Advertisements

Rádio e TV no Brasil

Por Flávio Ricco

colaborou José Carlos Nery

http://www.tribunadaimprensa.com.br/

Ninguém estranhamente repercutiu o que foi dito pelo presidente Lula, sexta-feira passada. Ele disse textualmente o seguinte: “Qual é o processo de educação que nós aprendemos quando ligamos uma televisão no Brasil? Nenhum. O que nós assistimos, em muitos casos, é um processo de degradação da estrutura da família brasileira”.

Mas quem dá as concessões?

Quem renova essas concessões?

Quais as exigências ou obrigações impostas a esses veículos?

Não se trata de uma caça às bruxas. O presidente é que tocou no assunto. Como o governo é o responsável pelas concessões, entende-se que ele também tem a sua responsabilidade.

O que dizer de tantas rádios, AMs e FMs, hoje exploradas pelas igrejas?

Ou das televisões que também vendem todos os seus horários para as igrejas?

Se é chegada a hora de cobrar melhor comportamento das emissoras, vamos começar investigando a origem do dinheiro que paga essas sublocações. Todo mundo sabe que existe um “mercado negro” e mal cheiroso por trás disso.

É curiosa a ordem das coisas: alguém, para se habilitar a uma licitação de rádio ou TV no Brasil, tem que apresentar todos os documentos possíveis. Ficha limpa, criminal e cível. No entanto, depois que ganha, esses canais podem passar ou ser explorados livremente por terceiros, sem problema algum.

Nem a exigência de dar o nome e prefixo dessas rádios ou tevês é atendida nos dias de hoje. Bom saber que o presidente Lula está preocupado, mas será que o governo, como um todo, também está? Não pode ficar na superficialidade. Este – rádio e televisão – é um assunto que deve ser discutido com profundidade, enfiando a mão na ferida política e nos votos que sempre orbitam em torno dele.

Facebook Comments
Advertisements

9 comentários sobre “Rádio e TV no Brasil

  1. SERGIO LUIZ

    Paulinho,

    as Igrejas no Brasil não sofrem controle fiscal, pode ser uma porta aberta para lavagem de dinheiro. No youtube, têm uma matéria com o Pastor Caio Fabio onde ele diz que a Igreja Universal do Reino de Deus, teve ajuda de dinheiro proveniente do Narcotráfico, tá lá e ninguém fez nada.

    Sergio

  2. Victor Amatucci

    VCs jornalistas de vez em quando esquecem de fazer o trabalho… porque antes de fazer este tipo de crítica não dão uma pesquisada sobre a ANCINAVE olhem o projeto do governo e lembrem das campanhas públicas da globo (inclusive com o Toni Ramos, jô e afins) dizendo que era censura e tudo mais… existiu a tentativa, que aliás ainda está no congresso mas ela já foi cortada e recortada e perdeu sua utilidade inicial que era justamente essa crítica que o Lula fez…

    Gosto mto do seu trabalho, muito pouco de suas opiniões políticas, vamos em frente que atrás vem gente…

    o Stabile vai realmente sair candidato? se fala mto pouco dele…

  3. Rodrigo Fierro

    Essa questão da concessão e sua regulação é extremamente complicada. Se o Poder Público cassar a concessão de alguma emissora, irão dizer que está havendo censura (vide caso Venezuela).
    Se o Poder Público se mobiliza para impor obrigações e exigências, começam a falar que está censurando (vide imposição de horários para certos programas).
    Imagina a chiadeira que aconteceria se o Governo Federal ameaçasse de cassar a concessão da Globo. E seria mais por causa das porcarias das novelas.

  4. Anderson

    E as concessões também serão jogados no colo do presidente?? Concordo que algumas deveriam ser “peneiradas” antes de se colocar no ar, mas sinceramente, concessões de rádio e TV devem ter outra pessoas responsáveis e poderiam sim, responder ao comentário do presidente, ou ao menos, se tocar. Aliás, se fazem isso, começam a respingar manchetes: Cadê a liberdade de expressão, ditadura está de volta, cadê a liberdade de imprensa…e por aí vai.

    Abs.

  5. Hercules

    Caro Paulinho bom dia!
    Concordo com sua colocação quanto as declarações do presidente Lula, apenas discordo de você mencionar apenas igrejas ao seu comentário, pois há tantos e tantos outros exemplos, como: A banalização dos programas para crianças, programas apelativos como Casseta e Planeta, CQC… quer por mais que sejam interessantes degridem a imagem das pessoas, programas sensacionalistas como os de Datena (eu acho q senão fosse a cobertura q a tv deu ao caso, não teria acontecido o q aconteceu) enfim, são tantos outros que poderia enumerar muitos, mas o que o presidente falou é uma verdade, você liga a tv o que você vê? nada que acrescente conhecimento substancial ao cidadão, nada que forme e nutra a base de uma familia, eu vejo que as familias estão ficando cada vez mais desestruturadas nesse pais e graças a uma boa parcela de culpa da nossa midia e querendo ou não vejo que o papel da igreja em alguns casos são de fundamental importância para a continuação da familia e seus principios, que o governo saiba fiscalizar e cobrar a todos da mesma maneira e sem discriminação, pois 2 pesos e 2 medidas não vale. Muito obrigado e um grande abraço

  6. Luís Carlos

    Há de se ver também que qualquer providência que o governo tenta tomar para interferir na programação é bombardeada por toda a imprensa com a desculpa da sensura.

    O governo não tem a menor parcela de culpa. E a programação sofrível da TV não é mérito do presidente Lula como você tenta passar. A programação sempre foi ruim, mesmo na época da sensura.

    Quem é culpada por isso é a própria imprensa. Enquanto travestirem outros interesses em nome do “sensura nunca mais”, continuaremos ver desenhos animados com flagrante incitação à violência, sem contar os filmes de um tema só (violência); apresentadores de TV conversando ao vivo com bandidos e novelas em que todos os atores são cornos e cachaceiros, dando um belo exemplo à sociedade.

  7. Roberto

    O blogueiro que é tão cioso da ética quando se trata do governo Lula deveria fazer uma rápida pesquisa e constatar que as concessões deram um salto no governo FHC – mais precisamente durante a tramitação da emenda constitucional da reeleição. Por que será, heim?

  8. Rogério

    Esse é um grande tema a ser discutido. Só uma coisa a acrescentar: Quando Chaves exerceu esse direito/dever de Estado foi taxado por todos como ditador. A Globo bombardeou dia e noite propaganda ideológica a respeito do assunto. Concessão pode e deve ser cassada quando mal utilizada mas infelismente, em um pais governado pelas grandes empresas e pelo interesse privado duvido que hajam questionamentos pelo poder público nesse assunto. Abs

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: