R$5 mi foram adiantados pelo ex-presidente Farah.
    Em 2003, naquele imbróglio do Campeonato Paulista, havia um empenho unânime para que o São Paulo fosse campeão. Poucas vezes a Federação lutou tanto pelos interesses do São Paulo contra o Corinthians.
    A vitória corinthiana, que só foi possível graças à grande força da equipe alvinegra, quase trouxe luto à Federação, e foi alcançada apesar da inércia de um grupo de dirigentes “traíras” do Timão que nunca querem brigar com o São Paulo.
    Como vemos a relação entre São Paulo e a Federação Paulista nos últimos anos está longe de ser conflituosa, e, mesmo neste último episódio da escolha do Morumbi, não podemos considerar a Federação como inimiga, se bem que, se tivesse juízo, deveria ter falado publicamente contra o Morumbi.
    Sei que os são-paulinos estão dizendo que “dar regalos” a juízes todo mundo dá. Não é bem assim. Eles dão, mas o problema é que se tornou público e eles devem torcer para que fique só nisso.
    Por fim esclareço que não irei ao show de Madonna, embora aprecie o trabalho e o talento desta genial cantora.

    Escrito por blogdocitadini às 11h59

    Fonte: http://blogdocitadini.blog.uol.com.br/arch2008-12-07_2008-12-13.html#2008_12-08_11_59_38-11885099-0

  40. Alexandre Amaral

    Aos pacóvios q postam c/ alcunhas,
    s fossem minimamente Homens escreveriam c/ seus Nomes completos e reais, cidade e email!

    São umas crianças d 15 anos q ainda apanham do pai.

    Ñ têm Hombridade e s escondem atrás d fakes vagabundos, tais quais suas opiniões levianas.

    Vão postar nos blogs do Chico Lang e Citadini, pois lá são os únicos lugares onde encontrarão guarida p seus devaneios.

    Aproveitem e perguntem ao tutor do Gil pq na verdade ele quer tanto a construção d um novo estádio p cidade d SP, mentirosamente visando 2014?

    Pulhas!

  41. alessandro

    Justiceiro

    Para quem ganha algo somente de 10 em 10 anos, um Rio-SP ou uma Conmebol cairia bem, né?? ahh.. esqueci, nada se compara ao importantissimo campeonato paulista… hahahahahahahahahah

    Blz, agora posta o REGULAMENTO… ou vai dar chilique de novo??

  42. Carlos Augusto

    É BOM SEMPRE LEMBRAR , AFINAL DE CONTAS EXISTEM PESSOAS QUE NÃO SABER LER CORRETAMENTE.

    AVE SÃO PAULO
    (marca registrada, exclusivo da torcida do São Paulo)

    – O LEGÍTIMO SUPER CAMPEÃO DO BRASIL
    – O PRIMEIRO HEXA CAMPEÃO DO BRASIL
    – O PRIMEIRO TRICAMPEÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL
    – O LEGÍTIMO GANHADOR DA TAÇA DE BOLINHAS PELA 2ª VEZ
    – RECORDISTA ABSOLUTO EM ACÚMULO DE PONTOS DO CAMPEONATO NACIONAL
    – CLUBE QUE MAIS FORNECEU JOGADORES PARA A SELEÇÃO BRASILEIRA
    – RECORDISTA BRASILEIRO DE PARTICIPAÇÕES CONSECUTIVAS EM LIBERTADORES
    – O MAIOR CONQUISTADOR DE TORNEIOS INTERNACIONAIS DO BRASIL
    – TRI CAMPEÃO MUNDIAL DE FUTEBOL
    – TRI CAMPEÃO DA LIBERTADORES DA AMÉRICA

    – THE GREAT CONQUEROR OF THE BRAZILIAN CHAMPIONSHIP IN ACCUMULATED POINTS ( FIFA )
    – THE SAO PAULO FC IS THE JEWEL OF THE CROW OF THE BRAZILIAN FOOTBALL
    (BBC- London)
    – SAO PAULO FC DÉMONTRE SON POUVOIR ENCORE UNE FOIS , TRI CHAMPIONNE DU
    BRÉSIL (Le Monde)

    – AVE SÃO PAULO , TÚ ES GRANDE, TÚ ÉS FORTE , ÉS A CASA DOS DEUSES DA VITÓRIA E DOS CONQUISTADORES

    – AQUÊLES QUE NÃO PERTENCEM A TÍ , QUE SE CURVEM E TE REVERENCIEM

    – TUA ONIPOTÊNCIA INCOMODA A TÔDOS QUE GOSTARIAM DE SER COMO TU

    – ÉS MAGNÂNIMO COM O SEU PERPÉTUO MANTO DE 3 CORES

    – CORES QUE ENVOLVEM TÔDAS AS PAIXÕES QUE CRIASTE

    – PAIXÕES QUE SE UNEM EM VOLTA DE TUAS CONQUISTAS

    – AVE SÃO PAULO, TUA NAÇÃO TE AGRAÇA COM TEU HINO, E SEU GRITO DE GUERRA

    “Salve o tricolor
    paulista,
    Amado clube brasileiro
    Tu és forte, tu és grande
    Dentre os grandes, és o primeiro.

    Oh, Tricolor,
    Clube bem-amado,
    As tuas glórias
    Vêm do passado.

    São teus guias brasileiros,
    Que te amam eternamente,
    De São Paulo tens o nome
    Que ostentas dignamente.

    Oh, Tricolor…

    (Segunda Parte)
    Trazes glórias luminosas
    Do Paulistano imortal,
    Da Floresta também trazes
    Um brilho tradicional.

    Oh, Tricolor…

    São Paulo, clube querido,
    Tu tens o nosso amor,
    Teu nome e tuas glórias
    Tem honra e resplendor.

    Oh, Tricolor…

    Tuas cores gloriosas
    Despertam amor febril
    Pela terra bandeirante
    Honra e glória no Brasil

    Oh, Tricolor…

    AVE SÃO PAULO , OBRIGADO POR EXISTIR !

    NOSSA HOMENAGEM AO ETERNO MESTRE TELE SANTANA
    1991 – Campeão Paulista (São Paulo)
    1991 – Campeão Brasileiro (São Paulo)
    1992 – Campeão Paulista (São Paulo)
    1992 – Campeão da Taça Libertadores da América (São Paulo)
    1992 – Campeão Mundial de Clubes (São Paulo)
    1993 – Campeão da Taça Libertadores da América (São Paulo)
    1993 – Campeão da Supercopa da Libertadores (São Paulo)
    1993 – Campeão da Recopa Sul-Americana (São Paulo)
    1993 – Campeão Mundial de Clubes (São Paulo)
    1994 – Campeão da Recopa Sul-Americana (São Paulo)
    1994 – Campeão da Copa Conmebol (São Paulo) Na verdade esse título foi ganho com o Muricy…
    1995 – Copa de Clubes Brasileiros Campeões Mundiais (São Paulo)

    – Cidade de Barcelona (ESP): 91
    – Ramón de Carranza (ESP): 92
    – Teresa Herrera (ESP): 92
    – Cidade de Barcelona (ESP): 92
    – Cidade de Santiago (CHI): 93
    – Santiago de Compostela (ESP): 93
    – Troféu Jalisco (MEX): 93
    – Cidade de Los Angeles (EUA): 93

    NOSSA HOMENAGEM AO DISCÍPULO DO MESTRE : MURICY RAMALHO

    Campeonato Paulista: 1975
    Campeonato Brasileiro: 1977
    Campeonato Mexicano: 1983
    Copa Conmebol: 1994
    Copa da China: 1998
    Campeonato Pernambucano: 2001
    Campeonato Pernambucano: 2002
    Campeonato Gaúcho: 2003
    Campeonato Paulista: 2004
    Campeonato Gaúcho: 2005
    Vice Campeão Brasileiro: 2005
    Campeonato Brasileiro: 2006
    Campeonato Brasileiro: 2007
    Campeonato Brasileiro: 2008

    E A TÔDOS OS TÉCNICOS QUE FIZERAM NOSSA HISTÓRIA :

    – Alberto Zarzur
    – Alexi Stival
    – Alfredo Ramos
    – Amílcar Barbuy
    – Armando Del Debbio
    – Armando Federico Renganeschi
    – Aymoré Moreira
    – Carlos Alberto Parreira
    – Carlos Alberto Silva
    – Otacílio Pires de Camargo
    – Conrado Ross
    – Darío Pereyra
    – Flávio Costa
    – Francisco Ferreira de Aguiar
    – Béla Guttmann
    – Jorge Gomes de Lima
    – Jair Rosa Pinto
    – José Carlos Serrão
    – José Macia
    – José Poy
    – Emerson Leão
    – Leônidas da Silva
    – Levir Culpi
    – Manuel Raimundo Pais de Almeida
    – Mário Sérgio Pontes de Paiva
    – Muricy Ramalho
    – Nelsinho Baptista
    – Osvaldo Alvarez
    – Osvaldo Brandão
    – Oswaldo de Oliveira Filho
    – Paulo Autuori
    – Paulo César Carpeggiani
    – Ramón Platero
    – Remo Januzzi
    – Roberto Rojas
    – Rubens Francisco Salles
    – Rubens Minelli
    – Sylvio Pirillo
    – Telê Santana da Silva (o mestre)
    – Valdir Joaquim de Moraes
    – Vicente Feola
    – Zezé Moreira

    AGRADECEMOS A TÔDOS VÔCES QUE FIZERAM DO SÃO PAULO O MAIOR CLUBE DO MUNDO.

    AVE SÃO PAULO!

    CONTRA TUDO E CONTRA TÔDOS
    CONTRA A QUADRILHA DO GÁS
    CONTRA A FPF ALIADA A QUADRILHA DO GÁS
    CONTRA O MARCO POLO DEL NERO, O IRRESPONSÁVEL

    É A VITÓRIA DO BEM CONTRA O MAL

  43. alessandro

    Palmeirense postando texto do Citadini..

    Palmeirenses e Corinrthianos unidos contra o SP..

    É O FIM DOS TEMPOS!!! hhhahahahaha

    Isso NEM FREUD explica…

  44. Ailton do Vale

    Finalmente algum clube tomou uma atitude correta perante os campeonatos estaduais!

    E tinha que ser logo o “ganha-tudo” brasileiro.

    E olha que o Paulixão é o campeonato estadual de melhor qualidade.

    Vocês paulista é que não sabem o que é aturar o Campeonato Mineiro ou melhor Campeonato Rural.

    Por aqui é sempre a mesma coisa: jogos horríveis e sem emoção contra em que Atlético e Cruzeiro ainda fazem o favor de perderem para equipes deploráveis.

    Já está na hora de acabar com os estaduais o futebol brasileiro precisa progredir, estamos em pleno século 21, tempos de globalização.

    Seria muito mais interessante disputar pequenos campeonatos em janeiro com grandes equipes mundo afora como Real Madrid, Manchester United ou contra outros mais fracos mas que não deixam de serem fortes como Sevilla ou Tottenham. Se o Adelaide e o Yokohama podem jogar contra os grandes da Europa por que nós brasileiros não podemos?

  45. Marcos

    geraldo lina Disse:

    Dezembro 11, 2008 às 10:45 am

    LEAO, soh pra sua informacao, quem quis a reaproximacao foi Eduardo Joseh Farah. O SAO PAULO FC nao foi mendingar nada nao, apenas aceitou.
    Haviam interesses eleitoreiros devido a intencao do presidente da FPF se tornar dirigente da CBF.

    Vai ler jornal, procura no google, ve se aprende pra depois vir debater.

    Aqui eh TRI-HEXA, e ai ???

    *** ******

    __________________________________________________________

    Prezado, o verbo ” haver ” quando empregado no sentido de ” existir ” se torna impessoal. Então, a sua frase deveria se iniciar assim: ” Havia interesses “. Diferentemente, portanto, da forma como foi redigida.

    Acredito que a sua penúltima frase, conseqüentemente, deva se aplicar a você mesmo e não a terceiros. Seria mais proveitoso estudar, e aprender mais, do que perder tanto tempo de forma inútil…..

    Até porque, apesar de acompanhar e comentar pouco por aqui, noto que você vem sendo seguidamente humilhado e desmascarado por outros blogonautas, como Justiceiro, Lula, Ricardo Lopes, dentre outros. Sinceramente, chega a dar dó…….

    Abraços!!!

  46. Toel

    GERALDO LINA:

    VAMOS FAZER O SEGUINTE ENTÃO, VAMOS MANTER A APOSTA, NO DIA EM QUE OS DOIS TIMES SE ENFRENTAREM CADA UM COM SEU TIME PRINCIPAL, A APOSTA VALERÁ, TEM CORAGEM, EU MANTENHO MINHA PALAVRA, SE O CORINTHIANS PERDER PARA O SPFC NUNCA MAIS COMENTO NADA AQUI E VC A MESMA COISA. VAI ENCARAR OU VAI CORRER.

  47. Toel

    Sugestão ao sãopaulinos de plantão:

    Porque vcs não abrem um blog só de sãopaulino, tenho até uma sugestão:

    Poderia ser o BLOG DO TRICÔLOCO.

  48. Toel

    SEGUNDO A DIRETORIA DO SPFC, O SEGREDO DO SUCESSO É MANTER A BASE E SÓ TROCAR O ESMALTE A CADA ANO.

  49. Justiceiro

    Alessandro, o chilique eu deixo pra vocês, que são especialistas nisso. Faça bom proveito dos links e boa leitura!

    Ah, os anos 90… Manobra nos bastidores pra não cair, ponto extra por ter ganho Grupo Amarelo, amortecedores pagos com dinheiro dos outros clubes…

    Era bom ter um leonor no comando, né? Aí não tinha reclamação…

  50. Justiceiro

    Caro Marcos,

    Você já é mais um a colocar o cidadão no seu devido lugar. Sim, ele é constantemente humilhado por aqui… mas é como mulher de malandro, parece que gosta, porque sempre volta por mais.

    Tem gosto pra tudo nesse mundo.

  51. Xandy

    Engraçado esses bambis.

    Os números não mentem: em 295 jogos entre Corinthians e SPFW, são 107 vitórias do Corinthians, 95 vitórias do São Paulo e 93 empates; pelo Brasileirão, o Corinthians são 14 vitórias do Timão, 17 empates e 11 vitórias do São Paulo.
    Então, solucionada está a questão de quem é freguês de quem…

  52. alessandro

    Justiceiro

    Mas mostrar o REGULAMENTO que é bom nada…

    Se for pra ver materia de jornal, reportagem, prefiro essa:

  53. alessandro

    Justiceiro

    Mostrar o REGULAMENTO que é bom, nada…

    Se for para ler reportagem, materia de jornal, entrevista, eu fico com essa:

  54. Malokero

    MALOKERO

    Pelo jeito, vc não leu o que eu disse, pois continua com as mesmas besteiras… onde eu disse que o SP tem 3 mundiais?? Leia de novo, se não entender, peça para alguem ler e explicar para vc…

    Também, pelo nome e ainda mais torcedor do time do “Shemale Fucker” hauhauahuhaua

    ………………………..

    Vou pedir para o “ORLANDINHO” traduzir pra mim, pois ele por torcer pro mesmo time que o seu, deve entender seus psicografia.

    A torcida do time do RICKY está:

    Ah, que isso elas estão descontroladas…
    Ah, que isso elas estão descontroladas…

    Sem stress, vc deve sofrer de distúrbios hormonais.

  55. Marcos

    Pois é, caro Justiceiro. Antes de mais nada, parabenizo-o pelos excelentes comentários que vc posta aqui neste blog; e não só vc, mas tb o Lula e o Ricardo Lopes, outros dois excelentes blogonautas.

    Como vc disse, existe gosto pra tudo, realmente…. e se o cara gosta de fazer esse papel, de ser ridicularizado e motivo de risadas………

    Algumas vezes, leio os posts e morro de rir. Outro dia mesmo, em algum post aqui, vi o debate envolvendo esse senhor e quase tive um ataque de tanto dar risadas…. rs…..

    Abraços!!!!

  56. Denilson Martins

    É BOM SEMPRE LEMBRAR , AFINAL DE CONTAS EXISTEM PESSOAS QUE NÃO SABER LER CORRETAMENTE.

    AVE SÃO PAULO
    (marca registrada, exclusivo da torcida do São Paulo)

    – O LEGÍTIMO SUPER CAMPEÃO DO BRASIL
    – O PRIMEIRO HEXA CAMPEÃO DO BRASIL
    – O PRIMEIRO TRICAMPEÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL
    – O LEGÍTIMO GANHADOR DA TAÇA DE BOLINHAS PELA 2ª VEZ
    – RECORDISTA ABSOLUTO EM ACÚMULO DE PONTOS DO CAMPEONATO NACIONAL
    – CLUBE QUE MAIS FORNECEU JOGADORES PARA A SELEÇÃO BRASILEIRA
    – RECORDISTA BRASILEIRO DE PARTICIPAÇÕES CONSECUTIVAS EM LIBERTADORES
    – O MAIOR CONQUISTADOR DE TORNEIOS INTERNACIONAIS DO BRASIL
    – TRI CAMPEÃO MUNDIAL DE FUTEBOL
    – TRI CAMPEÃO DA LIBERTADORES DA AMÉRICA

    – THE GREAT CONQUEROR OF THE BRAZILIAN CHAMPIONSHIP IN ACCUMULATED POINTS ( FIFA )
    – THE SAO PAULO FC IS THE JEWEL OF THE CROW OF THE BRAZILIAN FOOTBALL
    (BBC- London)
    – SAO PAULO FC DÉMONTRE SON POUVOIR ENCORE UNE FOIS , TRI CHAMPIONNE DU
    BRÉSIL (Le Monde)

    – AVE SÃO PAULO , TÚ ES GRANDE, TÚ ÉS FORTE , ÉS A CASA DOS DEUSES DA VITÓRIA E DOS CONQUISTADORES

    – AQUÊLES QUE NÃO PERTENCEM A TÍ , QUE SE CURVEM E TE REVERENCIEM

    – TUA ONIPOTÊNCIA INCOMODA A TÔDOS QUE GOSTARIAM DE SER COMO TU

    – ÉS MAGNÂNIMO COM O SEU PERPÉTUO MANTO DE 3 CORES

    – CORES QUE ENVOLVEM TÔDAS AS PAIXÕES QUE CRIASTE

    – PAIXÕES QUE SE UNEM EM VOLTA DE TUAS CONQUISTAS

    – AVE SÃO PAULO, TUA NAÇÃO TE AGRAÇA COM TEU HINO, E SEU GRITO DE GUERRA

    “Salve o tricolor
    paulista,
    Amado clube brasileiro
    Tu és forte, tu és grande
    Dentre os grandes, és o primeiro.

    Oh, Tricolor,
    Clube bem-amado,
    As tuas glórias
    Vêm do passado.

    São teus guias brasileiros,
    Que te amam eternamente,
    De São Paulo tens o nome
    Que ostentas dignamente.

    Oh, Tricolor…

    (Segunda Parte)
    Trazes glórias luminosas
    Do Paulistano imortal,
    Da Floresta também trazes
    Um brilho tradicional.

    Oh, Tricolor…

    São Paulo, clube querido,
    Tu tens o nosso amor,
    Teu nome e tuas glórias
    Tem honra e resplendor.

    Oh, Tricolor…

    Tuas cores gloriosas
    Despertam amor febril
    Pela terra bandeirante
    Honra e glória no Brasil

    Oh, Tricolor…

    AVE SÃO PAULO , OBRIGADO POR EXISTIR !

    NOSSA HOMENAGEM AO ETERNO MESTRE TELE SANTANA
    1991 – Campeão Paulista (São Paulo)
    1991 – Campeão Brasileiro (São Paulo)
    1992 – Campeão Paulista (São Paulo)
    1992 – Campeão da Taça Libertadores da América (São Paulo)
    1992 – Campeão Mundial de Clubes (São Paulo)
    1993 – Campeão da Taça Libertadores da América (São Paulo)
    1993 – Campeão da Supercopa da Libertadores (São Paulo)
    1993 – Campeão da Recopa Sul-Americana (São Paulo)
    1993 – Campeão Mundial de Clubes (São Paulo)
    1994 – Campeão da Recopa Sul-Americana (São Paulo)
    1994 – Campeão da Copa Conmebol (São Paulo) Na verdade esse título foi ganho com o Muricy…
    1995 – Copa de Clubes Brasileiros Campeões Mundiais (São Paulo)

    – Cidade de Barcelona (ESP): 91
    – Ramón de Carranza (ESP): 92
    – Teresa Herrera (ESP): 92
    – Cidade de Barcelona (ESP): 92
    – Cidade de Santiago (CHI): 93
    – Santiago de Compostela (ESP): 93
    – Troféu Jalisco (MEX): 93
    – Cidade de Los Angeles (EUA): 93

    NOSSA HOMENAGEM AO DISCÍPULO DO MESTRE : MURICY RAMALHO

    Campeonato Paulista: 1975
    Campeonato Brasileiro: 1977
    Campeonato Mexicano: 1983
    Copa Conmebol: 1994
    Copa da China: 1998
    Campeonato Pernambucano: 2001
    Campeonato Pernambucano: 2002
    Campeonato Gaúcho: 2003
    Campeonato Paulista: 2004
    Campeonato Gaúcho: 2005
    Vice Campeão Brasileiro: 2005
    Campeonato Brasileiro: 2006
    Campeonato Brasileiro: 2007
    Campeonato Brasileiro: 2008

    E A TÔDOS OS TÉCNICOS QUE FIZERAM NOSSA HISTÓRIA :

    – Alberto Zarzur
    – Alexi Stival
    – Alfredo Ramos
    – Amílcar Barbuy
    – Armando Del Debbio
    – Armando Federico Renganeschi
    – Aymoré Moreira
    – Carlos Alberto Parreira
    – Carlos Alberto Silva
    – Otacílio Pires de Camargo
    – Conrado Ross
    – Darío Pereyra
    – Flávio Costa
    – Francisco Ferreira de Aguiar
    – Béla Guttmann
    – Jorge Gomes de Lima
    – Jair Rosa Pinto
    – José Carlos Serrão
    – José Macia
    – José Poy
    – Emerson Leão
    – Leônidas da Silva
    – Levir Culpi
    – Manuel Raimundo Pais de Almeida
    – Mário Sérgio Pontes de Paiva
    – Muricy Ramalho
    – Nelsinho Baptista
    – Osvaldo Alvarez
    – Osvaldo Brandão
    – Oswaldo de Oliveira Filho
    – Paulo Autuori
    – Paulo César Carpeggiani
    – Ramón Platero
    – Remo Januzzi
    – Roberto Rojas
    – Rubens Francisco Salles
    – Rubens Minelli
    – Sylvio Pirillo
    – Telê Santana da Silva (o mestre)
    – Valdir Joaquim de Moraes
    – Vicente Feola
    – Zezé Moreira

    AGRADECEMOS A TÔDOS VÔCES QUE FIZERAM DO SÃO PAULO O MAIOR CLUBE DO MUNDO.

    AVE SÃO PAULO!

    CONTRA TUDO E CONTRA TÔDOS
    CONTRA A QUADRILHA DO GÁS
    CONTRA A FPF ALIADA A QUADRILHA DO GÁS
    CONTRA O MARCO POLO DEL NERO, O IRRESPONSÁVEL

    É A VITÓRIA DO BEM CONTRA O MAL

  57. Denilson Martins

    Muito ja se discutiu nessa comunidade, e em outras, a fantasia de que o São Paulo teria tentado “roubar” o Parque Antarctica…

    Já se falou muita coisa, mas não ninguem escrevia algo de concreto sobre o tema. A ferida foi aberta em outro tópico então achei por bem abrir este…

    Primeiro precisamos saber o contexto histórico da época, começando a demonstrar como o Palmeiras era dirigido naquela época:

    “Era, porém, bastante significativo que o Palestra Italia só tivesse botado um preto no time depois de Pearl Harbour.

    Nao podia haver duvida que o Brasil, mais dia menos dia, ia entrar na guerra contra as potências do Eixo, uma delas a Itália. E o que explica a pressa da contrataçãoo de Og Moreira, preto de cabelo esticado, ja careca.

    Antes ninguem reparara nos times sempre brancos do Palestra. Talvez porque nao eram tao brancos. Ou eram brancos à maneira brasileira. E um pouco, quem sabe, à italiana, com os descendentes dos seus ‘Otelos’ e suas ‘Desdêmonas’.

    Pearl Harbour, assim, apressava o abrasileiramento do Palestra, ainda muito italiano. Fazendo, inclusive, questão de ser italiano. Como se isto o enobrecesse.

    Era a vaidade de raça que tornara possível o fascismo, o retorno a Roma, dona do mundo. E que justificava a invasão da Abissinia pela superioridade da raça branca sobre a negra.

    Os italianos do Palestra, quase todos enobrecidos no Brasil peto trabalho, tinham a fraqueza, bem forte nos novos ricos, pelos títulos de nobreza. Aqui a fonte de tais títulos tinha secado com a proclamação da República. Restavam as comendas. Como italianos, ou filhos de italianos, os palestrinos preferiam as da Italia. Dadas pelo Papa ou pelo Duce. Podiam, inclusive, ser condes.

    Daí a subserviência que demonstravam muitos deles, avidos de servir a Itália, ou ao fascismo, que Ihes podia retribuir com honrarias. Mesmo quando o serviço que deles se esperava fosse um desserviço ao Palestra.
    Pretendesse um clube brasileiro um jogador do Parque Antartica: todos os italianos do Palestra se ofendiam. Todos, italianos e brasileiros. Mais, porém, os italianos e filhos de italianos que, pela dupla nacionalidade, italianos eram. Ou se sentiam. Por orgulho de raça e de dinheiro.

    Bastava, contudo, um cIube italiano namorar um jogador do Palestra, para que, pelo menos os mais importantes italianos do clube do Parque Antárctica, mesmo os ja de comenda ao peito, se considerassem honrados. Como se um conde legítimo lhes pedisse a filha em casamento.

    Tudo isto, depois de Pearl Harbour, colocava o Palestra Itália numa delicada.

    O que passara despercebido até então, o racismo emigrado do clube do Parque Antartica, se não corrigido a tempo, apareceria como uma mancha capaz de deixar uma pecha de quinta-colunismo, não ao clube, mas aos que o dirigiam.

    (Filho, Mario – O negro no futebol brasileiro – 4ª edição – Rio de Janeiro – Editora Mauad, 2003 – p.231 e 232)

    Primeiramente minha tese:

    Então…. o que deve ter acontecido…

    Na época da guerra, era normal os guetos de fascistas/nazistas serem confiscados pelo Estado, ja que o Brasil declarou guerra ao Eixo e Getulio Vargas baixou uma série de leis restringindo os direitos das agremiações estrangeiras, ameaçando de fechamento quem as descumprissem.

    Como demonstrado, o Palmeiras era um enclave de fascistas, rascistas e entreguistas seguidores de Mussolini…

    Então, como todas instituições germânicas/italianas/japonesas da época estavam sujeitas à expropriação…

    Logo, para se livrarem disso mudaram o nome para Palmeiras e contrataram jogadores negros…para abrasileirar o clube e escapar da ocupação estatal…

    Da mesma forma, aqui em SP o Germânia virou Pinheiros, em BH o Palestra virou Cruzeiro…

    Agora colocar a culpa disso no SPFC é um exercício de imaginação muito grande…

    Mas como minha tese não vale nada…vejamos o que diz este artigo acadêmico…tese de doutorado

    Pesquisa do historiador Alfredo Oscar Salun aponta que na época da entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial, em agosto de 1942, Corinthians e Palmeiras foram forçados a expulsar cerca de 150 sócios de origem estrangeira, inclusive alguns de seus dirigentes. Os dois clubes estavam entre as entidades atingidas pela legislação repressora do Estado Novo, especialmente de 1941 até 1945, quando aumentou o rigor na vigilância da polícia política aos grupos estrangeiros e seus descendentes.

    Equipes mais populares da época, Palestra Itália (antigo nome do Palmeiras) e Corinthians atraíam grande número de torcedores de origem imigrante, muitos dos quais operários, caracterizando-os como times populares. “Quando o Brasil declarou guerra à Itália, Alemanha e Japão, a vigilância aos estrangeiros pela Delegacia de Ordem Política e Social (DEOPS) aumentou, devido a suspeitas de espionagem”, conta Salun.

    “No Palestra Itália, predominavam os italianos, e no Corinthians havia também italianos, além de espanhóis, alemães e até árabes”, explica o historiador, que pesquisou os efeitos das medidas de nacionalização para sua tese de doutorado no Núcleo de Estudos de História Oral (NEHO) na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

    Após a entrada do Brasil na guerra, o Conselho Nacional de Desportos (CND) baixou uma série de regulamentações para o esporte, em acordo com o projeto nacionalista do regime do Estado Novo (1937-1945). “Os clubes de futebol foram atingidos, tendo que expulsar dirigentes e associados estrangeiros, principalmente os ligados aos países do Eixo, rotulados como ‘Súditos do Eixo’.”

    Vigilância
    A desobediência às normas de nacionalização poderia levar ao fechamento dos clubes. “No caso do Palestra Itália, isso gerou RUMORES NÃO CONFIRMADOS de que dirigentes do São Paulo manobravam nos bastidores para tomar seu patrimônio”, relata Alfredo Salun. “Os boatos e a mudança de nome para Palmeiras, em 1942, tornaram o episódio marcante na história do clube e dos seus torcedores, ao contrário dos fatos ocorridos no Corinthians.”

    A aplicação das leis levou a destituição do presidente do Corinthians Manuel Correncher, espanhol de nascimento. “O clube conquistou vários títulos na gestão de Correncher, considerado uma figura folclórica, comparada a de Vicente Matheus”, conta Salun. “A presidência foi assumida por Mario de Almeida, interventor indicado pelo CND, que ocupou o cargo por alguns meses, até o clube escolher um novo presidente.”

    Em um clube é uma história conhecida e celebrada e no outro, silenciada e apagada”, destaca o historiador. Nesse aspecto, o pesquisador desenvolve um trabalho em História Oral, com torcedores, jogadores e dirigentes. “Esses clubes não foram os únicos na capital paulista que foram alvos da repressão, mas tinham maior torcida e prestígio.”

    Reuniões de diretoria dos dois clubes só eram feitas com autorização da DEOPS e a presença de um agente do órgão. “Os clubes também precisavam de permissão oficial para jogos fora de São Paulo, especialmente no litoral, devido a importância estratégica das regiões costeiras na Segunda Guerra Mundial.”

    Após as expulsões, Corinthians e Palmeiras realizaram uma “campanha de nacionalização” para atrair novos sócios, nascidos no Brasil. “A imprensa da época viu essa iniciativa como uma prova de patriotismo”, diz Salun. “Os estrangeiros expulsos começaram a retornar aos clubes após 1945, como reflexo do final da Guerra, de medidas liberalizantes adotadas pelo governo de Getúlio Vargas e o fim da perseguição à ‘quinta-coluna’, espiões e os ‘Súditos do Eixo’.”

    http://www.usp.br/agen/repgs/2007/pags/002.htm

    Governador usa dinheiro público pra ajudar clube
    Com prova

    É dando que se recebe

    Um gavião travestido de periquito resolveu sobrevoar as alamedas do Parque Antártica para saborear com exclusividade alguns segredos do arqui-rival Palmeiras. Após bater asas ao longo de uma manhã festiva no terreno do inimigo, descobriu que o governador de São Paulo, José Serra, merece pelo menos uma placa ao lado do busto do divino Ademir da Guia.

    Coração verde apaixonado, Serra foi o grande responsável pelo acordo de patrocínio da Fiat, apesar do oba-oba da diretoria comandada com mão de gelatina por Afonso della Monica, sob as bênçãos da mídia caolha, que se contenta com a palavra oficial.

    O governador paulista aproveitou a viagem do presidente da Fiat ao país para persuadi-lo a aplicar uma pequena parte do rico dinheirinho da montadora na bola palmeirense. Em princípio, o poderoso chefão da Fiat queria apenas conversar com o presidente Lula sobre investimentos de R$ 5 bilhões no Brasil. Futebol, para ele, só o da Juventus, de Turim. E olhe lá!

    Entre os argumentos usados pelo mandachuva da Fiat para colocar o Palmeiras para escanteio, uma primária lição de marketing: o risco de perder uma bela fatia do mercado ao colocar o logotipo da empresa apenas no enxoval verde, o que poderia revoltar os torcedores dos outros grandes de São Paulo. Para evitar tal rejeição em Minas, por exemplo, a Fiat abriu o cofre para Cruzeiro e Atlético/MG; na Bahia, o mesmo já aconteceu com a dupla Ba-Vi.

    Serra não jogou a toalha. E propôs em troca do patrocínio um inesquecível presente de Papai Noel: impostos mais baixos e facilidades de pai para filho numa futura fábrica da montadora em São Paulo. Com tantas benesses, o presidente da Fiat não resistiu, sob pena de perder o emprego na volta à Velha Bota. Ganharia muito em troca de pouco. Topou investir R$ 9 milhões – e não R$ 12 milhões como foi cantado em prosa e verso pela diretoria do Palmeiras. O resto é conversa fiada para p**co dormir feliz.

    Nunca é demais, alertar a população pra falta de caráter dessa gente abastada que não quer diversão do povo perto de suas mansões…

    Engraçado a ONG Fora do Morumbi Pobres do Futebol.

    Ela acha que só o estádio possui erros, mas o que querem mesmo, é inviabilizar o estádio, e assim, defestrar os pobres que afluem ao seu rico bairro, para assistir jogos de futebol.

    A CONSEG deveria se chamar:

    XÔ POBREZA!

    Por que eles não falam um “A” sobre a favela do Morumbi?

    Esse sim, um problema enorme pra seu rico bairro?

    Afinal, o que leva tão nobre entidade, a simplesmente ignorar um problema social tão grave como a favela do Morumbi?

    Por que eles ficam mais preocupados com o barrulho de um grito de gol, do que com a miséria de milhares de moradores do seu rico bairro, que vivem na Favela do Morumbi?

    Acho que o Ministério Público deveria mesmo investigar essa entidade, pois parece que, ela quer extorquir o direito do SPFC existir, visto que, nada é bom pra ela,

    Embora, ache bom e agradável, que concidadãos que vivam em petição de miséria na Favela do Bairro, tenham problemas bem maiores que o barulho do estádio.

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Eu fico pensando, remoendo, e não consigo entender a razão de uma entidade criada pra defender um bairro,

    Querer desqualificar benefícios, como o monorail ( que servirá como meio de transporte aos moradores ), o estacionamento na estação do monorail ( que servirá não só aos moradores, como ajudará a evitar mais carros nas ruas pra contribuir para os engarrafamentos infernais da cidade )

    E, se calar absolutamente

    Pros seus irmãos que vivem sem nenhum aparato público, numa favela bem no centro

    do bairro

    que dizem,

    defender.

    O que leva a tamanha HIPOCRISIA?

    Certamente a insensibilidade dos canalhas de nossas classes mais abastadas né Paulinho.

    Ou mesmo, os interesses inconfessáveis dos integrantes dessa ONG nefasta, que estão agindo a mando

    de seus clubes de coração.

    SE TODAS AS OBRAS FOREM FEITAS, NO ENTORNO DO ESTÁDIO, SERÁ UM BEM INESTIMÁVEL PROS MORADORES,

    PRINCIPALMENTE AQUELES QUE NÃO TEM POSSANTES AUTOMÓVEIS, E PRECISAM

    DE TRANSPORTE PÚBLICO DE QUALIDADE.

    ME PARECE PRESERVAR O AMBIENTE, EVITAR QUE MAIS CARROS

    TRAFEGUEM NAS RUAS

    PORTANTO,

    A TAL ONG TINHA QUE PARABENIZAR O SPFC PELA INICIATIVA ECOLÓGICA.

    ALIÁS, A ONG QUE QUERIA RESOLVER PROBLEMAS ECOLÓGICOS, AGORA,

    QUER APENAS EVITAR OBRAS PÚBLICAS

    NO BAIRRO

    QUE BENEFICIARÃO OS MORADORES MENOS FAVORECIDOS FINANCEIRAMENTE

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    DUVIDO QUE CONFESSEM AS RAZÕES.

    GENTE SAFADA E NEFASTA, É ISSO QUE TAL ONG DEFENDE.

    *Palmeiras 2 x 1 Inter – 2 jogadores do Inter expulsos. 1 com 20 minutos.
    *Palmeiras 1 x 0 Atletico – PR – Gol extremamente mal anulado do Atletico. Ah, jogador expulso.
    *Palmeiras 5 x 2 Cruzeiro – Jogador do Cruzeiro expulso no meio do primeiro tempo.
    *Palmeiras 2 x 0 Nautico – Penalti roubado qndo o jogo estava duro e jogador expulso por cotovelada no Kleber, q não era pra estar em campo por cotovelada no primeiro tempo.

    Mas não precisa ser no Palestra. Basta ser em sp:
    Palmeiras 1 x 1 Portuguesa – 2 penaltis nao marcados pra Portuguesa. Nao expulsao do Martinez.

    Logico q vai ter palmeirense falando q as expulsoes eram merecidas.

    Porem, além de nesse meio terem penaltis absurdos a favor e contra e gols anulados, temos q alertar para o seguinte:
    Há injustiça qndo o critério só é severo para um lado. Falta acontece todo jogo, mas rigor só no Palestra Italia.

    PALMEIRAS, SUJO, DESONESTO E COVARDE.

    Agosto 30, 2008 em 9:24 am
    Pagou pra fugir do São Paulo
    Em 1993, nas semifinais do paulistão, que os Puxadores de Saco não ganhavam havia 17 anos, as semifinais reuniram corinthians e sãopaulo, os Puxadores de Saco, temendo ser mais uma vez fodidos pelo Tricolor na final, como ocorrera em 1992, contratam o Árbitro José Aparecido pra tirar o SPFC da final, contra a já classificada Sociedade Esportiva Puxa Saco.

    O Juiz, muito bem comprado, anula um gol legítimo de Palhinha, em cujo lance o bandeirinha nem assinala o impedimento, dizendo que ele estava em posição irregular, logo depois, valida um gol de Neto pro SCCP, em flagrante impedimento, até os jogadores do SCCP ficam parados, sem comemorar o gol, esperando o impedimento, que o comprado José Aparecido não assinala.

    Bem, pensaram os Puxa Sacos, finalmente nos livramos daqueles que sempre nos fodem, seremos finalmente campeões. Não foi bem assim, o SCCP, endurece o primeiro jogo da final, e ganha por um a zero, com gol de Viola.

    A solução pros Puxadores de Saco, que já haviam pago pra não terem que enfrentar o SPFC na final, foi comprar novamente o Zé Aparecido, o que acontece, e novamente, ele faz o resultado, ao não expulsar Edmundo, e marcar pênaltis inexistentes e expulsar a torto e a direito jogadores do SCCP.

    Nunca tinha visto um time tão covarde, a ponto de pagar pra fugir de um adversário que cagavam nas calças de medo.

    Fonte: Revista Placar – 10/2005

    SE Palmeiras – Uma pitadinha histórica

    1914: Fundada em 1914 por um grupo de dissidentes corintianos, a Società Sportiva Palestra Italia já inicia suas atividades com uma mácula das maiores: ser uma costela do Sport Club Corinthians Paulista. Um clube que além de não ter a identidade brasileira, não possui, sequer, uma identidade própria.

    1915-1917: Sem identidade própria, o clube resolve copiar o símbolo do atual Votorantim Futebol Clube, localizado em cidade homônima. Passam a usar, dessa forma, a Cruz de Savóia como escudo oficial. Mantendo sua tradição bastarda, no entanto, tal símbolo é trocado pelas letras P e I poucos anos depois.

    Anos 20: O clube adquire uma área de 150 mil metros quadrados pertencentes à Companhia Antárctica Paulista, incluindo o Estádio Parque Antárctica. Nessa época, fortes rumores de ligação do Palestra Itália com o Regime Fascista do ditador Mussolini, na Itália, começam a pipocar pelo país, afinal, o recém-fundado clube não teria verba suficiente para tal aquisição.

    Anos 40: Apesar de ter alguns êxitos na década, não consegue manter sua performance dos dez anos anteriores e é obrigado a assistir o domínio do clube mais novo da cidade: o São Paulo Futebol Clube e seu Rolo Compressor. A situação melhorava, mas o clube não conseguia se sustentar como clube grande.

    1942: Atormentado pelas pressões exercidas pelo São Paulo Futebol Clube, que ameaçava tomar seu Estádio, o clube sofre a maior aniquilação moral já vista na história do futebol: é obrigado a mudar de nome, a subtrair a cor vermelha de sua bandeira, e a trocar, novamente, seu escudo.

    1942: O clube passa a chamar-se Palestra de São Paulo. Pouco tempo depois, após novas pressões do Tricolor, que não queria um outro time na cidade com nome parecido ao seu, o Palestra passa a ter um terceiro nome: Sociedade Esportiva Palmeiras, em homenagem à Associação Atlética das Palmeiras, um dos clubes que deu origem ao São Paulo FC. Dessa vez eles conseguiram agradar à exigente direção são-paulina, que passou a deixar os palestrinos em paz.

    1974: Após ser Campeão Brasileiro de 1973, o Palmeiras se classifica para a disputa da Taça Libertadores de América. Na fase de grupos é sapecado por todos e acaba sofrendo desclassificação após derrota para o São Paulo Futebol Clube. Seria a primeira de quatro eliminações na competição sulamericana. O Palmeiras já demonstrava vários sinais de que viria a ser um time repleto de pipocadas históricas.

    1977-1992: Palmeiras entra em sua maior seca. Com times pífios atrás de times pífios, o clube fica até 1993, ou seja, 16 anos, na fila de conquistas. Nesse período, nada de relevante nos campos pode ser falado sobre o clube, a não ser algumas passagens parcas que vêm a seguir.

    1978: O Palmeiras chega à final do Campeonato Brasileiro contra o Guarani. Jogando em São Paulo e em Campinas, o alviverde da Rua Turiassu coleciona dois insucessos pelo placar mínimo de 1 a 0 e entrega, pela primeira vez na história, o título de Campeão Brasileiro a um clube do interior do país. Consagração dos campineiros, situação vexatória para os clubes considerados grandes do país.

    1985: Última rodada da fase de pontos corridos. Palmeiras enfrenta o já eliminado XV de Novembro, de Jaú, em pleno Palestra Itália. Um derrota de 3 a 2 enterra o sonho dos palestrinos de avançarem à semifinal do Campeonato. A fila continuaria por mais algum tempo…

    1986: A Sociedade Esportiva Palmeiras conseguiu, enfim, chegar à final do Campeonato Paulista. O adversário era a Internacional de Limeira. Nélson Tadini Duque, presidente à época, após dura pressão feita sobre os dirigentes da FPF, consegue tirar um dos jogos da cidade de Limeira, levando a disputa do título exclusivamente para a cidade de São Paulo, no Estádio do Morumbi. Após um empate em 0 a 0 no primeiro jogo, a Inter encaçapa 2 gols a 1 no Palmeiras no 2º jogo e garante o título de Campeão Paulista. Era a primeira vez na história que um clube do Interior atingiu tal feito. Um orgulho para os limeirenses, um vexame dos maiores para os paulistanos.

    1990: Revoltada a eliminação do Campeonato Paulista de 1990 pela Ferroviária de Araraquara, em pleno Pacaembu, a torcida do Palmeiras protagoniza um dos maiores shows de horrores da história do futebol paulista: invade a sala de troféus do Palestra Itália e quebra boa parte das taças que o clube havia conquistado em sua história. Vexame atrás de vexame!

    1992: Chega ao Palmeiras uma empresa de laticínios, a Parmalat, que viria a participar ativamente da administração do clube na forma de co-gestora. A empresa passou a injetar grandes quantidades de dinheiro no time, formando-se, assim, boas equipes. O clube voltou a ganhar títulos, mas suspeita de lavagem de dinheiro, e, por fim, o escândalo que levou a empresa a pedir concordata pelo “sumiço” de US$ 8,7 bilhões, acabaram por macular, mais uma vez, a história do Palmeiras.

    1993: A final do Campeonato Paulista de 1993 representa a saída da fila após 16 anos. Arbitragem tendenciosa por parte do árbitro José Aparecido de Oliveira e do auxiliar(?!) José Roberto Godoy, que não expulsaram, por exemplo, o jogador Edmundo após entrada criminosa no corintiano Paulo Sérgio, causa polêmica até hoje. Seria o famoso “Esquema Parmalat”?

    2001: Após a saída da Parmalat, em 2000, o Palmeiras volta a mostrar incompetência administrativa e apequenamento do clube ao entrar em uma nova fila, desta vez, culminando com o rebaixamento da equipe no Campeonato Brasileiro de 2002, além de mais outras tantas passagens vexatórias para os lados da Rua Turiassú.

    2002: Eliminação da Copa do Brasil pelo desconhecido time do ASA de Arapiraca, da Paraíba, e rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2002 levam o Palmeiras ao fundo do poço. Um clube já acostumado a inúmeros insucessos esportivos, desta vez, havia alcançado sua mais desastrosa temporada.

    2006: O desejo por títulos leva dirigentes do Palmeiras a enviarem pedido de homologação à FIFA do título da Copa Rio de 1951 como sendo Mundial de Clubes. Em 2007, um funcionário da FIFA repassa ao clube um fax com a confirmação da conquista como sendo um título de ordem mundial. Os palmeirenses comemoram a conquista com 56 anos de atraso. Dias depois, a entidade volta atrás e demite o funcionário. O clube da Rua Turiassu vira, mais uma vez, motivo de chacota por parte dos rivais.

    VOCÊ SABIA ?

    1. Que o Palestra Itália foi fundado por parte da colônia italiana que desprezava o Brasil e os brasileiros? (e vestiram camisa de nossa seleção?!)

    2. Que por separatismo tinha seus estatutos escritos em italiano e só aceitavam jogadores de origem italiana? (mas que cinismo, e entravam com a bandeira brasileira na mão!)

    3. Que foi o clube mais racista do Brasil e só aceitou o primeiro negro em suas fileiras em 1959, Djalma Santos, 45 anos depois da fundação?

    4. Que por suas inclinações fascistas espernearam o quanto puderam para trocar de nome, pois achavam humilhante se rebaixar a ter um nome abrasileirado?

    5. Que o Parque Antártica era um parque de lazer para a população paulistana, mas o Palestra \\\”convenceu\\\” a Cia. Antártica a \\\”vender-lhes\\\” o espaço?

    6. Que a partir da terceira prestação pararam de pagar, e foram salvos pelo conde Matarazzo?

    7. Que o referido conde lavava seu dinheiro na obra do estádio e deixava seus operários na penúria? (já naquele tempo, que salafra!)

    8. Que depois de injetar dinheiro sujo no Parque as indústrias Matarazzo faliram e deixaram os empregados na rua da amargura?

    9. Que grande parte dos títulos do Palestra foi conquistada subornando jogadores adversários, deixando sempre um dirigente de plantão no Ponto Chic para assediar os boleiros que o freqüentavam? (Algo a ver com a máfia italiana?)

    10. Que a tal final de 42 foi apitada por um juiz que atuava pela primeira vez em um clássico e depois desse jogo jamais apitaria outro? (Por que será? Coincidência, talvez?)

    11. Que o jogador sãopaulino Waldemar de Britto estava na gaveta do Palmeiras naquela final e o jogador Luizinho, que já tinha jogado no Palestra e conhecia as tramóias daquele clube, percebeu o esquema com juiz e seu companheiro e por isso recusou-se a seguir a partida?

    12. Que nas finais contra o São Paulo em 43 e 46, sabendo que estavam perdendo a hegemonia para o novo clube, contaram com a benevolência dos juizes para bater à vontade em Sastre e Renganeschi, mas mesmo assim esse último, com a costela quebrada, fez o gol do bicampeonato sãopaulino?

    13. Que em 1950, para barrar de qualquer maneira o tricampeonato do São Paulo, tramaram e foram descaradamente beneficiados na final por um juiz ingles que, horas depois, foi visto se esbaldando no baile de carnaval do Palmeiras? (quanta ética, quanta lisura, e têm a cara de pau de achar que são campeões do século!!)

    14. Que o Palmeiras, em 1968, ia cair para a segunda divisão não fosse um acerto com o Guarani que escalou Dante e Flamarion, dois jogadores sem condições legais e, com a perda dos pontos, salvou o atualmente neo-bugre? (Se ligaram tanto ao Guarani que resolveram se apequenar para se igualar ao verdinho campineiro)

    15. Que em 1978 o presidente Bruno Saccomani \\\”sacou money\\\” do Palmeiras, saqueou o quanto pôde, quebrando o clube que até hoje não se recuperou? (Caramba, se não fosse a Parmalat seriam 30 anos de fila? Per Bacco!!)

    16. Que a fila atual de 8 anos do Palmeiras, bem como a anterior de 17 anos, não foram as únicas, pois de 1951 a 1959 o Palmeiras não ganhou nada e esteve para cair em 57? (Então o gosto pela segunda divisão é namoro antigo?)

    17. Que a queda para segundona em 2002 não foi a única, e que em 1980 o Palmeiras tambem caiu, e em 1981 teve que disputar uma tal taça de Prata, eufemismo para segunda divisão?

    18. Que pela história de fracassos nos últimos 30 anos, que nem a Parmalat conseguiu aliviar, a torcida do Palmeiras encolheu e, há muito tempo, não consegue públicos maiores que 20.000 pessoas, isso no Parque, pois em outros estádios, em clássicos, é sempre minoria absoluta?

    19. Que a saída da Parmalat deixou o Palmeiras na mesma petição de miséria em que se econtrava no final dos anos 70? Que as perspectivas futuras são nulas e os esforços para arrecadar trocados, como essa cesta de atletas, são retumbantes fracassos? (Será que ninguem acredita mais n oclube, não tem mais nenhum conde para lavar dinheiro?)

    MSi – apenas um espirro perto do Maior Esquema
    De corrupção e lavagem de dinheiro já existente no futebol Brasileiro…

    E ainda tem um monte de palestrinos aqui dando uma de “defensor da ética e dos bons costumes”…deviam ter minimo de discernimento em comentar sobre ‘SUJEIRA”

    pra vcs, o famoso esquema PALMEIRAS / PARMALAT…pela voz vinda de fonte file e digna…kkkkkkkkkk

    Esquema Palmeiras:

    http://www.terra.com.br/istoedinheiro/349/economia/pop_parma.htm

    O Gianni em questão era Gianni Grisendi, que presidiu a Parmalat nos anos 90 e deixou a empresa para se tornar acionista da Tecnosistemi e presidente da própria TIM, antes de se envolver em mais uma confusão com tempero italiano: a da Bombril. Hoje, com seus bens bloqueados, Grisendi está sendo investigado por fraude, lavagem de dinheiro e evasão de divisas num processo que corre na 42ª Vara Cível de São Paulo. Muitos outros personagens do diário, porém, conectavam-se à empresa indiretamente. Eram jogadores de futebol. Stefano, que presidiu a equipe do Parma, listou a venda de dois atletas de um time que foi patrocinado pela Parmalat: o Palmeiras. Eram o atacante colombiano Asprilla e o lateral-esquerdo Júnior. Mencionou também o contrato publicitário de Ronaldinho, que teria ganho R$ 5,5 milhões para atuar na campanha publicitária dos mamíferos, que vestia crianças como animais de pelúcia. E citou ainda a renovação de contrato do meia Alex, hoje no Cruzeiro, que ganhava R$ 390 mil por ano e pedia R$ 2,5 milhões. Tamanho interesse pelo futebol se explica. Os procuradores italianos estão convictos de que as transações com jogadores eram um meio de desviar dinheiro. Como o valor dos passes não correspondia à realidade, suspeita-se que parte retornava às contas dos Tanzi em paraísos fiscais.

    Mais em : http://www.terra.com.br/istoedinheiro/349/economia/349_diario_secreto_parmalat.htm#ancora

    Pipocadas históricas em “casa”:

    24 de novembro de 1.985 – Campeonato Paulista – Palmeiras 2 x 3 XV de Jaú – Os alviverdes já sabiam do tropeço do Corinthians diante do Comercial, em jogo realizado pela manhã, e precisavam apenas vencer o XV para avançar no Paulistão. De virada, perderam para o então time de Wilson Mano e não foram às semifinais.

    19 de junho de 1.996 – Copa do Brasil – final – Palmeiras 1 x 2 Cruzeiro – Depois de empatar por 1 a 1 no Mineirão, o time de Vanderlei Luxemburgo podia empatar sem gols para levantar o troféu. Saiu na frente com Luizão, mas perdeu com um gol de Marcelo Ramos no final do segundo tempo.

    9 de dezembro de 2.000 – Copa João Havelange – quartas de final – Palmeiras 2 x 2 São Caetano – Foram dois jogos em casa contra o Azulão que não podia atuar no Anacleto Campanella. O time do ABC venceu o primeiro encontro por 4 a 3. No segundo jogo, o Palmeiras abriu 2 a 0, mas permitiu o empate logo depois do intervalo.

    20 de dezembro de 2.000 – Copa Mercosul, final – Palmeiras 3 x 4 Vasco – Com 3 a 0 no placar ao final do primeiro tempo do terceiro jogo da decisão, o Palmeiras foi para o vestiário achando que já tinha garantido o título. No segundo tempo, Romário e Juninho comandaram a inacreditável virada vascaína.

    20 de fevereiro de 2.002 – Copa do Brasil, primeira fase – Palmeiras 2 x 1 ASA – No jogo de ida, os paulistas , comandados por Vanderlei Luxemburgo, perderam em Arapiraca por 1 a 0. Voltaram pra São Paulo crentes que garantiriam a vaga em casa, mas não fizeram a diferença de dois gols e deram adeus à competição.

    23 de abril de 2.003 – Copa do Brasil – oitavas de final – Palmeiras 2 x 7 Vitória – Três dias antes da estréia na segunda divisão, o clube foi humilhado em seus domínios pelos baianos, no jogo de ida. Foram sete gols, COM TRÊS FALHAS GROTESCAS DO GOLEIRO MARCOS, que deram a impressão de que o ano seria mais desastroso que o anterior.

    20 de maio de 2.004 – Copa do Brasil, quartas de final – Palmeiras 4 x 4 Santo André. Os alviverdes venciam por 4 a 2 e, depois dos 3 a 3 no jogo de ida, se garantiam nas semifinais. Sandro Gaúcho diminuiu aos 34 minutos e Tássio decretou a eliminação palmeirense aos 44 minutos e mais um tropeço dentro de casa na Copa do Brasil.

    1º de abril de 2.007 – Campeonato Paulista – Palmeiras 2 x 2 Guaratinguetá – O Palmeiras precisava de uma vitória sobre o time do interior para se garantir na semifinal do Paulistão. Levou 2 a 0 em 30 minutos de jogo e teve forças apenas para buscar o empate. Com o resultado, foi para o último jogo sem depender de si – e acabou eliminado.

    5 de abril de 2.007 – Copa do Brasil – segunda fase – Palmeiras 2 x 0 Ipatinga – Após a derrota em Minas Gerais por 2 a 0, os paulistas fizeram 2 a 0 com 32 minutos de jogo. Mais um gol garantiria o time nas oitavas, mas a partida foi para os pênaltis. Nas cobranças, Edmundo perdeu a sua e o Palmeiras foi eliminado.

    2 de dezembro de 2.007 – Campeonato Brasileiro – Palmeiras 1 x 3 Atlético – MG – Os alviverdes precisavam de apenas uma vitória para se garantirem na Libertadores. Começaram atrás no placar, mas Edmundo empatou ainda no primeiro tempo. Depois do intervalo, os paulistas não mantiveram a reação, levaram dois gols e deram adeus a vaga.

    Fonte – Revista Trivela do mês de janeiro

    Por que Aparecido não “deveria ser escalado”?

    Aparecido era um dos principais árbitros da FPF desde 1990, quando apitou a decisão do Brasileiro entre São Paulo e Corinthians. Mas, em 1993, ele vinha de uma arbitragem muito contestada num jogo “semifinal” entre São Paulo X Corinthians. O resultado, Corinthians 1 X 0 São Paulo ( 30 de maio ), classificou o Corinthians para a dexisão. O gol do Corinthians foi feito por Neto, em empedimento. E, Aparecido e seus auxiliares, anularam um gol legal de Palhinha, quando o jogo estava 0X0.

    Mas por que ele favoreceu o Corínthians, que seria
    PREJUDICADO TEORICAMENTE POR ELE MESMO DIAS DEPOIS CONTRA O PALMEIRAS? O QUE DIABOS, A SEMIFINAL SÃO PAULO X CORINTHIANS, TERIA COM O PALMEIRAS E O ESQUEMA PARMALAT?

    Aí é que está. Palmeiras e São Paulo eram os dois grandes times da época. O São Paulo de Telê. O Palmeiras, cheio de craques da Parmalat. No ano anterior, o São Paulo não deixou que o Palmeiras saísse da FILA, ganhando o título paulista. Meses depois, já bicampeão da Libertadores, seria um adversário muito mais difícil para o Palmeiras, que o Corinthians de Adil e Ezequiel. O fato é que Aparecido teria feito o serviço: tirou o São Paulo da parada ( já interessado no sucesso do Palmeiras ) e completou o trabalho na decisão contra o Corinthians.

    Por que poderia ter sido João Paulo o árbitro da
    FINAL?

    João Paulo Araújo era também uma das estrelas da FPF, ao lado de Aparecido, Dionísio Roberto Domingos e Oscar Roberto Godói. Contra Araújo, uma arbitragem ruim no jogo Santos 2 X 3 Novorizontino, pela fase semifinal, teria o prejudicado. Pois REnato Duplat, á época diretor da arbitragens da FPF, e santista, teria ficado uma fera com ele.

    O que aconteceu com Aparecido após 1993
    Gerente de banco, passou a receber até ameaças de morte. Se afastou por um tempo, mas voltou com tudo anos depois, tornando-se árbitro FIFA. Ele voltaria às manchetes em 1997, acusando (pela Placar ) Ives Mendes (então presidente da Comissão Nacional de Arbitragem) de mandá-lo ajudar a Argentina contra a Colômbia, num jogo pelas Eliminatórias. Depois disso sua carreira declinou.

    Fonte:
    Revista Placar, edição nº 1288, Novembro de 2005, páginas 54 e 55.

  58. Marco Aurélio da Silva

    Concordo com você, Paulinho, campeonatos estaduais são corpos estranhos no calendário nacional. Basta!

  59. Ricardo Lopes - Original

    Wesley, não caiu, desabou do salto 90, agradeça ao Farah deu um jeitinho…

    Foi uma leve bambiada.

  60. Carlos

    geraldo lina Disse:
    Dezembro 11, 2008 às 10:45 am

    LEAO, soh pra sua informacao, quem quis a reaproximacao foi Eduardo Joseh Farah. O SAO PAULO FC nao foi mendingar nada nao, apenas aceitou…”

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

  61. Carlos

    “Weslley Disse:
    Dezembro 11, 2008 às 4:12 pm

    O tricolor nunca caiu pra segunda divisão eis ai a prova…”

    PROVA?? VOCÊ CHAMA A ISSO DE PROVA???????

    Essa é mais uma das mutretas sem fim do seu tricÔ-lÔ Weslley. ACORDA IMBECIL!!!

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

    kkkkkkk

  62. Ricardo Lopes - Original

    Olha só que engraçado, o maior, o melhor, o extraordinário campeonato
    world football player, esta começando e ninguém na mídia, fala nada.

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA um campeonatozinho, vagabundo, mequetrefe, valorizado pela Rede Globo e depois pelos puxa-sacos do SP.

    Hoje ninguém fala nada, escrevem nada, divulgam nada.

    Eita midiazinha puxa-saco…

  63. tiago

    como é bom ser são paulino!!!!!!

    melhor ainda é ver a torcida adversária frenética , cheia de chiliques ,hahahahahahahahaaa…

    se inveja matasse como dizem muitos, os post relacionados aos SPFC não teria tantos desiquilibrados falando tantas asneiras……

    mas no fundo é hilário ver o desespero das outras torcidas.

  64. Ricardo Lopes - Original

    Daqui a pouco as bailarinas capitaneadas pelo “Geraldo Morte do Cisne” e “A Bela Adormecida do DM Gardenal Texto Que Ninguem Lê” entram loucas fazendo padded.

    hahahahahahahaha

  65. Rodrigo

    6-3-3 (por enquanto continua dando 0 = 6-3-3, certo?)

    Que tal 2-2-2 (BI… BI… BI….)? Uaauuuuuuuuu

    Vóce não acha que fica mais lindo?

  66. Ricardo Lopes - Original

    E depois vem o corpo de baile e ai nseparável trupe.

    E o Kiko? Nureyev. Alessandro Makarova e Carlotas Baryshniko I e II

    E para fechar o diretor máximo do Bolshoi – Sten Perestroika

  67. Rodrigo

    Ricardo Lopes – Original

    “A Bela Adormecida do DM Gardenal Texto Que Ninguem Lê”

    estou rindo até agora…. kkkkkkk

    Esse DM precisa de tratamento urgente.

    Agora, me explica porque “Geraldo Morte do Cisne” ???

  68. Rodrigo

    RICARDO LOPES – ORIGINAL:

    Será que pelo menos as companheiras da

    “Bela Adormecida do DM Gardenal Texto Que Ninguem Lê”

    leem o seu diário? Ou elas também não encontram paciência para tal?

    Afinal, haja !!!!

    rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs rs

  69. Ricardo Lopes - Original

    Putz ia passando batido, mas ele apenas um aprendiz.

    O Weslley You Tube…hahahahahahahahahahahaha

  70. Mauro

    AMORTECEDORES
    Há alguns anos, o Morumbi estava praticamente condenado. O estádio balançava de modo estranho, rachaduras começaram a aparecer na estrutura, e se tornou normal a queda de pedaços de reboco.
    O então presidente da FPF, Eduardo José Farah, obrigou os grandes clubes a utilizarem um fundo de sua propriedade para pagar a instalação de amortecedores que salvariam o Morumbi.
    Mais uma vez, desse modo, obras no estádio que é do São Paulo foram custeadas com recursos alheios.
    So esse fato já bastaria para o São Paulo ser eternamente grato ao Farah. Mas tem mais:

    VIRADA DE MESA
    De 1990 para 1991, a FPF resolveu virar a mesa, e o campeão da 2ª divisão (o São Paulo) jogou com a vantagem do empate contra o campeão da 1ª divisão (o Corinthians), pelo fato de ter feito mais pontos na 2ª divisão do que o seu adversário na 1ª. Desse modo, o São Paulo se sagrou campeão paulista de 1991, pelo que, deve ser muito grato ao Farah.

    INSCRITO NA HORA DA DECISÃO
    O São Paulo também será eternamente grato ao Farah pelo favor prestado em 1998. O jogador Raí pôde ser inscrito no campeonato paulista na véspera da decisão do campeonato! O fato, totalmente insólito, jamais teve paralelos na história recente do futebol brasileiro.

    REINALDO CARNEIRO DE BASTOS (ELE MESMO)
    Mesmo após a saida de Farah, o São Paulo continuou sendo alvo de bons préstimos da FPF. Em 2005, quando estourou o escândalo das partidas manipuladas pelos árbitros Edilson Pereira de Carvalho e Paulo José Danelon, o Brasil inteiro clamou por uma reação dura das autoridades esportivas. A CBF resolveu anular as partidas consideradas contaminadas por arbitragens facciosas. A FPF, ao contrário, optou por “passar um pano”, e deixou tudo com estava. Desse modo, o título de campeão paulista, conquistado pelo São Paulo, acabou não sendo objeto de contestação. O responsável pela arbitragem paulista à época era Reinaldo Carneiro Bastos – esse mesmo que seria o intermediário do São Paulo no atual encândalo Madonna.

  71. LULA

    Parabéns aos palestrinos e alvinegros que travaram a luta inglória de mostrar aos orlandinhos que títulos não são glórias.

    O São Paulo é o clube de quem não gosta de futebol. Fato. Quem gosta torce por qualquer outro. Noventa por cento dos tricolores que conheço perguntam para mim o resultado das partidas do clube da fé. Como eu GOSTO DE FUTEBOL, cumpro a missão com prazer.

    Outro dia rachei o bico com um desses, dizendo que o SP fora fundado por negros – tentativa de emular as gloriosas histórias de Bangu e Vasco, dois gigantes do futebol brasileiro. Ouço alguns deles dizerem, até em programas de rádio, que “Botafogo, Vasco e Atlético Mineiro são clubes pequenos”. Surreal!

    Um amigo palestrino conta uma história curiosa: estavam discutindo um santista e um tricolor. Lá pelas tantas, surge o nome de Serginho Chulapa. O tricolor sai-me com esta: “Serginho nunca jogou no São Paulo!”
    O santista, condoído diante de tanta ignorância, insiste que sim. O tricolor teima e diz que não. O alvinegro fica com raiva e decide sacanear, chamando palestrinos e corinthianos para o papo. Conta-lhes sobre a heresia cometida pelo tricolino. Este cai em si apenas quando vê os rivais da capital rolando de rir dele.

    Denilson, vou te ajudar: vocês dizem ser descendentes dos Bandeirantes, dizem ter sangue paulista puro. É melhor esconder isso, pois seus ancestrais nada mais foram do que bandoleiros, assassinos, infanticidas e antropófagos. As ligações entre a elite paulista – da qual descende o Paulistano e o SPFW – e eugenia deixo para depois.

  72. Paulo Sergio

    Paulinho,

    Nem li os 100 posts até aqui, até porque se tratando de SP, a torcida nova tricolor, vulgo aborrecentes atuais já devem ter nos embriagado aqui com sua prepotência e invalidez mental.

    1 – NENHUM CAMPEONATO JAMAIS ACABARÁ POR QUE UM CLUBE NÃO QUER DISPUTAR, POR TRÁS DO TRICOLOR DO MOMENTO, EXISTEM MAIS DE 100 CLUBES PAULISTAS, MAIS DE 100 CIDADES TRADICIONAIS E FANATICAS POR FUTEBOL, E VCS DA CAPITAL VIVEM ACHANDO QUE SÓ EXISTE FUTEBOL POR AÍ. OU SEJA, É MAIS FACIL O SÃO PAULO ACABAR DO QUE O CAMPEONATO PAULISTA DE FUTEBOL. NÃO EXISTE CLUBE MAIS FORTE QUE FEDERAÇÃO EM LUGAR NENHUM DO MUNDO, QUEM MANDA NO FUTEBOL É A FIFA E SEUS FILIADOS SÃO AS FEDERAÇÕES. OS CLUBES VEM ATRAVÉS DELAS !! ISSO É A LEI, A REGRA E NÃO APENAS MINHA OPINIÃO !!

    2 – Quanto ao calendário, concordo contigo…

  73. Alexandre Amaral

    Paulinho,
    pelamordedeus confirme a ida do Felisbino p Alemanha!!!!!!!!!!

    Os rojões já estão comprados desde ano passado…

    Vou beber até cair d tanta alegria.

    Vai tarde FDP!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  74. alessandro

    Putz..

    Qto comentário desesperado so com ofensas e sem argumentos aqui..

    O pior é gente que torce para o time do “Shemale Fucker” querer falar dos jogadores dos outros times..

    No mais..

    CONTINUO NO AGUARDO DO REGULAMENTO QUE FALA SOBRE O REBAIXAMENTO NO CAMPEONATO PALISTA DE 1990..

  75. EÐUARÐO 6-3-3

    O SÃO PAULO SENDO CLUBE DE VANGUARDA MAIS UMA VEZ DIRECIONA O FUTEBOL BRASILEIRO PARA O MELHOR CAMINHO.CAMEPONATO PAULISTA SERVE PARA TORCIDAS EM DECADÊNCIA QUE EMPATAM COM O SANTOS EM NÚMEROS DE DEPRESSIVOS SEGUIDORES.

    PARABÉNS SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE.

    CAMPEONATO BRASILEIRO:6
    LIBERTADORES:3
    MUNDIAL:3

    “DENTRE OS GRANDES ÉS O PRIMEIRO”
    QUEM ESCREVEU ISSO FOI O MAIOR PROFETA DO PLANETA.

  76. Justiceiro

    É isso aí, Marcos, valeu!

    A função que o Geraldo cumpre é muito apreciada aqui no blog, não é qualquer um que se presta a fazer o ridículo de forma tão persistente. Alguns chiliques chegam a ser hilários mesmo, fico imaginando os espasmos que deve ter quando a verdade nua e crua é jogada nas suas fuças.

    Mas apesar do papel ridículo a que se expõe, pelo menos é engraçado às vezes. Já outros… Tome barra de rolagem, como diz o Alviverde. Hehe! Precisa ser afetado pra achar que as pessoas vão se dar ao trabalho de ler.

    Fazer o quê? Cada louco com sua loucura, não é mesmo? Grande abraço, cara.

  77. Justiceiro

    Carlos, essa do Geraldo Lina foi realmente de doer… “Quem quis a reaproximacao foi Eduardo Joseh Farah. O SAO PAULO FC nao foi mendingar nada nao, apenas aceitou…”

    Tão cândida a criatura… Kkkkkkkkk…

    PS: SPFW é a abreviatura de São Paulo Fashion Week, isso porque não há clube mais fashion, chique, in e cheio de glamour que o time das três cores do Jardim Leonor.

  78. Justiceiro

    Alviverde, às vezes nem uso barra de rolagem. Vejo o texto do Gardenal (essa foi ótima, Ricardo) e já vou de Page Down no teclado mesmo, umas 5 vezes pelo menos…

  79. Justiceiro

    Ricardo Lopes, Weslley YouTube foi sensacional também. Mais acima temos o Alessandro YouTube, como você pode observar. Vejam, senhores, aqui está a prova de que o SPFW não foi rebaixado: o YouTube!

    Kkkkkkkkkkkkkkk….

    Que comédia as tricoletes…

    Ão, ão, ão…

  80. Justiceiro

    Lula, conheço muitos são-paulinos que são assim como você falou. Alguns até devem pensar que o Raí continua jogando no SPFW. Sem brincadeira, só conhecem o Rogério Ceni, pergunta quem são os laterais, carinha fica mudo e é capaz de falar “Cafu e o outro eu não lembro… Josué?”*. Coisa de modinhas mesmo, sabe como é…

    Ah! O que o Mauro postou é verdade. Tudo verdade. Não adianta espernear nem rasgar a lingerie. Quem viveu a história não permitirá que ela seja maquiada.

    (*) Eu sei que Josué não é lateral.

  81. Justiceiro

    Alessandro… Alessandro… Pra que maquiar a história? Caiu… desceu… foi rebaixado… Custa tanto aceitar isso? Se não foi rebaixamento foi o quê? Qual seria o nome pra cair de uma série principal pra uma série mais fraca? Não foi uma queda? Foi o que então? Uma inclinação? Uma bambiada? Tenha dó… É tão básico… O Casal de Rey falando em virar a mesa… você não lembra? Azar, porque eu lembro, eu vivi essa época, ninguém me contou.

    Mas vocês querem ser sempre os primeiros em tudo. Então, foram os primeiros em cair em um estadual. Qual é o problema? Em SP, só a Portuguesa igualou esse feito, há pouco tempo. Mas os pioneiros foram vocês, essa façanha ninguém tasca do Jardim Leonor.

  82. Weslley

    como repeti no meu post anterior a inveja dos demais é tão grande que eles partem pra agressão facíl. em momento nenhum ofendi alguém aqui neste blog, apenas dei minha opnião sobre o suposto rebaixamento (que não aconteceu) do SPFC. Vejo que foi o suficiente pra desestabilizar o senhor carlos ai de cima. Mas td bem eu respeito a opnião de vcs.
    Quanto ao tal video que eu postei, entendam da maneira que vcs acharem melhor é claro que vcs nunca darão o braço a torcer, pelo ódio que habita na mente de vcs, no video mostra claro e exclusivamente que no regulamento do campeonato paulista de 90 não haveria decenso, agora se vcs acham que a palavra de vcs vale mais do que o próprio regulamento da competição td bem eu respeito a opnião de vcs.
    Desejo a vcs uma ótima sexta feira e que o ódio deixe de habitar as mentes vazias de vcs, pois o ódio que se guarda mata só quem sente. Abraços.

  83. Weslley

    Justiceiros eu tbm respeito a sua opnião:

    Mas vocês querem ser sempre os primeiros em tudo. Então, foram os primeiros em cair em um estadual. Qual é o problema? Em SP, só a Portuguesa igualou esse feito, há pouco tempo. Mas os pioneiros foram vocês, essa façanha ninguém tasca do Jardim Leonor.

    Caro justiceiro, nós não queremos sempre ser os melhores, nós somos os melhores isso é fato, qualquer pessoa imparcial que saiba contar,vai saber dizer que 6 é mais que 4 e que 3 é mais que 1 (brasileiro e libertadores). Oproblemas é vcs admitirem.
    quanto ao rebaixamento pra mim não haveria problema nenhum em reconhecer que meu time caiu, se isso tivesse acontecido, mas não aconteceu, tbm é fato. O video que eu postei foi apenas uma explicação do houve naquela época.
    Tbm te desejo uma ótima sexta feira. abraços.

  84. larissabeppler

    Se levar duas piadas seguidas e começar a rondar a zona de rebaixamento, bota os titulares correndo na pressão e faz a mesma presepada que com essa graça custou ao Internacional no ano passado não só o Campeonato Gaúcho, como a eliminação na primeira fase da Libertadores.

    E tenho dito!

  85. Devan

    STJD se manifesta sobre caso Tardelli

    Dr. Rubens Approbato convoca oitiva de Tardelli, Marco Pólo, Sérgio Correa, Reinaldo Carneiro Bastos e secretárias

    ALINE PEREIRA

    O Presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Dr. Rubens Approbato, manifestou-se sobre o caso polêmico da arbitragem do jogo entre São Paulo e Goiás, válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Dr. Approbato designou o Vice-Presidente do STJD, Dr. Virgilio Val, para ser o Relator do inquérito. Além disso, pediu para que sejam ouvidos o árbitro Wagner Tardelli, Marco Pólo Del Nero, Presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF); Sérgio Correa, Presidente da Comissão Nacional de Arbitragem; Lilian Cristina Cardoso, Secretária do Presidente da FPF; Reinaldo Carneiro Bastos, Vice-Presidente da FPF; Maria Estela, Secretária do Presidente do São Paulo. As oitivas serão realizadas em São Paulo.

    Clique aqui para acessar as pautas de julgamentos do STJD!

    Em seu despacho, o Presidente do STJD alerta sobre as penas graves dos envolvidos, caso venha a ser comprovado algum tipo de corrupção. Confira parte do despacho do Presidente do STJD:

    “Se vier a ser configurada a hipótese de corrupção, apurar-se-á a sua autoria, sujeitando-se o autor ao disposto no artigo 237 do CBJD, a saber: “Artigo 237 – Dar ou prometer vantagem indevida a quem exerça cargo ou função, remunerados ou não, em qualquer entidade desportiva ou Órgão da Justiça Desportiva, para que pratique , omita ou retarde ato de ofício ou, ainda, para que o faça contra disposição expressa de norma desportiva. PENA: suspensão de 2 (dois) a 4 (quatro) anos e eliminação na reincidência”.

    – De outra parte, vindo a ser comprovada a hipótese de promessa de qualquer vantagem ao árbitro, o seu autor se sujeitará ao disposto no artigo 241 e seu parágrafo único, do CBJD: “Artigo 241: Dar ou prometer qualquer vantagem a árbitro ou auxiliar de arbitragem para que influa no resultado da partida, prova ou equivalente. PENA: eliminação. Parágrafo único: Na mesma pena incorrerá: I – o intermediário; II – o árbitro e o auxiliar de arbitragem que aceitarem a vantagem”.

    – Na eventual hipótese de ter sido dada notícia à CBF de ato não comprovadamente verídico, ou de boa fé no desempenho de suas funções, tiver sido induzida a erro pela instauração do presente inquérito o(s) autor(es) ficará(ão) sujeito(s) à responsabilização pelo que dispõem os artigo 189(Atribuir fato inverídico a membros ou dirigentes do Conselho Nacional de Esporte (CNE), das entidades desportivas ou da Justiça Desportiva), que tem como pena 60 a 180 dias de suspensão e 221 (Oferecer queixa infundada ou dar causa, por erro grosseiro ou sentimento pessoal, à instauração de inquérito ou processo na Justiça Desportiva) , cujo a pena é suspensão de 90 a 360 dias à pessoa física ou, tratando-se de entidade de administração ou de prática desportiva, multa de R$1mil a R$10mil, ambos do CBJD.

    – Para a apuração dos fatos, DEFIRO as provas requeridas pela CBF, OITIVA das testemunhas arroladas: I – dr. Marco Pólo Del Nero, Presidente da Federação Paulista de Futebol; II – Dr. Sérgio Correa, Presidente da Comissão Nacional de Arbitragem; III – Sr. Wagner Tardelli, árbitro de futebol; IV – Sra. Lilian Cristina Cardoso, Secretária do Presidente da FPF; V – Dr. Reinaldo Carneiro Bastos, Vice-Presidente da FPF; VI – Sra. Maria Estela, Secretária do Sr. Presidente do São Paulo F.C.

    Determino, nos termos do artigo 81, do CBJD, mais as seguintes medidas:

    a) à Federação Paulista de Futebol, para, no prazo de 24 horas, fazer:

    a.1 – a juntada a estes autos, se existentes, de envelope ou envelopes enviados pelo São Paulo F.C., na semana do jogo em tela, relativos a remessa de convites ou de qualquer outro tipo de vantagem a dirigentes ou ao árbitro da partida;

    a.2 – a juntada, se existente, de representação formulada perante a Procuradoria Geral de Justiça do Estado de São Paulo (Ministério Público) a respeito dos fatos;

    a.3 – a juntada, se existente, de pedido de instauração de inquérito policial ou lavratura de boletim de ocorrência, perante as autoridades policiais competentes a respeito dos fatos;

    a.4) – a juntada de informação, por escrito, da situação do árbitro Wagner Tardelli perante a Federação Paulista de Futebol (registro, inscrição e filiação);

    a.5) – a juntada de cópias de contas telefônicas detalhadas (celulares, fixas e móveis), dos últimos 30 dias (neste item, o prazo para a juntada fica fixado em sete – 7 – dias);

    b) ao São Paulo Futebol Clube:

    b.1 – a oitiva, em audiência ser realizada, do depoimento do Presidente Juvenal Juvêncio, sobre os fatos noticiados e narrados nestes autos;

    b.2 – a juntada, no prazo de 24h, de cópias de todos os protocolos de entrega de correspondências, documentos, convites ou envelopes, à Federação Paulista de Futebol, na semana da partida em foco;

    b3 – a juntada de cópias telefônicas detalhadas (celulares, fixas e móveis) (este item deve ser cumprido no prazo de sete – 7 – dias).

    O não atendimento das determinações constantes deste despacho e dos que vierem a ser prolatados pelo Auditor Processante, nos prazos fixados, sujeitará os faltosos às penas dos artigos 223 (Deixar de cumprir ou retardar o cumprimento de decisão, resolução ou determinação da Justiça Desportiva e 224 (Deixar de comparecer, injustificadamente, ao órgão de Justiça Desportiva, quando regularmente intimado), ambos do CBJD. O primeiro artigo prevê como pena multa de R$10mil a R$200mil e suspensão até que cumpra a decisão. Já o segundo, a suspensão de 90 a 360 dias.”

  86. Denilson Martins

    É BOM SEMPRE LEMBRAR , AFINAL DE CONTAS EXISTEM PESSOAS QUE NÃO SABER LER CORRETAMENTE.

    AVE SÃO PAULO
    (marca registrada, exclusivo da torcida do São Paulo)

    – O LEGÍTIMO SUPER CAMPEÃO DO BRASIL
    – O PRIMEIRO HEXA CAMPEÃO DO BRASIL
    – O PRIMEIRO TRICAMPEÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL
    – O LEGÍTIMO GANHADOR DA TAÇA DE BOLINHAS PELA 2ª VEZ
    – RECORDISTA ABSOLUTO EM ACÚMULO DE PONTOS DO CAMPEONATO NACIONAL
    – CLUBE QUE MAIS FORNECEU JOGADORES PARA A SELEÇÃO BRASILEIRA
    – RECORDISTA BRASILEIRO DE PARTICIPAÇÕES CONSECUTIVAS EM LIBERTADORES
    – O MAIOR CONQUISTADOR DE TORNEIOS INTERNACIONAIS DO BRASIL
    – TRI CAMPEÃO MUNDIAL DE FUTEBOL
    – TRI CAMPEÃO DA LIBERTADORES DA AMÉRICA

    – THE GREAT CONQUEROR OF THE BRAZILIAN CHAMPIONSHIP IN ACCUMULATED POINTS ( FIFA )
    – THE SAO PAULO FC IS THE JEWEL OF THE CROW OF THE BRAZILIAN FOOTBALL
    (BBC- London)
    – SAO PAULO FC DÉMONTRE SON POUVOIR ENCORE UNE FOIS , TRI CHAMPIONNE DU
    BRÉSIL (Le Monde)

    – AVE SÃO PAULO , TÚ ES GRANDE, TÚ ÉS FORTE , ÉS A CASA DOS DEUSES DA VITÓRIA E DOS CONQUISTADORES

    – AQUÊLES QUE NÃO PERTENCEM A TÍ , QUE SE CURVEM E TE REVERENCIEM

    – TUA ONIPOTÊNCIA INCOMODA A TÔDOS QUE GOSTARIAM DE SER COMO TU

    – ÉS MAGNÂNIMO COM O SEU PERPÉTUO MANTO DE 3 CORES

    – CORES QUE ENVOLVEM TÔDAS AS PAIXÕES QUE CRIASTE

    – PAIXÕES QUE SE UNEM EM VOLTA DE TUAS CONQUISTAS

    – AVE SÃO PAULO, TUA NAÇÃO TE AGRAÇA COM TEU HINO, E SEU GRITO DE GUERRA

    “Salve o tricolor
    paulista,
    Amado clube brasileiro
    Tu és forte, tu és grande
    Dentre os grandes, és o primeiro.

    Oh, Tricolor,
    Clube bem-amado,
    As tuas glórias
    Vêm do passado.

    São teus guias brasileiros,
    Que te amam eternamente,
    De São Paulo tens o nome
    Que ostentas dignamente.

    Oh, Tricolor…

    (Segunda Parte)
    Trazes glórias luminosas
    Do Paulistano imortal,
    Da Floresta também trazes
    Um brilho tradicional.

    Oh, Tricolor…

    São Paulo, clube querido,
    Tu tens o nosso amor,
    Teu nome e tuas glórias
    Tem honra e resplendor.

    Oh, Tricolor…

    Tuas cores gloriosas
    Despertam amor febril
    Pela terra bandeirante
    Honra e glória no Brasil

    Oh, Tricolor…

    AVE SÃO PAULO , OBRIGADO POR EXISTIR !

    NOSSA HOMENAGEM AO ETERNO MESTRE TELE SANTANA
    1991 – Campeão Paulista (São Paulo)
    1991 – Campeão Brasileiro (São Paulo)
    1992 – Campeão Paulista (São Paulo)
    1992 – Campeão da Taça Libertadores da América (São Paulo)
    1992 – Campeão Mundial de Clubes (São Paulo)
    1993 – Campeão da Taça Libertadores da América (São Paulo)
    1993 – Campeão da Supercopa da Libertadores (São Paulo)
    1993 – Campeão da Recopa Sul-Americana (São Paulo)
    1993 – Campeão Mundial de Clubes (São Paulo)
    1994 – Campeão da Recopa Sul-Americana (São Paulo)
    1994 – Campeão da Copa Conmebol (São Paulo) Na verdade esse título foi ganho com o Muricy…
    1995 – Copa de Clubes Brasileiros Campeões Mundiais (São Paulo)

    – Cidade de Barcelona (ESP): 91
    – Ramón de Carranza (ESP): 92
    – Teresa Herrera (ESP): 92
    – Cidade de Barcelona (ESP): 92
    – Cidade de Santiago (CHI): 93
    – Santiago de Compostela (ESP): 93
    – Troféu Jalisco (MEX): 93
    – Cidade de Los Angeles (EUA): 93

    NOSSA HOMENAGEM AO DISCÍPULO DO MESTRE : MURICY RAMALHO

    Campeonato Paulista: 1975
    Campeonato Brasileiro: 1977
    Campeonato Mexicano: 1983
    Copa Conmebol: 1994
    Copa da China: 1998
    Campeonato Pernambucano: 2001
    Campeonato Pernambucano: 2002
    Campeonato Gaúcho: 2003
    Campeonato Paulista: 2004
    Campeonato Gaúcho: 2005
    Vice Campeão Brasileiro: 2005
    Campeonato Brasileiro: 2006
    Campeonato Brasileiro: 2007
    Campeonato Brasileiro: 2008

    E A TÔDOS OS TÉCNICOS QUE FIZERAM NOSSA HISTÓRIA :

    – Alberto Zarzur
    – Alexi Stival
    – Alfredo Ramos
    – Amílcar Barbuy
    – Armando Del Debbio
    – Armando Federico Renganeschi
    – Aymoré Moreira
    – Carlos Alberto Parreira
    – Carlos Alberto Silva
    – Otacílio Pires de Camargo
    – Conrado Ross
    – Darío Pereyra
    – Flávio Costa
    – Francisco Ferreira de Aguiar
    – Béla Guttmann
    – Jorge Gomes de Lima
    – Jair Rosa Pinto
    – José Carlos Serrão
    – José Macia
    – José Poy
    – Emerson Leão
    – Leônidas da Silva
    – Levir Culpi
    – Manuel Raimundo Pais de Almeida
    – Mário Sérgio Pontes de Paiva
    – Muricy Ramalho
    – Nelsinho Baptista
    – Osvaldo Alvarez
    – Osvaldo Brandão
    – Oswaldo de Oliveira Filho
    – Paulo Autuori
    – Paulo César Carpeggiani
    – Ramón Platero
    – Remo Januzzi
    – Roberto Rojas
    – Rubens Francisco Salles
    – Rubens Minelli
    – Sylvio Pirillo
    – Telê Santana da Silva (o mestre)
    – Valdir Joaquim de Moraes
    – Vicente Feola
    – Zezé Moreira

    AGRADECEMOS A TÔDOS VÔCES QUE FIZERAM DO SÃO PAULO O MAIOR CLUBE DO MUNDO.

    AVE SÃO PAULO!

    CONTRA TUDO E CONTRA TÔDOS
    CONTRA A QUADRILHA DO GÁS
    CONTRA A FPF ALIADA A QUADRILHA DO GÁS
    CONTRA O MARCO POLO DEL NERO, O IRRESPONSÁVEL

    É A VITÓRIA DO BEM CONTRA O MAL

    Denilson Martins Disse:

    Dezembro 11, 2008 às 4:02 pm
    Muito ja se discutiu nessa comunidade, e em outras, a fantasia de que o São Paulo teria tentado “roubar” o Parque Antarctica…

    Já se falou muita coisa, mas não ninguem escrevia algo de concreto sobre o tema. A ferida foi aberta em outro tópico então achei por bem abrir este…

    Primeiro precisamos saber o contexto histórico da época, começando a demonstrar como o Palmeiras era dirigido naquela época:

    “Era, porém, bastante significativo que o Palestra Italia só tivesse botado um preto no time depois de Pearl Harbour.

    Nao podia haver duvida que o Brasil, mais dia menos dia, ia entrar na guerra contra as potências do Eixo, uma delas a Itália. E o que explica a pressa da contrataçãoo de Og Moreira, preto de cabelo esticado, ja careca.

    Antes ninguem reparara nos times sempre brancos do Palestra. Talvez porque nao eram tao brancos. Ou eram brancos à maneira brasileira. E um pouco, quem sabe, à italiana, com os descendentes dos seus ‘Otelos’ e suas ‘Desdêmonas’.

    Pearl Harbour, assim, apressava o abrasileiramento do Palestra, ainda muito italiano. Fazendo, inclusive, questão de ser italiano. Como se isto o enobrecesse.

    Era a vaidade de raça que tornara possível o fascismo, o retorno a Roma, dona do mundo. E que justificava a invasão da Abissinia pela superioridade da raça branca sobre a negra.

    Os italianos do Palestra, quase todos enobrecidos no Brasil peto trabalho, tinham a fraqueza, bem forte nos novos ricos, pelos títulos de nobreza. Aqui a fonte de tais títulos tinha secado com a proclamação da República. Restavam as comendas. Como italianos, ou filhos de italianos, os palestrinos preferiam as da Italia. Dadas pelo Papa ou pelo Duce. Podiam, inclusive, ser condes.

    Daí a subserviência que demonstravam muitos deles, avidos de servir a Itália, ou ao fascismo, que Ihes podia retribuir com honrarias. Mesmo quando o serviço que deles se esperava fosse um desserviço ao Palestra.
    Pretendesse um clube brasileiro um jogador do Parque Antartica: todos os italianos do Palestra se ofendiam. Todos, italianos e brasileiros. Mais, porém, os italianos e filhos de italianos que, pela dupla nacionalidade, italianos eram. Ou se sentiam. Por orgulho de raça e de dinheiro.

    Bastava, contudo, um cIube italiano namorar um jogador do Palestra, para que, pelo menos os mais importantes italianos do clube do Parque Antárctica, mesmo os ja de comenda ao peito, se considerassem honrados. Como se um conde legítimo lhes pedisse a filha em casamento.

    Tudo isto, depois de Pearl Harbour, colocava o Palestra Itália numa delicada.

    O que passara despercebido até então, o racismo emigrado do clube do Parque Antartica, se não corrigido a tempo, apareceria como uma mancha capaz de deixar uma pecha de quinta-colunismo, não ao clube, mas aos que o dirigiam.

    (Filho, Mario – O negro no futebol brasileiro – 4ª edição – Rio de Janeiro – Editora Mauad, 2003 – p.231 e 232)

    Primeiramente minha tese:

    Então…. o que deve ter acontecido…

    Na época da guerra, era normal os guetos de fascistas/nazistas serem confiscados pelo Estado, ja que o Brasil declarou guerra ao Eixo e Getulio Vargas baixou uma série de leis restringindo os direitos das agremiações estrangeiras, ameaçando de fechamento quem as descumprissem.

    Como demonstrado, o Palmeiras era um enclave de fascistas, rascistas e entreguistas seguidores de Mussolini…

    Então, como todas instituições germânicas/italianas/japonesas da época estavam sujeitas à expropriação…

    Logo, para se livrarem disso mudaram o nome para Palmeiras e contrataram jogadores negros…para abrasileirar o clube e escapar da ocupação estatal…

    Da mesma forma, aqui em SP o Germânia virou Pinheiros, em BH o Palestra virou Cruzeiro…

    Agora colocar a culpa disso no SPFC é um exercício de imaginação muito grande…

    Mas como minha tese não vale nada…vejamos o que diz este artigo acadêmico…tese de doutorado

    Pesquisa do historiador Alfredo Oscar Salun aponta que na época da entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial, em agosto de 1942, Corinthians e Palmeiras foram forçados a expulsar cerca de 150 sócios de origem estrangeira, inclusive alguns de seus dirigentes. Os dois clubes estavam entre as entidades atingidas pela legislação repressora do Estado Novo, especialmente de 1941 até 1945, quando aumentou o rigor na vigilância da polícia política aos grupos estrangeiros e seus descendentes.

    Equipes mais populares da época, Palestra Itália (antigo nome do Palmeiras) e Corinthians atraíam grande número de torcedores de origem imigrante, muitos dos quais operários, caracterizando-os como times populares. “Quando o Brasil declarou guerra à Itália, Alemanha e Japão, a vigilância aos estrangeiros pela Delegacia de Ordem Política e Social (DEOPS) aumentou, devido a suspeitas de espionagem”, conta Salun.

    “No Palestra Itália, predominavam os italianos, e no Corinthians havia também italianos, além de espanhóis, alemães e até árabes”, explica o historiador, que pesquisou os efeitos das medidas de nacionalização para sua tese de doutorado no Núcleo de Estudos de História Oral (NEHO) na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP.

    Após a entrada do Brasil na guerra, o Conselho Nacional de Desportos (CND) baixou uma série de regulamentações para o esporte, em acordo com o projeto nacionalista do regime do Estado Novo (1937-1945). “Os clubes de futebol foram atingidos, tendo que expulsar dirigentes e associados estrangeiros, principalmente os ligados aos países do Eixo, rotulados como ‘Súditos do Eixo’.”

    Vigilância
    A desobediência às normas de nacionalização poderia levar ao fechamento dos clubes. “No caso do Palestra Itália, isso gerou RUMORES NÃO CONFIRMADOS de que dirigentes do São Paulo manobravam nos bastidores para tomar seu patrimônio”, relata Alfredo Salun. “Os boatos e a mudança de nome para Palmeiras, em 1942, tornaram o episódio marcante na história do clube e dos seus torcedores, ao contrário dos fatos ocorridos no Corinthians.”

    A aplicação das leis levou a destituição do presidente do Corinthians Manuel Correncher, espanhol de nascimento. “O clube conquistou vários títulos na gestão de Correncher, considerado uma figura folclórica, comparada a de Vicente Matheus”, conta Salun. “A presidência foi assumida por Mario de Almeida, interventor indicado pelo CND, que ocupou o cargo por alguns meses, até o clube escolher um novo presidente.”

    Em um clube é uma história conhecida e celebrada e no outro, silenciada e apagada”, destaca o historiador. Nesse aspecto, o pesquisador desenvolve um trabalho em História Oral, com torcedores, jogadores e dirigentes. “Esses clubes não foram os únicos na capital paulista que foram alvos da repressão, mas tinham maior torcida e prestígio.”

    Reuniões de diretoria dos dois clubes só eram feitas com autorização da DEOPS e a presença de um agente do órgão. “Os clubes também precisavam de permissão oficial para jogos fora de São Paulo, especialmente no litoral, devido a importância estratégica das regiões costeiras na Segunda Guerra Mundial.”

    Após as expulsões, Corinthians e Palmeiras realizaram uma “campanha de nacionalização” para atrair novos sócios, nascidos no Brasil. “A imprensa da época viu essa iniciativa como uma prova de patriotismo”, diz Salun. “Os estrangeiros expulsos começaram a retornar aos clubes após 1945, como reflexo do final da Guerra, de medidas liberalizantes adotadas pelo governo de Getúlio Vargas e o fim da perseguição à ‘quinta-coluna’, espiões e os ‘Súditos do Eixo’.”

    http://www.usp.br/agen/repgs/2007/pags/002.htm

    Governador usa dinheiro público pra ajudar clube
    Com prova

    É dando que se recebe

    Um gavião travestido de periquito resolveu sobrevoar as alamedas do Parque Antártica para saborear com exclusividade alguns segredos do arqui-rival Palmeiras. Após bater asas ao longo de uma manhã festiva no terreno do inimigo, descobriu que o governador de São Paulo, José Serra, merece pelo menos uma placa ao lado do busto do divino Ademir da Guia.

    Coração verde apaixonado, Serra foi o grande responsável pelo acordo de patrocínio da Fiat, apesar do oba-oba da diretoria comandada com mão de gelatina por Afonso della Monica, sob as bênçãos da mídia caolha, que se contenta com a palavra oficial.

    O governador paulista aproveitou a viagem do presidente da Fiat ao país para persuadi-lo a aplicar uma pequena parte do rico dinheirinho da montadora na bola palmeirense. Em princípio, o poderoso chefão da Fiat queria apenas conversar com o presidente Lula sobre investimentos de R$ 5 bilhões no Brasil. Futebol, para ele, só o da Juventus, de Turim. E olhe lá!

    Entre os argumentos usados pelo mandachuva da Fiat para colocar o Palmeiras para escanteio, uma primária lição de marketing: o risco de perder uma bela fatia do mercado ao colocar o logotipo da empresa apenas no enxoval verde, o que poderia revoltar os torcedores dos outros grandes de São Paulo. Para evitar tal rejeição em Minas, por exemplo, a Fiat abriu o cofre para Cruzeiro e Atlético/MG; na Bahia, o mesmo já aconteceu com a dupla Ba-Vi.

    Serra não jogou a toalha. E propôs em troca do patrocínio um inesquecível presente de Papai Noel: impostos mais baixos e facilidades de pai para filho numa futura fábrica da montadora em São Paulo. Com tantas benesses, o presidente da Fiat não resistiu, sob pena de perder o emprego na volta à Velha Bota. Ganharia muito em troca de pouco. Topou investir R$ 9 milhões – e não R$ 12 milhões como foi cantado em prosa e verso pela diretoria do Palmeiras. O resto é conversa fiada para p**co dormir feliz.

    Nunca é demais, alertar a população pra falta de caráter dessa gente abastada que não quer diversão do povo perto de suas mansões…

    Engraçado a ONG Fora do Morumbi Pobres do Futebol.

    Ela acha que só o estádio possui erros, mas o que querem mesmo, é inviabilizar o estádio, e assim, defestrar os pobres que afluem ao seu rico bairro, para assistir jogos de futebol.

    A CONSEG deveria se chamar:

    XÔ POBREZA!

    Por que eles não falam um “A” sobre a favela do Morumbi?

    Esse sim, um problema enorme pra seu rico bairro?

    Afinal, o que leva tão nobre entidade, a simplesmente ignorar um problema social tão grave como a favela do Morumbi?

    Por que eles ficam mais preocupados com o barrulho de um grito de gol, do que com a miséria de milhares de moradores do seu rico bairro, que vivem na Favela do Morumbi?

    Acho que o Ministério Público deveria mesmo investigar essa entidade, pois parece que, ela quer extorquir o direito do SPFC existir, visto que, nada é bom pra ela,

    Embora, ache bom e agradável, que concidadãos que vivam em petição de miséria na Favela do Bairro, tenham problemas bem maiores que o barulho do estádio.

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Eu fico pensando, remoendo, e não consigo entender a razão de uma entidade criada pra defender um bairro,

    Querer desqualificar benefícios, como o monorail ( que servirá como meio de transporte aos moradores ), o estacionamento na estação do monorail ( que servirá não só aos moradores, como ajudará a evitar mais carros nas ruas pra contribuir para os engarrafamentos infernais da cidade )

    E, se calar absolutamente

    Pros seus irmãos que vivem sem nenhum aparato público, numa favela bem no centro

    do bairro

    que dizem,

    defender.

    O que leva a tamanha HIPOCRISIA?

    Certamente a insensibilidade dos canalhas de nossas classes mais abastadas né Paulinho.

    Ou mesmo, os interesses inconfessáveis dos integrantes dessa ONG nefasta, que estão agindo a mando

    de seus clubes de coração.

    SE TODAS AS OBRAS FOREM FEITAS, NO ENTORNO DO ESTÁDIO, SERÁ UM BEM INESTIMÁVEL PROS MORADORES,

    PRINCIPALMENTE AQUELES QUE NÃO TEM POSSANTES AUTOMÓVEIS, E PRECISAM

    DE TRANSPORTE PÚBLICO DE QUALIDADE.

    ME PARECE PRESERVAR O AMBIENTE, EVITAR QUE MAIS CARROS

    TRAFEGUEM NAS RUAS

    PORTANTO,

    A TAL ONG TINHA QUE PARABENIZAR O SPFC PELA INICIATIVA ECOLÓGICA.

    ALIÁS, A ONG QUE QUERIA RESOLVER PROBLEMAS ECOLÓGICOS, AGORA,

    QUER APENAS EVITAR OBRAS PÚBLICAS

    NO BAIRRO

    QUE BENEFICIARÃO OS MORADORES MENOS FAVORECIDOS FINANCEIRAMENTE

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    Por quê?

    DUVIDO QUE CONFESSEM AS RAZÕES.

    GENTE SAFADA E NEFASTA, É ISSO QUE TAL ONG DEFENDE.

    *Palmeiras 2 x 1 Inter – 2 jogadores do Inter expulsos. 1 com 20 minutos.
    *Palmeiras 1 x 0 Atletico – PR – Gol extremamente mal anulado do Atletico. Ah, jogador expulso.
    *Palmeiras 5 x 2 Cruzeiro – Jogador do Cruzeiro expulso no meio do primeiro tempo.
    *Palmeiras 2 x 0 Nautico – Penalti roubado qndo o jogo estava duro e jogador expulso por cotovelada no Kleber, q não era pra estar em campo por cotovelada no primeiro tempo.

    Mas não precisa ser no Palestra. Basta ser em sp:
    Palmeiras 1 x 1 Portuguesa – 2 penaltis nao marcados pra Portuguesa. Nao expulsao do Martinez.

    Logico q vai ter palmeirense falando q as expulsoes eram merecidas.

    Porem, além de nesse meio terem penaltis absurdos a favor e contra e gols anulados, temos q alertar para o seguinte:
    Há injustiça qndo o critério só é severo para um lado. Falta acontece todo jogo, mas rigor só no Palestra Italia.

    PALMEIRAS, SUJO, DESONESTO E COVARDE.

    Agosto 30, 2008 em 9:24 am
    Pagou pra fugir do São Paulo
    Em 1993, nas semifinais do paulistão, que os Puxadores de Saco não ganhavam havia 17 anos, as semifinais reuniram corinthians e sãopaulo, os Puxadores de Saco, temendo ser mais uma vez fodidos pelo Tricolor na final, como ocorrera em 1992, contratam o Árbitro José Aparecido pra tirar o SPFC da final, contra a já classificada Sociedade Esportiva Puxa Saco.

    O Juiz, muito bem comprado, anula um gol legítimo de Palhinha, em cujo lance o bandeirinha nem assinala o impedimento, dizendo que ele estava em posição irregular, logo depois, valida um gol de Neto pro SCCP, em flagrante impedimento, até os jogadores do SCCP ficam parados, sem comemorar o gol, esperando o impedimento, que o comprado José Aparecido não assinala.

    Bem, pensaram os Puxa Sacos, finalmente nos livramos daqueles que sempre nos fodem, seremos finalmente campeões. Não foi bem assim, o SCCP, endurece o primeiro jogo da final, e ganha por um a zero, com gol de Viola.

    A solução pros Puxadores de Saco, que já haviam pago pra não terem que enfrentar o SPFC na final, foi comprar novamente o Zé Aparecido, o que acontece, e novamente, ele faz o resultado, ao não expulsar Edmundo, e marcar pênaltis inexistentes e expulsar a torto e a direito jogadores do SCCP.

    Nunca tinha visto um time tão covarde, a ponto de pagar pra fugir de um adversário que cagavam nas calças de medo.

    Fonte: Revista Placar – 10/2005

    SE Palmeiras – Uma pitadinha histórica

    1914: Fundada em 1914 por um grupo de dissidentes corintianos, a Società Sportiva Palestra Italia já inicia suas atividades com uma mácula das maiores: ser uma costela do Sport Club Corinthians Paulista. Um clube que além de não ter a identidade brasileira, não possui, sequer, uma identidade própria.

    1915-1917: Sem identidade própria, o clube resolve copiar o símbolo do atual Votorantim Futebol Clube, localizado em cidade homônima. Passam a usar, dessa forma, a Cruz de Savóia como escudo oficial. Mantendo sua tradição bastarda, no entanto, tal símbolo é trocado pelas letras P e I poucos anos depois.

    Anos 20: O clube adquire uma área de 150 mil metros quadrados pertencentes à Companhia Antárctica Paulista, incluindo o Estádio Parque Antárctica. Nessa época, fortes rumores de ligação do Palestra Itália com o Regime Fascista do ditador Mussolini, na Itália, começam a pipocar pelo país, afinal, o recém-fundado clube não teria verba suficiente para tal aquisição.

    Anos 40: Apesar de ter alguns êxitos na década, não consegue manter sua performance dos dez anos anteriores e é obrigado a assistir o domínio do clube mais novo da cidade: o São Paulo Futebol Clube e seu Rolo Compressor. A situação melhorava, mas o clube não conseguia se sustentar como clube grande.

    1942: Atormentado pelas pressões exercidas pelo São Paulo Futebol Clube, que ameaçava tomar seu Estádio, o clube sofre a maior aniquilação moral já vista na história do futebol: é obrigado a mudar de nome, a subtrair a cor vermelha de sua bandeira, e a trocar, novamente, seu escudo.

    1942: O clube passa a chamar-se Palestra de São Paulo. Pouco tempo depois, após novas pressões do Tricolor, que não queria um outro time na cidade com nome parecido ao seu, o Palestra passa a ter um terceiro nome: Sociedade Esportiva Palmeiras, em homenagem à Associação Atlética das Palmeiras, um dos clubes que deu origem ao São Paulo FC. Dessa vez eles conseguiram agradar à exigente direção são-paulina, que passou a deixar os palestrinos em paz.

    1974: Após ser Campeão Brasileiro de 1973, o Palmeiras se classifica para a disputa da Taça Libertadores de América. Na fase de grupos é sapecado por todos e acaba sofrendo desclassificação após derrota para o São Paulo Futebol Clube. Seria a primeira de quatro eliminações na competição sulamericana. O Palmeiras já demonstrava vários sinais de que viria a ser um time repleto de pipocadas históricas.

    1977-1992: Palmeiras entra em sua maior seca. Com times pífios atrás de times pífios, o clube fica até 1993, ou seja, 16 anos, na fila de conquistas. Nesse período, nada de relevante nos campos pode ser falado sobre o clube, a não ser algumas passagens parcas que vêm a seguir.

    1978: O Palmeiras chega à final do Campeonato Brasileiro contra o Guarani. Jogando em São Paulo e em Campinas, o alviverde da Rua Turiassu coleciona dois insucessos pelo placar mínimo de 1 a 0 e entrega, pela primeira vez na história, o título de Campeão Brasileiro a um clube do interior do país. Consagração dos campineiros, situação vexatória para os clubes considerados grandes do país.

    1985: Última rodada da fase de pontos corridos. Palmeiras enfrenta o já eliminado XV de Novembro, de Jaú, em pleno Palestra Itália. Um derrota de 3 a 2 enterra o sonho dos palestrinos de avançarem à semifinal do Campeonato. A fila continuaria por mais algum tempo…

    1986: A Sociedade Esportiva Palmeiras conseguiu, enfim, chegar à final do Campeonato Paulista. O adversário era a Internacional de Limeira. Nélson Tadini Duque, presidente à época, após dura pressão feita sobre os dirigentes da FPF, consegue tirar um dos jogos da cidade de Limeira, levando a disputa do título exclusivamente para a cidade de São Paulo, no Estádio do Morumbi. Após um empate em 0 a 0 no primeiro jogo, a Inter encaçapa 2 gols a 1 no Palmeiras no 2º jogo e garante o título de Campeão Paulista. Era a primeira vez na história que um clube do Interior atingiu tal feito. Um orgulho para os limeirenses, um vexame dos maiores para os paulistanos.

    1990: Revoltada a eliminação do Campeonato Paulista de 1990 pela Ferroviária de Araraquara, em pleno Pacaembu, a torcida do Palmeiras protagoniza um dos maiores shows de horrores da história do futebol paulista: invade a sala de troféus do Palestra Itália e quebra boa parte das taças que o clube havia conquistado em sua história. Vexame atrás de vexame!

    1992: Chega ao Palmeiras uma empresa de laticínios, a Parmalat, que viria a participar ativamente da administração do clube na forma de co-gestora. A empresa passou a injetar grandes quantidades de dinheiro no time, formando-se, assim, boas equipes. O clube voltou a ganhar títulos, mas suspeita de lavagem de dinheiro, e, por fim, o escândalo que levou a empresa a pedir concordata pelo “sumiço” de US$ 8,7 bilhões, acabaram por macular, mais uma vez, a história do Palmeiras.

    1993: A final do Campeonato Paulista de 1993 representa a saída da fila após 16 anos. Arbitragem tendenciosa por parte do árbitro José Aparecido de Oliveira e do auxiliar(?!) José Roberto Godoy, que não expulsaram, por exemplo, o jogador Edmundo após entrada criminosa no corintiano Paulo Sérgio, causa polêmica até hoje. Seria o famoso “Esquema Parmalat”?

    2001: Após a saída da Parmalat, em 2000, o Palmeiras volta a mostrar incompetência administrativa e apequenamento do clube ao entrar em uma nova fila, desta vez, culminando com o rebaixamento da equipe no Campeonato Brasileiro de 2002, além de mais outras tantas passagens vexatórias para os lados da Rua Turiassú.

    2002: Eliminação da Copa do Brasil pelo desconhecido time do ASA de Arapiraca, da Paraíba, e rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2002 levam o Palmeiras ao fundo do poço. Um clube já acostumado a inúmeros insucessos esportivos, desta vez, havia alcançado sua mais desastrosa temporada.

    2006: O desejo por títulos leva dirigentes do Palmeiras a enviarem pedido de homologação à FIFA do título da Copa Rio de 1951 como sendo Mundial de Clubes. Em 2007, um funcionário da FIFA repassa ao clube um fax com a confirmação da conquista como sendo um título de ordem mundial. Os palmeirenses comemoram a conquista com 56 anos de atraso. Dias depois, a entidade volta atrás e demite o funcionário. O clube da Rua Turiassu vira, mais uma vez, motivo de chacota por parte dos rivais.

    VOCÊ SABIA ?

    1. Que o Palestra Itália foi fundado por parte da colônia italiana que desprezava o Brasil e os brasileiros? (e vestiram camisa de nossa seleção?!)

    2. Que por separatismo tinha seus estatutos escritos em italiano e só aceitavam jogadores de origem italiana? (mas que cinismo, e entravam com a bandeira brasileira na mão!)

    3. Que foi o clube mais racista do Brasil e só aceitou o primeiro negro em suas fileiras em 1959, Djalma Santos, 45 anos depois da fundação?

    4. Que por suas inclinações fascistas espernearam o quanto puderam para trocar de nome, pois achavam humilhante se rebaixar a ter um nome abrasileirado?

    5. Que o Parque Antártica era um parque de lazer para a população paulistana, mas o Palestra \\\”convenceu\\\” a Cia. Antártica a \\\”vender-lhes\\\” o espaço?

    6. Que a partir da terceira prestação pararam de pagar, e foram salvos pelo conde Matarazzo?

    7. Que o referido conde lavava seu dinheiro na obra do estádio e deixava seus operários na penúria? (já naquele tempo, que salafra!)

    8. Que depois de injetar dinheiro sujo no Parque as indústrias Matarazzo faliram e deixaram os empregados na rua da amargura?

    9. Que grande parte dos títulos do Palestra foi conquistada subornando jogadores adversários, deixando sempre um dirigente de plantão no Ponto Chic para assediar os boleiros que o freqüentavam? (Algo a ver com a máfia italiana?)

    10. Que a tal final de 42 foi apitada por um juiz que atuava pela primeira vez em um clássico e depois desse jogo jamais apitaria outro? (Por que será? Coincidência, talvez?)

    11. Que o jogador sãopaulino Waldemar de Britto estava na gaveta do Palmeiras naquela final e o jogador Luizinho, que já tinha jogado no Palestra e conhecia as tramóias daquele clube, percebeu o esquema com juiz e seu companheiro e por isso recusou-se a seguir a partida?

    12. Que nas finais contra o São Paulo em 43 e 46, sabendo que estavam perdendo a hegemonia para o novo clube, contaram com a benevolência dos juizes para bater à vontade em Sastre e Renganeschi, mas mesmo assim esse último, com a costela quebrada, fez o gol do bicampeonato sãopaulino?

    13. Que em 1950, para barrar de qualquer maneira o tricampeonato do São Paulo, tramaram e foram descaradamente beneficiados na final por um juiz ingles que, horas depois, foi visto se esbaldando no baile de carnaval do Palmeiras? (quanta ética, quanta lisura, e têm a cara de pau de achar que são campeões do século!!)

    14. Que o Palmeiras, em 1968, ia cair para a segunda divisão não fosse um acerto com o Guarani que escalou Dante e Flamarion, dois jogadores sem condições legais e, com a perda dos pontos, salvou o atualmente neo-bugre? (Se ligaram tanto ao Guarani que resolveram se apequenar para se igualar ao verdinho campineiro)

    15. Que em 1978 o presidente Bruno Saccomani \\\”sacou money\\\” do Palmeiras, saqueou o quanto pôde, quebrando o clube que até hoje não se recuperou? (Caramba, se não fosse a Parmalat seriam 30 anos de fila? Per Bacco!!)

    16. Que a fila atual de 8 anos do Palmeiras, bem como a anterior de 17 anos, não foram as únicas, pois de 1951 a 1959 o Palmeiras não ganhou nada e esteve para cair em 57? (Então o gosto pela segunda divisão é namoro antigo?)

    17. Que a queda para segundona em 2002 não foi a única, e que em 1980 o Palmeiras tambem caiu, e em 1981 teve que disputar uma tal taça de Prata, eufemismo para segunda divisão?

    18. Que pela história de fracassos nos últimos 30 anos, que nem a Parmalat conseguiu aliviar, a torcida do Palmeiras encolheu e, há muito tempo, não consegue públicos maiores que 20.000 pessoas, isso no Parque, pois em outros estádios, em clássicos, é sempre minoria absoluta?

    19. Que a saída da Parmalat deixou o Palmeiras na mesma petição de miséria em que se econtrava no final dos anos 70? Que as perspectivas futuras são nulas e os esforços para arrecadar trocados, como essa cesta de atletas, são retumbantes fracassos? (Será que ninguem acredita mais n oclube, não tem mais nenhum conde para lavar dinheiro?)

    MSi – apenas um espirro perto do Maior Esquema
    De corrupção e lavagem de dinheiro já existente no futebol Brasileiro…

    E ainda tem um monte de palestrinos aqui dando uma de “defensor da ética e dos bons costumes”…deviam ter minimo de discernimento em comentar sobre ‘SUJEIRA”

    pra vcs, o famoso esquema PALMEIRAS / PARMALAT…pela voz vinda de fonte file e digna…kkkkkkkkkk

    Esquema Palmeiras:

    http://www.terra.com.br/istoedinheiro/349/economia/pop_parma.htm

    O Gianni em questão era Gianni Grisendi, que presidiu a Parmalat nos anos 90 e deixou a empresa para se tornar acionista da Tecnosistemi e presidente da própria TIM, antes de se envolver em mais uma confusão com tempero italiano: a da Bombril. Hoje, com seus bens bloqueados, Grisendi está sendo investigado por fraude, lavagem de dinheiro e evasão de divisas num processo que corre na 42ª Vara Cível de São Paulo. Muitos outros personagens do diário, porém, conectavam-se à empresa indiretamente. Eram jogadores de futebol. Stefano, que presidiu a equipe do Parma, listou a venda de dois atletas de um time que foi patrocinado pela Parmalat: o Palmeiras. Eram o atacante colombiano Asprilla e o lateral-esquerdo Júnior. Mencionou também o contrato publicitário de Ronaldinho, que teria ganho R$ 5,5 milhões para atuar na campanha publicitária dos mamíferos, que vestia crianças como animais de pelúcia. E citou ainda a renovação de contrato do meia Alex, hoje no Cruzeiro, que ganhava R$ 390 mil por ano e pedia R$ 2,5 milhões. Tamanho interesse pelo futebol se explica. Os procuradores italianos estão convictos de que as transações com jogadores eram um meio de desviar dinheiro. Como o valor dos passes não correspondia à realidade, suspeita-se que parte retornava às contas dos Tanzi em paraísos fiscais.

    Mais em : http://www.terra.com.br/istoedinheiro/349/economia/349_diario_secreto_parmalat.htm#ancora

    Pipocadas históricas em “casa”:

    24 de novembro de 1.985 – Campeonato Paulista – Palmeiras 2 x 3 XV de Jaú – Os alviverdes já sabiam do tropeço do Corinthians diante do Comercial, em jogo realizado pela manhã, e precisavam apenas vencer o XV para avançar no Paulistão. De virada, perderam para o então time de Wilson Mano e não foram às semifinais.

    19 de junho de 1.996 – Copa do Brasil – final – Palmeiras 1 x 2 Cruzeiro – Depois de empatar por 1 a 1 no Mineirão, o time de Vanderlei Luxemburgo podia empatar sem gols para levantar o troféu. Saiu na frente com Luizão, mas perdeu com um gol de Marcelo Ramos no final do segundo tempo.

    9 de dezembro de 2.000 – Copa João Havelange – quartas de final – Palmeiras 2 x 2 São Caetano – Foram dois jogos em casa contra o Azulão que não podia atuar no Anacleto Campanella. O time do ABC venceu o primeiro encontro por 4 a 3. No segundo jogo, o Palmeiras abriu 2 a 0, mas permitiu o empate logo depois do intervalo.

    20 de dezembro de 2.000 – Copa Mercosul, final – Palmeiras 3 x 4 Vasco – Com 3 a 0 no placar ao final do primeiro tempo do terceiro jogo da decisão, o Palmeiras foi para o vestiário achando que já tinha garantido o título. No segundo tempo, Romário e Juninho comandaram a inacreditável virada vascaína.

    20 de fevereiro de 2.002 – Copa do Brasil, primeira fase – Palmeiras 2 x 1 ASA – No jogo de ida, os paulistas , comandados por Vanderlei Luxemburgo, perderam em Arapiraca por 1 a 0. Voltaram pra São Paulo crentes que garantiriam a vaga em casa, mas não fizeram a diferença de dois gols e deram adeus à competição.

    23 de abril de 2.003 – Copa do Brasil – oitavas de final – Palmeiras 2 x 7 Vitória – Três dias antes da estréia na segunda divisão, o clube foi humilhado em seus domínios pelos baianos, no jogo de ida. Foram sete gols, COM TRÊS FALHAS GROTESCAS DO GOLEIRO MARCOS, que deram a impressão de que o ano seria mais desastroso que o anterior.

    20 de maio de 2.004 – Copa do Brasil, quartas de final – Palmeiras 4 x 4 Santo André. Os alviverdes venciam por 4 a 2 e, depois dos 3 a 3 no jogo de ida, se garantiam nas semifinais. Sandro Gaúcho diminuiu aos 34 minutos e Tássio decretou a eliminação palmeirense aos 44 minutos e mais um tropeço dentro de casa na Copa do Brasil.

    1º de abril de 2.007 – Campeonato Paulista – Palmeiras 2 x 2 Guaratinguetá – O Palmeiras precisava de uma vitória sobre o time do interior para se garantir na semifinal do Paulistão. Levou 2 a 0 em 30 minutos de jogo e teve forças apenas para buscar o empate. Com o resultado, foi para o último jogo sem depender de si – e acabou eliminado.

    5 de abril de 2.007 – Copa do Brasil – segunda fase – Palmeiras 2 x 0 Ipatinga – Após a derrota em Minas Gerais por 2 a 0, os paulistas fizeram 2 a 0 com 32 minutos de jogo. Mais um gol garantiria o time nas oitavas, mas a partida foi para os pênaltis. Nas cobranças, Edmundo perdeu a sua e o Palmeiras foi eliminado.

    2 de dezembro de 2.007 – Campeonato Brasileiro – Palmeiras 1 x 3 Atlético – MG – Os alviverdes precisavam de apenas uma vitória para se garantirem na Libertadores. Começaram atrás no placar, mas Edmundo empatou ainda no primeiro tempo. Depois do intervalo, os paulistas não mantiveram a reação, levaram dois gols e deram adeus a vaga.

    Fonte – Revista Trivela do mês de janeiro

    Por que Aparecido não “deveria ser escalado”?

    Aparecido era um dos principais árbitros da FPF desde 1990, quando apitou a decisão do Brasileiro entre São Paulo e Corinthians. Mas, em 1993, ele vinha de uma arbitragem muito contestada num jogo “semifinal” entre São Paulo X Corinthians. O resultado, Corinthians 1 X 0 São Paulo ( 30 de maio ), classificou o Corinthians para a dexisão. O gol do Corinthians foi feito por Neto, em empedimento. E, Aparecido e seus auxiliares, anularam um gol legal de Palhinha, quando o jogo estava 0X0.

    Mas por que ele favoreceu o Corínthians, que seria
    PREJUDICADO TEORICAMENTE POR ELE MESMO DIAS DEPOIS CONTRA O PALMEIRAS? O QUE DIABOS, A SEMIFINAL SÃO PAULO X CORINTHIANS, TERIA COM O PALMEIRAS E O ESQUEMA PARMALAT?

    Aí é que está. Palmeiras e São Paulo eram os dois grandes times da época. O São Paulo de Telê. O Palmeiras, cheio de craques da Parmalat. No ano anterior, o São Paulo não deixou que o Palmeiras saísse da FILA, ganhando o título paulista. Meses depois, já bicampeão da Libertadores, seria um adversário muito mais difícil para o Palmeiras, que o Corinthians de Adil e Ezequiel. O fato é que Aparecido teria feito o serviço: tirou o São Paulo da parada ( já interessado no sucesso do Palmeiras ) e completou o trabalho na decisão contra o Corinthians.

    Por que poderia ter sido João Paulo o árbitro da
    FINAL?

    João Paulo Araújo era também uma das estrelas da FPF, ao lado de Aparecido, Dionísio Roberto Domingos e Oscar Roberto Godói. Contra Araújo, uma arbitragem ruim no jogo Santos 2 X 3 Novorizontino, pela fase semifinal, teria o prejudicado. Pois REnato Duplat, á época diretor da arbitragens da FPF, e santista, teria ficado uma fera com ele.

    O que aconteceu com Aparecido após 1993
    Gerente de banco, passou a receber até ameaças de morte. Se afastou por um tempo, mas voltou com tudo anos depois, tornando-se árbitro FIFA. Ele voltaria às manchetes em 1997, acusando (pela Placar ) Ives Mendes (então presidente da Comissão Nacional de Arbitragem) de mandá-lo ajudar a Argentina contra a Colômbia, num jogo pelas Eliminatórias. Depois disso sua carreira declinou.

    Fonte:
    Revista Placar, edição nº 1288, Novembro de 2005, páginas 54 e 55.

  87. Luís Carlos

    Alessandro,

    Tudo bem, esqueci de dizer, para ser convidado pela Toyota para disputar o campeonato de um jogo só, o time da América do Sul tinha que ganhar a Taça Libertadores, que era patrocinada pela Toyota. É isso que você quer que eu diga?

    A propósito, quem organizava o campeonato de um jogo só? A Federação Sulamericana? A Federação Européia? A FIFA? Ou a Toyota?

  88. Rogerio

    até agora os sãopaulinos não responderam se vão querer receber a cota da TV ou não…

  89. Xandy

    Como já postou alguém aqui:

    Não digam para um são paulino que o Estudiantes tem 7 Libertadores que eles vão correr torcer pra eles.

  90. tiago

    é justiceiro vc é mesmo uma piada!!!!!

    prova que o são paulo caiu!!!!

    ou vc não consegue entender o regulamento ou (mais provável) é um idiota querendo equiparar o são paulo ao seu time que visitou a segunda divisão….

    chora que é hexa e se no ano que vem derem brexa já sabem oque irá acontecer

  91. EÐUARÐO 6-3-3

    É BOM SEMPRE LEMBRAR , AFINAL DE CONTAS EXISTEM PESSOAS QUE NÃO SABEM LER CORRETAMENTE.

    AVE SÃO PAULO
    (marca registrada, exclusiva da torcida do São Paulo)

    – O LEGÍTIMO SUPER CAMPEÃO DO BRASIL
    – O PRIMEIRO HEXA CAMPEÃO DO BRASIL
    – O PRIMEIRO TRICAMPEÃO DA HISTÓRIA DO BRASIL
    – O LEGÍTIMO GANHADOR DA TAÇA DE BOLINHAS PELA 2ª VEZ
    – RECORDISTA ABSOLUTO EM ACÚMULO DE PONTOS DO CAMPEONATO NACIONAL
    – CLUBE QUE MAIS FORNECEU JOGADORES PARA A SELEÇÃO BRASILEIRA
    – RECORDISTA BRASILEIRO DE PARTICIPAÇÕES CONSECUTIVAS EM LIBERTADORES
    – O MAIOR CONQUISTADOR DE TORNEIOS INTERNACIONAIS DO BRASIL
    – TRI CAMPEÃO MUNDIAL DE FUTEBOL
    – TRI CAMPEÃO DA LIBERTADORES DA AMÉRICA

    – THE GREAT CONQUEROR OF THE BRAZILIAN CHAMPIONSHIP IN ACCUMULATED POINTS ( FIFA )
    – THE SAO PAULO FC IS THE JEWEL OF THE CROW OF THE BRAZILIAN FOOTBALL
    (BBC- London)
    – SAO PAULO FC DÉMONTRE SON POUVOIR ENCORE UNE FOIS , TRI CHAMPIONNE DU
    BRÉSIL (Le Monde)

    – AVE SÃO PAULO , TÚ ES GRANDE, TÚ ÉS FORTE , ÉS A CASA DOS DEUSES DA VITÓRIA E DOS CONQUISTADORES

    – AQUÊLES QUE NÃO PERTENCEM A TÍ , QUE SE CURVEM E TE REVERENCIEM

    – TUA ONIPOTÊNCIA INCOMODA A TÔDOS QUE GOSTARIAM DE SER COMO TU

    – ÉS MAGNÂNIMO COM O SEU PERPÉTUO MANTO DE 3 CORES

    – CORES QUE ENVOLVEM TÔDAS AS PAIXÕES QUE CRIASTE

    – PAIXÕES QUE SE UNEM EM VOLTA DE TUAS CONQUISTAS

    – AVE SÃO PAULO, TUA NAÇÃO TE AGRAÇA COM TEU HINO, E SEU GRITO DE GUERRA

    “Salve o tricolor
    paulista,
    Amado clube brasileiro
    Tu és forte, tu és grande
    Dentre os grandes, és o primeiro.

    Oh, Tricolor,
    Clube bem-amado,
    As tuas glórias
    Vêm do passado.

    São teus guias brasileiros,
    Que te amam eternamente,
    De São Paulo tens o nome
    Que ostentas dignamente.

    Oh, Tricolor…

    (Segunda Parte)
    Trazes glórias luminosas
    Do Paulistano imortal,
    Da Floresta também trazes
    Um brilho tradicional.

    Oh, Tricolor…

    São Paulo, clube querido,
    Tu tens o nosso amor,
    Teu nome e tuas glórias
    Tem honra e resplendor.

    Oh, Tricolor…

    Tuas cores gloriosas
    Despertam amor febril
    Pela terra bandeirante
    Honra e glória no Brasil

    Oh, Tricolor…

    AVE SÃO PAULO , OBRIGADO POR EXISTIR !

    NOSSA HOMENAGEM AO ETERNO MESTRE TELE SANTANA
    1991 – Campeão Paulista (São Paulo)
    1991 – Campeão Brasileiro (São Paulo)
    1992 – Campeão Paulista (São Paulo)
    1992 – Campeão da Taça Libertadores da América (São Paulo)
    1992 – Campeão Mundial de Clubes (São Paulo)
    1993 – Campeão da Taça Libertadores da América (São Paulo)
    1993 – Campeão da Supercopa da Libertadores (São Paulo)
    1993 – Campeão da Recopa Sul-Americana (São Paulo)
    1993 – Campeão Mundial de Clubes (São Paulo)
    1994 – Campeão da Recopa Sul-Americana (São Paulo)
    1994 – Campeão da Copa Conmebol (São Paulo) Na verdade esse título foi ganho com o Muricy…
    1995 – Copa de Clubes Brasileiros Campeões Mundiais (São Paulo)

    – Cidade de Barcelona (ESP): 91
    – Ramón de Carranza (ESP): 92
    – Teresa Herrera (ESP): 92
    – Cidade de Barcelona (ESP): 92
    – Cidade de Santiago (CHI): 93
    – Santiago de Compostela (ESP): 93
    – Troféu Jalisco (MEX): 93
    – Cidade de Los Angeles (EUA): 93

    NOSSA HOMENAGEM AO DISCÍPULO DO MESTRE : MURICY RAMALHO

    Campeonato Paulista: 1975
    Campeonato Brasileiro: 1977
    Campeonato Mexicano: 1983
    Copa Conmebol: 1994
    Copa da China: 1998
    Campeonato Pernambucano: 2001
    Campeonato Pernambucano: 2002
    Campeonato Gaúcho: 2003
    Campeonato Paulista: 2004
    Campeonato Gaúcho: 2005
    Vice Campeão Brasileiro: 2005
    Campeonato Brasileiro: 2006
    Campeonato Brasileiro: 2007
    Campeonato Brasileiro: 2008

    E A TÔDOS OS TÉCNICOS QUE FIZERAM NOSSA HISTÓRIA :

    – Alberto Zarzur
    – Alexi Stival
    – Alfredo Ramos
    – Amílcar Barbuy
    – Armando Del Debbio
    – Armando Federico Renganeschi
    – Aymoré Moreira
    – Carlos Alberto Parreira
    – Carlos Alberto Silva
    – Otacílio Pires de Camargo
    – Conrado Ross
    – Darío Pereyra
    – Flávio Costa
    – Francisco Ferreira de Aguiar
    – Béla Guttmann
    – Jorge Gomes de Lima
    – Jair Rosa Pinto
    – José Carlos Serrão
    – José Macia
    – José Poy
    – Emerson Leão
    – Leônidas da Silva
    – Levir Culpi
    – Manuel Raimundo Pais de Almeida
    – Mário Sérgio Pontes de Paiva
    – Muricy Ramalho
    – Nelsinho Baptista
    – Osvaldo Alvarez
    – Osvaldo Brandão
    – Oswaldo de Oliveira Filho
    – Paulo Autuori
    – Paulo César Carpeggiani
    – Ramón Platero
    – Remo Januzzi
    – Roberto Rojas
    – Rubens Francisco Salles
    – Rubens Minelli
    – Sylvio Pirillo
    – Telê Santana da Silva (o mestre)
    – Valdir Joaquim de Moraes
    – Vicente Feola
    – Zezé Moreira

    AGRADECEMOS A TÔDOS VÔCES QUE FIZERAM DO SÃO PAULO O MAIOR CLUBE DO MUNDO.

    AVE SÃO PAULO!

  92. Justiceiro

    Weslley:

    De fato, 1 é mais do que 0 (rebaixamentos no Paulista). Vocês levam essa pra casa, eu admito. No mais, ótimo fim de semana pra você também!

  93. Justiceiro

    EÐUARÐO 6-3-3 Disse:
    Dezembro 11, 2008 às 7:16 pm

    “DENTRE OS GRANDES ÉS O PRIMEIRO”
    QUEM ESCREVEU ISSO FOI O MAIOR PROFETA DO PLANETA.

    ———————
    Quem escreveu isso foi o maior mendigo do planeta, passou chapéu pedindo esmola a corintianos e palmeirenses no infame jogo das barricas.

    Tudo para não ter que suportar uma nova falência, tão comum nos primórdios tricolores. Única oportunidade em que alvinegros e alviverdes se uniram foi para salvar o tricolor de desaparecer. A história às vezes deve ser difícil de ser assimilada.

  94. LULA

    O negócio é feio, Justiceiro. Muito feio!
    Depois conto a HISTÓRIA REAL do tricolor que queria ser sodomizado pelo Luís Fabiano.

    ***

    Seis é mais que quatro, lógico.

    Bom saber que, para os historiadores tricolores, Charles Miller trouxe a bola e o livro de regras a Pindorama em 1971. Por outro lado, não quero ler orlandinho falando de Sastre, Renganeschi, Roberto Dias, Toninho Guerreiro, José Poy, De Sordi, Canhoteiro, Telê – o ponta do Flu e não o hipócrita que mandava bater e reclamava de anti-jogo -, Pedro Rocha e Leônidas. Eles não existiram, ok?

    E também não arrotem nada sobre Adhemar Ferreira da Silva, que descanse em paz. Jesus Cristo, Maomé, Buda, Zumbi, Confúcio e Júlio César também foram ilusões de nossas mentes palestrinas doentias. Afinal de contas eu descobri, no último domingo, que o mundo todo fora criado em 1971.

  95. larissabeppler

    SOBRE O CAMPEONATO, ASSINO EMBAIXO DO QUE DISSE O MEU AMIGO RICARDO:

    Sou completamente a favor dos Estaduais.

    São nesses campeonatos que as rivalidades foram criadas.

    Além do mais é bom para os times do interior ficarem em atividade.

    Nosso calendário tem muito que ser melhorado.

    Mas acabar com os estaduais com a desculpa de querer adequar nosso calendário, é como “queimar a casa pra se livrar do rato”.

    SOBRE O ENVELOPE FC

    Se levar duas piadas seguidas e começar a rondar a zona de rebaixamento, bota os titulares correndo na pressão e faz a mesma presepada que com essa graça custou ao Internacional no ano passado não só o Campeonato Gaúcho, como a eliminação na primeira fase da Libertadores.

    E tenho dito!

  96. DONIZETE

    Duvido que a diretoria do J.Leonor faça isso. Sempre ganharam títulos, graças aos benesses do poder. Se o fizerem, será um tiro no proprio pé. Burros com certeza, eles não são.

  97. Juliao - HEXA

    Rogerio

    o sp nao precisa de cotas, somo um clube rico, vamos jogar na europa o patrocinio é bem maior. a diretoria ta pleiteando um acordo ja jogarmos la.

  98. geraldo lina

    DONIZETE, a gente tah dando tiro no peh a varios anos…
    Olha soh quantas “CICATRIZES”:

    6-3-3

    Mas oh, fica TRANQUILO, eh TUDO COMPRADO, e tem mais, o STJD vai DESMASCARAR a DIRETORIA VANGUARDA do FUTEBOL BRASILEIRO que ” PRESENTEIA ” a TODOS com ENVELOPES e OUTROS AGRADOS.

    8)

    *** ******

  99. geraldo lina

    querida, o VASCO meteu 7 no SAO PAULO FC e tambem foi pra SEGUNDONA, seria uma maldicao BATER NOS DEUSES DO FUTEBOL BRASILEIRO ???

    Note as nossas replicas, CARA SENHORA DAS TREVAS ( AQUELA QUE NAO VEH UM PALMO DIANTE DO NARIZ ), HAVE FUN !!!

    http://br.youtube.com/watch?v=JeWOQJpum3I

    8)

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    *** ******

    VEM MAIS POR AI.
    ME AGUARDE

  100. geraldo lina

    QUEEN OF THE DARKNESS, eu gosto desse:

    TENTE OUTRA VEZ: http://br.youtube.com/watch?v=FXoihjfn7Mw

    quem sabe em um novo mundo, uma nova vida voces conseguem alcancar a VÃ ILUSÃO DE SER 6-3-3, afinal pra voce TITULO EH SOH UM DETALHE, COMO DIZ O PARREIRA SOBRE O GOL…

    8)

    *** *****
    VEM MAIS POR AI…
    ME AGUARDE

    __X__

  101. Denilson Martins

    VOCÊ SABIA ?

    1. Que o Palestra Itália foi fundado por parte da colônia italiana que desprezava o Brasil e os brasileiros? (e vestiram camisa de nossa seleção?!)

    2. Que por separatismo tinha seus estatutos escritos em italiano e só aceitavam jogadores de origem italiana? (mas que cinismo, e entravam com a bandeira brasileira na mão!)

    3. Que foi o clube mais racista do Brasil e só aceitou o primeiro negro em suas fileiras em 1959, Djalma Santos, 45 anos depois da fundação?

    4. Que por suas inclinações fascistas espernearam o quanto puderam para trocar de nome, pois achavam humilhante se rebaixar a ter um nome abrasileirado?

    5. Que o Parque Antártica era um parque de lazer para a população paulistana, mas o Palestra \\\”convenceu\\\” a Cia. Antártica a \\\”vender-lhes\\\” o espaço?

    6. Que a partir da terceira prestação pararam de pagar, e foram salvos pelo conde Matarazzo?

    7. Que o referido conde lavava seu dinheiro na obra do estádio e deixava seus operários na penúria? (já naquele tempo, que salafra!)

    8. Que depois de injetar dinheiro sujo no Parque as indústrias Matarazzo faliram e deixaram os empregados na rua da amargura?

    9. Que grande parte dos títulos do Palestra foi conquistada subornando jogadores adversários, deixando sempre um dirigente de plantão no Ponto Chic para assediar os boleiros que o freqüentavam? (Algo a ver com a máfia italiana?)

    10. Que a tal final de 42 foi apitada por um juiz que atuava pela primeira vez em um clássico e depois desse jogo jamais apitaria outro? (Por que será? Coincidência, talvez?)

    11. Que o jogador sãopaulino Waldemar de Britto estava na gaveta do Palmeiras naquela final e o jogador Luizinho, que já tinha jogado no Palestra e conhecia as tramóias daquele clube, percebeu o esquema com juiz e seu companheiro e por isso recusou-se a seguir a partida?

    12. Que nas finais contra o São Paulo em 43 e 46, sabendo que estavam perdendo a hegemonia para o novo clube, contaram com a benevolência dos juizes para bater à vontade em Sastre e Renganeschi, mas mesmo assim esse último, com a costela quebrada, fez o gol do bicampeonato sãopaulino?

    13. Que em 1950, para barrar de qualquer maneira o tricampeonato do São Paulo, tramaram e foram descaradamente beneficiados na final por um juiz ingles que, horas depois, foi visto se esbaldando no baile de carnaval do Palmeiras? (quanta ética, quanta lisura, e têm a cara de pau de achar que são campeões do século!!)

    14. Que o Palmeiras, em 1968, ia cair para a segunda divisão não fosse um acerto com o Guarani que escalou Dante e Flamarion, dois jogadores sem condições legais e, com a perda dos pontos, salvou o atualmente neo-bugre? (Se ligaram tanto ao Guarani que resolveram se apequenar para se igualar ao verdinho campineiro)

    15. Que em 1978 o presidente Bruno Saccomani \\\”sacou money\\\” do Palmeiras, saqueou o quanto pôde, quebrando o clube que até hoje não se recuperou? (Caramba, se não fosse a Parmalat seriam 30 anos de fila? Per Bacco!!)

    16. Que a fila atual de 8 anos do Palmeiras, bem como a anterior de 17 anos, não foram as únicas, pois de 1951 a 1959 o Palmeiras não ganhou nada e esteve para cair em 57? (Então o gosto pela segunda divisão é namoro antigo?)

    17. Que a queda para segundona em 2002 não foi a única, e que em 1980 o Palmeiras tambem caiu, e em 1981 teve que disputar uma tal taça de Prata, eufemismo para segunda divisão?

    18. Que pela história de fracassos nos últimos 30 anos, que nem a Parmalat conseguiu aliviar, a torcida do Palmeiras encolheu e, há muito tempo, não consegue públicos maiores que 20.000 pessoas, isso no Parque, pois em outros estádios, em clássicos, é sempre minoria absoluta?

    19. Que a saída da Parmalat deixou o Palmeiras na mesma petição de miséria em que se econtrava no final dos anos 70? Que as perspectivas futuras são nulas e os esforços para arrecadar trocados, como essa cesta de atletas, são retumbantes fracassos? (Será que ninguem acredita mais n oclube, não tem mais nenhum conde para lavar dinheiro?)

  102. Marcos Ricardo Justus

    É legal ver que os blogs NAZIFACISTAS das PERIQUETES estão fechando e elas estão malucas, descontroladas, tendo que frequentar o BLOG DO PAULINHO, que tanto recriminavam lá na “imprensinha palestrina” huahuashasuhasuhasuahsuashuashuasas

    Se ferraram legal.

    O Observatório das Periquetes tomou pau, ninguém frequentava mais, estava as moscas, e pediram arrego.

    o Cruz das Baitolas, costuma ter em média3 comentário que não sejam do autor do blog por post. uahuashuahuaas

    O Forza Periquetes tem mais acessos do dono do que de torcedores, uhuashuashuashaushasuhauhuas

    O Periquetista da Gorda, está as moscas.

    O 3viaveadão muda de endereço e tenta de todas as formas ser um pouco mais que moribundo.

    uahasuhusahasuhasuhasuashuashaushasuhasuashuashuashaushasuhasuahsasuashuashuashasuasuashuashuashuashaushasuashuashuashuashuashuasuhsa

    Eu “si” divirto.

    Cada dia encolhe mais a Torcidinha do Baixo Meretrício.

    uashuashaushasuahsuashusahuashuashasuhsauashuashuashasuhasuahsuasuashusahuashauhasuashuashashasuhasuashuahuashsauhasuhasuashuas

  103. Marcos Ricardo Justus

    É legal ver que os blogs NAZIFACISTAS das PERIQUETES estão fechando e elas estão malucas, descontroladas, tendo que frequentar o BLOG DO PAULINHO, que tanto recriminavam lá na “imprensinha palestrina” huahuashasuhasuhasuahsuashuashuasas

    Se ferraram legal.

    O Observatório das Periquetes tomou pau, ninguém frequentava mais, estava as moscas, e pediram arrego.

    o Cruz das Baitolas, costuma ter em média3 comentário que não sejam do autor do blog por post. uahuashuahuaas

    O Forza Periquetes tem mais acessos do dono do que de torcedores, uhuashuashuashaushasuhauhuas

    O Periquetista da Gorda, está as moscas.

    O 3viaveadão muda de endereço e tenta de todas as formas ser um pouco mais que moribundo.

    uahasuhusahasuhasuhasuashuashaushasuhasuashuashuashaushasuhasu
    ahsasuashuashuashasuasuashuashuashuashaushasuashuashuashuashuash
    uasuhsa

    Eu “si” divirto.

    Cada dia encolhe mais a Torcidinha do Baixo Meretrício.

    uashuashaushasuahsuashusahuashuashasuhsauashuashuashasuhasuahsua
    suashusahuashauhasuashuashashasuhasuashuahuashsauhasuhasuashuas

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: