Advertisements

Palmeiras segue na luta

Por LÉDIO CARMONA

http://colunas.sportv.com.br/jogoaberto/

O Palmeiras fez apenas o feijão com arroz, necessário para bater o virtualmente rebaixado Ipatinga por 2 a 0, no Palestra Itália.

Kléber, que novamente fez uma boa partida, e Pierre marcaram os gols palestrinos ainda na primeira etapa.

O domínio alviverde durante a partida poderia ter se traduzido em um placar mais elástico, caso as oportunidades criadas tivessem sido bem aproveitadas.

Aos 12 da segunda etapa, Leandro Salino foi expulso e dificultou ainda mais a vida do time do Vale do Aço.

E o STJD que lhe aguarde.

Que pontapé maldoso!

Com a vitória, o time comandado por Vanderlei Luxemburgo retornou ao G4, com 64 pontos e segue brigando com Cruzeiro e Flamengo por uma vaga.

O Ipatinga, por sua vez, pode recorrer a qualquer santo, mas a sentença já está definida.

Facebook Comments
Advertisements

10 comentários sobre “Palmeiras segue na luta

  1. geraldo lina

    SEPs SEGUEM NA LUTA (?!?!?!?!)
    EHHHHH !!!

    PRA PAGAR SALARIOS E BICHOS ATRASADOS.
    E LOGO MAIS PRA ARRUMAR OUTRO PARCEIRO, PORQUE PELO QUE SEI MADUREIRA E TRAFFICANTES ESTAO INDO PRA BAIXADA SANTISTA.

    HAUAHUAHAUHUAHAUHAUHAUHAUHAUAHUAH

    EH ISSO QUE SOBRA PRA VCS TODO ANO, VER A FESTA TRICOLOR,
    E VER COMO VAI SER A MISERIA DO PROXIMO ANO.
    AHHH, E NOS FACAM UM FAVOR: CLASSIFIQUEM-SE PRA LIBERTADORES.
    TEMOS QUE GANHAR FLORES NA FLORICULTURA ANTES DE IR PRA TOQUIO.

    HAUHAUHAUHAUAHAUHAUHAUHAUHAUAHUAH

    CLUBE MEDIOCRE
    QUENGAS DA TURIASSU
    PIADA DO ESPORTE BRETAO

    *** ******
    TRI
    HEXA

    CHUUUUUPPPPPAAAAAAAA

  2. Marcos

    O Palmeiras teve amplo domínio da partida e poderia ter feito mais gols. O próprio Kléber Gladiador poderia ter feito outros 2 gols. Alex Mineiro poderia ter feito um.

    E aos 26 do 2º tempo, aconteceu um pênalti claríssimo, não marcado para o Palmeiras, quando Kléber Gladiador foi empurrado, e derrubado, dentro da área, enquanto aguardava cruzamento.

    Mesmo sem ter tido uma atuação brilhante, o Palmeiras merecia ter vencido por um placar mais dilatado. 4 ou 5 gols refletiriam de forma mais adequada a esmagadora superioridade do Campeão do Século.

    E muito se falou sobre a torcida palmeirense ter ” abandonado ” o time. Mas o fato é que o público presente ao Palestra Itália, mesmo após duas derrotas consecutivas, foi até razoável: cerca de 10 mil torcedores. Alguns times, em má fase, não conseguem levar nem sequer a metade disso aí…..

    E aqui não se pode deixar de comentar a arbitragem, que teve total influência nos rumos da competição, a esta altura, já manchada indelevelmente pelo suspeitíssimo favorecimento constante da arbitragem ao SPFC, fato comprovado pelo portal GloboEsporte e pelo excelente jornalista Mauro Beting, o melhor comentarista esportivo do Brasil.

    Considerando-se o gol legítimo que a arbitragem roubou do Palmeiras na partida contra o Figueirense, pelo 2º turno, o Verdão teria 2 pontos a mais. Considerando-se o gol ilegal do Grêmio contra o Palmeiras, no 1º turno ( em que o Anderson Pico ajeitou a bola com a mão antes de finalizar ), o Palmeiras teria 1 ponto a mais. E levando-se em consideração aquele lance absurdo da falta não marcada de André Dias sobra Sandro Silva, na entrada da área são paulina, que originou o lance de pênalti para o SPFC, no clássico do 2º turno, poderíamos ter presenciado uma vitória alviverde naquela partida, com o que seriam 2 pontos a mais para o Palmeiras e 1 a menos para o SPFC.

    Somando-se todos os pontos que foram roubados do Palmeiras nestas partidas mencionadas, nota-se que o Palmeiras poderia estar com 5 pontos a mais, ou seja, 69. E o SPFC teria um a menos, ou seja, 70. E levando-se em consideração aquele roubo nefasto no jogo Botafogo x SPFC ( 2º turno ), quando um gol legítimo do time carioca foi anulado, notamos que o placar correto daquela partida seria empate por 2 a 2. Ou seja, 2 pontos a menos para o SPFC. Com isso, o SPFC teria 68 e estaria atrás do Palmeiras.

    Nota-se que o SPFC só é líder por causa da arbitragem. E tb que se tivéssemos arbitragens mais sérias, o Palmeiras seria o líder desta atual competição.

    Este ” campeonato “, infelizmente, já está totalmente manchado e sob forte suspeita. As matérias da Globo e do Mauro Beting indicam isso de forma muito clara. E as suspeitas ficam ainda mais fortes com as declarações ” estranhas ” do juizão que apitou Grêmio x Vitória, nesta rodada…….

    ABAIXO OS ESQUEMAS DE BASTIDORES!!!!!!! POR UM FUTEBOL LIMPO, DECIDIDO SOMENTE DENTRO DAS QUATRO LINHAS!!!!!!!!!!!!

  3. Marcos

    23/11/08 – 19h22 – Atualizado em 23/11/08 – 21h50

    Jean acusa árbitro: ‘Ele disse para eu segurar atrás, pois levaria um balaio’

    Jogador gremista não acreditou na declaração do juiz Heber Roberto Lopes

    Adilson Barros
    O zagueiro Jean, do Grêmio, fez uma grave acusação contra o juiz Heber Roberto Lopes, após a derrota do time para o Vitória por 4 a 2, na tarde deste domingo, no Barradão. Segundo ele, o árbitro disse que o Tricolor seria goleado e que ele deveria tomar cuidado.

    – Quando fui reclamar pela expulsão do Amaral ele disse para eu segurar lá atrás, pois levaria um balaio. Não posso dizer que ele estava mal intencionado, mas não é correto ele fazer isso – revela o jogador.
    Com o triunfo do São Paulo sobre o Vasco, por 2 a 1 no Rio, a diferença entre paulistas e gaúchos pulou para cinco pontos (71 a 66) e o campeonato já poderá acabar já na próxima rodada.
    Mesmo com a cabeça mais fria após tomar banho, Jean manteve o tom e disse que avisou ao árbitro que revelaria à imprensa o que aconteceu dentro de campo.

    – A gente vê jogador ser punido a toda hora. Estou aqui para defender a minha classe. Espero que as pessoas competentes também fiscalizem o trabalho dos árbitros – afirma.

    Jean faz questão de deixar claro que não culpa Heber pela derrota no Barradão. Ele diz que o time jogou mal no sedundo tempo e acabou castigado.

    – Eu só estou dizendo que não acho correto o que o Heber fez. Como ele vem me dizer que a gente vai tomar um balaio de gols? Está errado!

    Fonte: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Gremio/0,,MUL872885-9868,00-JEAN+ACUSA+ARBITRO+ELE+DISSE+PARA+EU+SEGURAR+LA+ATRAS+POIS+SERIA+GOLEADO.html

  4. Marcos

    LISTA DOS “ ERROS ” DE ARBITRAGEM A FAVOR DO SPFC – UMA BREVE ANÁLISE PROVA QUE O APITO AMIGO SÃO PAULINO ESTÁ ASSALTANDO DESCARADAMENTE A FAVOR DO TIME DO JARDIM LEONOR!!!!!!!!!

    1) SPFC x Atlético-PR ( 1º turno ). O gol são paulino nasceu de uma falta não marcada a favor do time paranaense. Inclusive, Raul Plasman, comentarista do Premiere, declarou isso. A arbitragem ignorou falta para o Atlético-PR e na seqüência da jogada, saiu o gol do SPFC. Aqui, um ” erro ” da arbitragem que deu 1 ponto de presente para o SPFC.

    2) SPFC x Coritiba ( 1º turno ). Aconteceu um pênalti escandaloso a favor do Coritiba, não marcado pela arbitragem. O lance foi na frente do árbitro. Mais 1 ponto totalmente roubado que a arbitragem inventou para o SPFC.

    3) Palmeiras x SPFC ( 1º turno ). Jorge Vágner, que tocou para Éder Luiz fazer o gol, estava impedido quando recebeu lançamento. Aconteceu um pênalti não marcado para o Palmeiras, no início do 2º tempo. Sem contar a imoral perseguição promovida contra Valdivia e Kléber nesta partida. A arbitragem roubou 3 pontos para o SPFC e a imprensa fingiu que estes ” erros ” não aconteceram.

    4) SPFC x Vitória ( 1º turno ). Gol legítimo do Vitória anulado e, logo em seguida, o SPFC fez um gol impedido que a arbitragem não anulou. No final do 1º tempo, os jogadores do Vitória reclamaram de um possível pênalti, quando um atacante do time baiano teria sido derrubado. Mais 3 pontos totalmente roubados, numa partida indecente e imoral.

    5) SPFC x Figueirense ( 1º turno ). Dois pênaltis escandalosos não marcados para o Figueirense. No primeiro deles, Aloísio simplesmente enfiou a mão na bola, após cobrança de falta. No segundo, Richarlyson enfiou um pontapé, por trás, em jogador do Figueirense que iria fazer o gol. Isso aconteceu na frente do árbitro, que deveria ter marcado o pênalti e expulsado o Richarlyson. Inexplicavelmente, não fez nem uma coisa e nem outra, em mais uma partida escandalosamente roubada.

    6) SPFC x Flamengo ( 1º turno ). Dois gols legítimos anulados do Flamengo. Pênalti não marcado para o time carioca. Foi um jogo totalmente roubado e manipulado pela arbitragem, que assaltou o time carioca e fabricou um vitória ilegítima para o SPFC.

    7) SPFC x Vasco ( 1º turno ). Os dois primeiros gols do SPFC foram IMPEDIDOS. E como já era de se esperar, a arbitragem não anulou nenhum deles. E como já era de se esperar tb, os pseudo-jornalistas ignoraram estes lances.

    8 ) SPFC x Goiás ( 1º turno ). O segundo gol são paulino nasceu de uma falta inexistente, sem o que, provavelmente, a partida teria terminado empatada. E tb aconteceu um pênalti não marcado para o Goiás, conforme declarou o comentarista Maurício Noriega. Cabe registrar que o pênalti que efetivamente marcado para o Goiás nesta partida teria sido erro do árbitro para este mesmo comentarista, o que, não obstante, não invalida a conclusão final de que o SPFC foi beneficiado pela arbitragem nesta partida.

    9) SPFC x Atlético-MG ( 2º turno ). DOIS pênaltis claríssimos a favor do time mineiro foram ignorados. Um em cada tempo e ambos cometidos pelo zagueiro André Dias. No primeiro deles, ele agarrou e derrubou um atacante atleticano que estava prestes a finalizar. No outro, enfiou um chute, por trás, em jogador que se preparava para chutar ao gol. Um vergonha repugnante e grotesca o que a arbitragem fez contra o Atlético-MG nesta partida completamente roubada, que deu 1 ponto ilegítimo ao SPFC.

    10) Palmeiras x SPFC ( 2º turno ). Sandro Silva é derrubado perto da área são paulina e o árbitro não marca falta. Na seqüência do lance, o juizão marca pênalti para o SPFC. Pênalti este, que somente aconteceu por sua culpa exclusiva, já que deveria ter assinalado falta para o Palmeiras, no lance imediatamente anterior. E ainda expulsou o Diego Souza ( o melhor do jogador do Palmeiras ) e no final da partida mostrou o cartão vermelho tb para o Roque Júnior, ao passo que os jogadores são paulinos ( especialmente os violentos Dagoberto, Rodrigo, Miranda, Zé Luís e André Dias ) bateram à vontade, com total complacência da arbitragem, que não os expulsou. Mais 1 ponto roubado, garantido no apito.

    11) SPFC x Vitória ( 2º turno ). Pênalti não marcado para o Vitória e o gol do Hugo estava em posição extremamente duvidosa, possivelmente, impedido. Copio aqui trecho do post do Milton, acerca da roubalheira desta partida, a qual já diz tudo: “ Outro tricolor que quase se complica na noite desta quinta-feira foi o São Paulo, que venceu o Vitória por 2 a 1, no Morumbi, graças à ajuda do árbitro Héber Roberto Lopes. Ele não deu um pênalti escandaloso do são-paulino Rodrigo em Rodrigão “Hortêncio”. ”

    12) SPFC x Botafogo ( 2º turno ). Gol legítimo do Botafogo muito mal anulado, o que impediu o empate e roubou mais 2 pontos ilegítimos para o SPFC. O lance é claríssimo: o jogador do time carioca, realmente, está à frente do último jogador são paulino, mas nem sequer toca na bola e estava distante cerca de meio metro de onde a bola passou. ROUBO ESCANDALOSO!!!! “ Coincidentemente ” mais um a favor do time do Jardim Leonor!!!!!

    13) SPFC x Vasco ( 2º turno ). O primeiro gol são paulino nasceu de uma falta duvidosa. O segundo foi ainda contestável, uma vez que, aparentemente, o Hugo ajeitou a bola com o braço, antes de finalizar. DOIS PÊNALTIS claros foram ignorados para o Vasco!!!! A arbitragem, portanto, foi a principal responsável pelo placar final desta partida roubada e manipulada!!!!!

    Esta breve análise demonstra de forma clara que o SPFC vem sendo extremamente ajudado e favorecido pela arbitragem. Se não fosse pelo apito amigo são paulino, o SPFC teria quase 20 pontos a menos. O SPFC é disparado o time mais beneficiado pela arbitragem nesta competição, como já foi em 2006 e 2007, campeonatos viciados, ilegítimos e imorais, que foram acobertados pelo trabalho da imprensa são paulina. A roubalheira absurda e descarada está demais!!!!!

    Além de tudo deste suspeitíssimo favorecimento constante da arbitragem ao SPFC, os jogadores deste time, curiosamente, nunca são denunciados ao STJD. E quando são, caso do Dagoberto ( que chutou e pisou em um jogador da Portuguesa ), são logo absolvidos, sem maiores conseqüências. O mesmo Dagoberto enfiou uma solada criminosa no Espinoza, jogador do Cruzeiro, na partida entre ambas as equipes válida pelo 2º turno. O lance ocorreu aos 16 do 2º tempo. Estranhamente, curiosamente e ” coincidentemente “, o tal procurador, ATÉ AGORA, não apresentou denúncia contra o Dagoberto…… por que será?????

  5. Marcos

    11/11/08 – 08h05 – Atualizado em 11/11/08 – 12h00

    Num Brasileirão sem erros de arbitragem, Grêmio assumiria a liderança da tabela

    Fluminense, com oito pontos a mais, estaria livre da degola.

    Já o Santos, com três a menos, ficaria seriamente ameaçado pelo rebaixamento

    Bernardo Ferreira e Thiago Lavinas Rio de Janeiro

    Como ficaria o Campeonato Brasileiro sem erros de arbitragem? Para responder essa pergunta – ou pelo menos tentar – o Globoesporte.com foi ao garimpo. Pesquisou todos os jogos do Brasileirão 2008 em busca de erros decisivos. E achou um quadro diferente – uma tabela com outro líder e com um cenário distinto na briga contra o rebaixamento.
    Neste cenário paralelo, o São Paulo cai para a terceira colocação, e o Grêmio assume a liderança. O Fluminense fica livre do risco de rebaixamento, e o Santos entra na zona da degola. Essas seriam algumas das mudanças na tabela de classificação deste utópico Campeonato Brasileiro sem erro apitador.
    Foi uma tarefa árdua. A reportagem do GLOBOESPORTE.COM analisou todas as partidas do Brasileirão em busca de erros decisivos – aqueles que fizeram diferença no placar. De 340 confrontos, 29 mudaram de resultado e alteraram a tabela de classificação. Esse número representa 9% do total.
    Para isso, foi necessária alguma licença especulativa. Pênalti não marcado foi transformado automaticamente em gol. Erros que poderiam gerar uma variação subjetiva demais foram descartados. Exemplo do primeiro caso: se um time venceu por 1 a 0 com pênalti inexistente – passou a empatar por 0 a 0. Exemplo do segundo caso: se um time perdia por 1 a 0 quando teve um gol mal anulado (ou deixou de ter um pênalti marcado)… e o resultado final foi 2 a 0 (caso específico de Grêmio 2 x 0 Santos no Olímpico) – esse resultado não foi alterado. Veja os critérios em quadro abaixo.
    Na rodada passada, por exemplo, dois times deixaram de somar pontos por erros de árbitros: Náutico e Botafogo, que tiveram pênaltis não marcados contra Coritiba e Flamengo, respectivamente. Na “nova tabela” feita pelo GLOBOESPORTE.COM, eles ganharam um ponto no domingo.
    No campeonato inteiro, o clube mais prejudicado até agora foi o Fluminense, que ganharia oito pontos. A equipe sofreu com a arbitragem nas partidas contra Sport (Recife), Santos (Rio), Coritiba (Rio) e Vitória (Salvador). Em todas elas, passaria a somar pontinhos preciosos, pulando para a 11ª colocação.

    Na outra ponta da tabela, está o mais beneficiado: o São Paulo. Removidos os erros do apito, o tricolor paulista perderia seis pontos e deixaria a liderança, sendo ultrapassado por Grêmio e Cruzeiro. Duas vitórias seriam transformadas em empate, nos jogos contra Vitória (em São Paulo) e Botafogo (Rio). E três empates virariam derrotas: contra Coritiba (São Paulo), Figueirense (Florianópolis) e Atlético-MG (Belo Horizonte).
    Você lembra de algum erro de arbitragem que não esteja sendo citado na matéria? Mande e-mail para globoesporte.com@globo.com
    OS CRITÉRIOS UTILIZADOS
    – Pênalti mal marcado: um gol a menos para o time beneficiado, caso a cobrança tenha sido convertida.
    – Pênalti não marcado: um gol a mais para o time prejudicado.
    – Gol mal anulado: um gol a mais para o time prejudicado.
    – Gol que deveria ser anulado: um gol a menos para o time beneficiado.
    – Lances que não envolvem gol, como expulsão, por exemplo, não são considerados.
    O Figueirense vem em segundo lugar na lista dos mais prejudicados. Não fossem os erros contra São Paulo (em Florianópolis) e Inter e Grêmio (ambos em Porto Alegre), a equipe teria seis pontos a mais. Ainda veria o fantasma do rebaixamento, porém de mais longe, em 13º lugar.
    No total, os árbitros cometeram 91 erros envolvendo lances de gol – mas nem todos alterando o resultado do jogo. Os 91 erros aconteceram em 65 partidas.
    Erros e acertos para cada time
    QUANTAS VEZES CADA TIME FOI…
    Beneficiado Prejudicado
    Atlético-MG 2 6
    Atlético-PR 4 3
    Botafogo 5 5
    Coritiba 5 4
    Cruzeiro 4 2
    Figueirense 1 4
    Flamengo 5 5
    Fluminense 4 7
    Goiás 4 5
    Grêmio 4 1
    Internacional 7 8
    Ipatinga 1 4
    Náutico 3 6
    Palmeiras 6 3
    Portuguesa 8 6
    Santos 3 1
    São Paulo 12 5
    Sport 4 3
    Vasco 4 7
    Vitória 5 6
    TOTAL 91 91
    OBS: Os erros referem-se apenas a lances de gol
    Os 29 jogos em que erros de arbitragem influenciaram no resultado
    Rodada e partida Árbitro Erro
    3ª Sport 2 x 1 Fluminense Leandro Vuaden Gol do Sport em impedimento vídeo

    3ª São Paulo 1 x 1 Coritiba Wagner Tardelli Pênalti não marcado para o Coritiba vídeo

    3ª Portuguesa 1 x 1 Palmeiras Sálvio Spinola Dois pênaltis não marcados para a Lusa e um para o Palmeiras vídeo

    3ª Atlético-PR 1 x 1 Atlético-MG Emerson Sobral Pênalti não marcado para o Atlético-MG vídeo

    4ª Coritiba 1 x 1 Cruzeiro Carlos Eugênio Simon Gol mal anulado e pênalti não marcado, ambos para o Coritiba vídeo

    4ª Palmeiras 1 x 0 Atlético-PR Giulliano Bozzano Gol mal anulado do Atlético-PR vídeo

    6ª Fluminense 1 x 1 Santos Carlos Eugênio Simon Pênalti não marcado para o Fluminense vídeo

    8ª Grêmio 1 x 1 Inter Alício Pena Júnior Gol do Inter em impedimento vídeo

    10ª Inter 1 x 0 Goiás Péricles Bassols Falta em gol do Inter vídeo

    11ª Goiás 2 x 2 Coritiba Wilton Sampaio Pênalti não marcado para o Goiás vídeo

    11ª Atlético-PR 1 x 1 Inter Giulliano Bozzano Pênalti inexistente para o Atlético-PR vídeo

    13ª Santos 1 x 0 Sport Luiz Alberto Sardinha Gol mal anulado do Sport vídeo

    13ª Flamengo 0 x 1 Vitória Elmo Alves Resende Gol mal anulado do Flamengo vídeo

    16ª Figueirense 1×1 São Paulo Evandro Roman Pênalti não marcado para o Figueirense vídeo

    19ª Inter 1 x 1 Figueirense Cléber Abade Gol do Inter em impedimento vídeo

    20ª Grêmio 1 x 0 São Paulo Alício Pena Júnior Gol do Grêmio em impedimento vídeo

    21ª Botafogo 1 x 0 Cruzeiro Giuliano Bozzano Pênalti inexistente para o Botafogo vídeo

    22ª Inter 1 x 1 Flamengo Sérgio Carvalho Pênalti não marcado para o Inter vídeo

    24ª Atlético-MG 1 x 1 São Paulo Nielson Nogueira Dias Dois pênaltis não marcados para o Atlético-MG vídeo

    26ª Fluminense 2 x 3 Coritiba Jailson Macedo Freitas Pênalti não marcado para o Fluminense e falta em gol do Coritiba vídeo

    30ª Vitória 2 x 2 Fluminense Leandro Vuaden Pênalti não marcado para o Fluminense vídeo

    31ª São Paulo 2 x 1 Vitória Heber Roberto Lopes Pênalti não marcado para o Vitória vídeo

    32ª Coritiba 2 x 1 Atlético-MG Luiz Flávio de Oliveira Gol do Coritiba em impedimento vídeo

    32ª Botafogo 1 x 2 São Paulo Sérgio Carvalho Gol mal anulado do Botafogo vídeo

    32ª Vasco 2 x 2 Atlético-PR Wallace Valente Pênalti não marcado para o Vasco vídeo

    33ª Atlético-MG 2 x 1 Botafogo Evandro Roman Pênalti inexistente para o Atlético-MG vídeo

    33ª Grêmio 1 x 1 Figueirense Jailson Macedo Freitas Não há infração na falta que resulta no gol do Grêmio vídeo

    34ª Coritiba 0x0 Náutico Carlos Eugênio Simon Pênalti não marcado para o Náutico vídeo

    34ª Botafogo 0x1 Flamengo Marcelo de Lima Henrique Pênalti não marcado para o Botafogo vídeo

    Fonte: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/Brasileirao/Serie_A/0,,MUL853829-9827,00.html

  6. Marcos

    BOTA-TEIMA – RODADA 35
    postado por Mauro Beting

    Analisando os lances listados pelo globo.com na semana passada, acrescento mais quatro “erros” que faltavam neste bota-teima, já devidamente listados nas respectivas rodadas. O “saldo” está listado abaixo, já corrigido e editado. Mas não apresenta significativas mudanças.

    [[[[[A INTENÇÃO DO BOTA-TEIMA É LISTAR ERROS DE ARBITRAGEM – OU LANCES EM QUE INTERPRETEI, COM A AJUDA DA TV, DE FORMA DIFERENTE;
    O ESPAÇO É LIVRE PARA DETONAR O APITO E ESTE QUE VOS BLOGA.
    NÃO É A PRIMEIRA, MUITO MENOS A ÚLTIMA PALAVRA A RESPEITO DO TEMA. É SÓ MAIS UMA. SEM PRETENSÃO DE NADA ALÉM DE EVITAR O CHORORÔ, TEORIAS CONSPIRATÓRIAS, E OUTROS ACHISMOS.
    AO FINAL DAS CONTAS, FAÇO UM SALDO DOS ERROS IMPORTANTES QUE TIRARAM – OU BOTARAM – PONTOS DOS TIMES.
    SEM A MENOR INTENÇÃO DE SER A ÚNICA FONTE A RESPEITO DO INESGOTÁVEL ASSUNTO.
    LEMBRO QUE DIFICILMENTE ESTARÃO LISTADOS LANCES DE EXPULSÃO]]]]]

    Flamengo 5 x 2 Palmeiras
    Palmeiras prejudicado, Flamengo ajudado –
    Leonardo Gaciba (RS) deixou Obina bater fora de lugar a falta que deu no segundo gol do Flamengo. Estava 1 x 1.

    [[[[[SALDO TOTAL DEPOIS DE 35RODADAS]]]]

    [[[PREJUDICADOS]]]:

    SEIS PONTOS A MENOS: Grêmio, Figueirense

    CINCO PONTOS A MENOS: Botafogo

    TRÊS PONTOS A MENOS: Portuguesa

    DOIS PONTOS A MENOS: Goiás, Internacional

    UM PONTO A MENOS: Ipatinga, Sport, Náutico, Atlético-MG, Vasco

    SALDO ZERADO: Palmeiras, São Paulo, Flamengo

    [[[BENEFICIADOS]]]:

    UM PONTO A MAIS: Cruzeiro, Fluminense

    DOIS PONTOS A MAIS: Atlético-PR

    TRÊS PONTOS A MAIS: Vitória

    QUATRO PONTOS A MAIS: Coritiba

    CINCO PONTOS A MAIS: Santos

    + + + + + + + + + + + + + + + + + + + +
    (Pelo critério de lances que beneficiaram ou prejudicaram as equipes, sem considerar o placar final de cada jogo:)

    “PREJUDICADOS”:
    Ipatinga – beneficiado em 2 lances; prejudicado em 6.
    Figueirense – beneficiado em 1 lance capital; prejudicado em 5 lances de partidas.
    Atlético-MG – beneficiado em 3 lances; atrapalhado em 7.
    Grêmio – beneficiado em 5 lances; atrapalhado em 8.
    Palmeiras – beneficiado em 4 lances; atrapalhado em 7.
    Botafogo – beneficiado em 5 lances; atrapalhado em 7.
    Vasco – beneficiado em 6 lances; atrapalhado em 8.
    Goiás – beneficiado em 3 lances; atrapalhado em 4

    “ZERADOS”:
    Portuguesa – beneficiada em 6 lances; atrapalhada em 6.
    Sport – beneficiado em 4 lances; atrapalhado em 4.

    “AJUDADOS”:

    Cruzeiro – beneficiado em 6 lances; atrapalhado em 2
    Coritiba – beneficiado em 7 lances; atrapalhado em 4.
    Vitória – beneficiado em 6 lances; atrapalhado em 3.
    Atlético-PR – beneficiado em 5 lances; atrapalhado em 2.
    Flamengo – beneficiado em 10 lances; atrapalhado em 8.
    Inter – beneficiado em 8 lances; atrapalhado em 6.
    São Paulo – beneficiado em 12 lances; atrapalhado em 11
    Náutico – beneficiado em 7 lances; atrapalhado em 6.
    Fluminense – beneficiado em 6 lances; atrapalhado em 5.
    Santos – beneficiado em 5 lances; atrapalhado em 4.

    21/11/2008 14:03

    Fonte: Blog do Mauro Beting

  7. Marcos

    31/10/08 – 08h01 – Atualizado em 31/10/08 – 08h12
    Ronaldo Angelim reclama de favorecimento ao São Paulo na reta final
    Zagueiro lembra que time paulista foi beneficiado nos últimos dois jogos: ‘Não podemos ficar calados vendo o que está acontecendo’

    Eduardo Peixoto Rio de Janeiro

    Não foram apenas Vitória e Botafogo, últimos adversários do São Paulo, que reclamaram de erros da arbitragem. O zagueiro Ronaldo Angelim, do Flamengo, fez coro e afirmou que o atual bicampeão brasileiro foi favorecido.
    Atualmente na vice-liderança do Brasileirão, com 59 pontos, o Tricolor paulista venceu o Botafogo no Engenhão por 2 a 1, mas os cariocas tiveram um gol mal anulado. Na rodada anterior, no triunfo por 2 a 1 contra o Vitória, o atacante Rodrigão foi empurrado por Rodrigo dentro da área quando o jogo estava 1 a 1. O árbitro Heber Roberto Lopes não marcou o pênalti.
    Perguntado sobre qual será o adversário mais temido nas seis rodadas finais do torneio, Angelim disparou.
    – O São Paulo, até pelo histórico. Não quero criticar muito a arbitragem, mas nos últimos dois jogos eles foram favorecidos. E numa reta final isso faz muita diferença. O Palmeiras também teve um pênalti em que todo mundo se agarrou e o árbitro deu. Nós sofremos dois pênaltis contra o Vitória e não marcaram. Então isso aí no fim do campeonato acaba pesando. Todo jogo do Flamengo quem apita é árbitro paulista. São coisas que precisamos falar. Não podemos ficar calados vendo o que está acontecendo – desabafa, ao GLOBOESPORTE.COM.
    Depois do empate por 0 a 0 em Salvador, o Flamengo saiu do G-4 e ocupa a quinta posição, com 56 pontos.
    – Por incrível que pareça a gente saiu do G-4, mas está a três pontos do líder. Só que agora há quatro equipes na nossa frente e temos de torcer para todas tropeçarem. Ficou um pouquinho mais difícil, mas jamais vamos desistir. Se vencermos esses três jogos não é possível que alguém deste meio não vacile – declara Ronaldo Angelim.
    O Flamengo retornou na noite desta quinta-feira da capital baiana. Os jogadores se reapresentam no hotel às 11h30m desta sexta. Os dez titulares – a exceção é Bruno – permanecem na concentração e fazem o que o preparador físico Ronaldo Torres classifica como “treino invisível” para recuperar o desgaste. A próxima partida será contra a Portuguesa, sábado, no Maracanã.

    Fonte: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Flamengo/0,,MUL844109-9865,00-RONALDO+ANGELIM+RECLAMA+DE+FAVORECIMENTO+AO+SAO+PAULO+NA+RETA+FINAL.html

  8. Marcos

    GRANDE BELLUZZO!!!!! ALERTOU A TODOS SOBRE A ROUBALHEIRA DESCARADA PRA AJUDAR O TIME DE JARDIM LEONOR!!!!!!!!

    São Paulo (SP) – A vitória por 1 a 0 sobre o Goiás manteve o Palmeiras vivo na briga pelo título brasileiro, mas outro jogo da 32ª rodada do Brasileiro ainda tira alguns alviverdes do sério. O diretor de planejamento do clube e um dos economistas mais reconhecidos no Brasil, Luiz Gonzaga Belluzzo, procurou a GE.Net para manifestar sua irritação com o triunfo por 2 a 1 do São Paulo sobre o Botafogo nessa quarta-feira.
    A indignação do dirigente reside no polêmico gol de Lucas aos 30 minutos do segundo tempo anulado pelo árbitro Sérgio da Silva Carvalho. O apitador viu participação de Wellington Paulista, que estava em posição de impedimento e levantou o pé antes de a bola ultrapassar Rogério Ceni.
    Avaliando o arqui-rival como um clube que “pressiona” os árbitros, o cartola resolveu tornar pública a sua revolta contra o episódio. “Não queremos pressionar ninguém a nosso favor, isso não faz parte da tradição do meu grupo no Palmeiras. Mas, do jeito que está ocorrendo, se ficarmos quietos, a torcida do Palmeiras vai achar que somos ‘bananas’”, explicou, em entrevista por telefone.
    A manifestação de Belluzzo tem uma razão: um suposto favorecimento ao Tricolor, que agora lidera a competição ao lado do Grêmio. Para justificar sua tese, o diretor lembra de um pênalti que Heber Roberto Lopes teria ignorado em Rodrigão no triunfo por 2 a 1 do time do Morumbi sobre o Vitória, na rodada anterior.
    “Não quero levantar suspeita, não é o caso. Mas há uma sucessão de erros a favor do São Paulo. Os erros acontecem, mas, usando uma medida estatística, devem ter uma distribuição aleatória. O normal é errar e acertar na mesma proporção, e agora está tudo muito concentrado em uma causa”, acusou, dizendo estar protestando indiretamente também em nome dos outros concorrentes ao título nacional.
    “O problema é que o prejuízo de Palmeiras, Cruzeiro e Grêmio é brutal. Distorce o resultado de um jogo e a classificação. No fundo, todos perderam dois pontos porque o árbitro cometeu um erro primário, elementar. São dois erros cruciais e fatais em dois jogos decisivos”, continuou.
    Apesar de sua indignação, Belluzzo admite que o São Paulo já foi prejudicado neste Brasileiro na derrota por 1 a 0 para o Grêmio no Olímpico, quando Perea marcou o gol em posição irregular. Mesmo assim, ainda vê vantagem a favor do Tricolor paulista. “Se fizer a lista dos jogos em que o São Paulo foi beneficiado, o Grêmio perde. Na minha conta, nos últimos tempos, está 2 a 1”.
    E nas contas do palmeirense constam outras partidas em que os são-paulinos se deram melhor por erros de arbitragem, como na primeira semifinal do Paulista deste ano, quando o então tricolor Adriano assinalou um gol com a mão. Na opinião do dirigente alviverde, tudo faz parte de uma prática comum no arqui-rival.
    “O problema no futebol não é suborno. Isso até pode acontecer, mas o ruim é criar um ambiente em que o juiz fica constrangido, com medo de errar contra você”, comentou. “Quando indicaram o Sálvio (Spinola Filho) para apitar o último clássico, foi um Deus nos acuda. O Marco Aurélio Cunha (superintendente de futebol são-paulino) ficou a semana inteira em cima do juiz, que entrou em campo bambeando as pernas, perdidinho”, recordou Belluzzo, frisando, no entanto, que suas reclamações não têm a mesma intenção dos são-paulinos. “Ninguém nunca ouviu algum de nós reclamar como eles fazem”.
    Um árbitro “pobre diabo” – Juntamente com a contestação à anulação do gol de Lucas, Luiz Gonzaga Belluzzo aumentou sua reprovação às arbitragens de Sérgio da Silva Carvalho. O Palmeiras já havia protestado formalmente contra o apitador após sua atuação na derrota por 1 a 0 para o Paraná no Brasileiro de 2007 e o novo “equívoco” valeu mais criticas ao representante do Distrito Federal.
    “Ele é um pobre diabo. Deveria estar como gandula, não como juiz. Você vê claramente que ele é fraco. O Rogério Ceni foi lá todo ‘empetecado’, deu uma peitada e deixou ele deste tamanhinho, ficou todo abalado. Fico até com pena, ele não tem personalidade para ser o juiz em um jogo desta circunstância”, reclamou o diretor.
    O que irrita ainda mais o cartola é o fato de o mesmo Sérgio da Silva Carvalho ter trabalhado na derrota palmeirense por 3 a 0 para o Fluminense, no sábado, quando Washington enganou Marcos fingindo que desviaria uma cobrança de falta com a mão no gol marcado por Carlinhos.
    “O lance do Botafogo não é a mesma coisa do lance do Washington. A regra é omissa, mas acho que aquilo é um gesto antidesportivo e já vi muito juiz marcar tiro indireto e até punir com cartão vermelho quem tentou usar a mão. Se fosse um outro árbitro de maior personalidade, como o (Carlos Eugenio) Simon, por exemplo, certamente veria o lance de outra maneira, mas ele (Sérgio da Silva Carvalho) é um pobrezinho”, repetiu, admitindo, porém, que a jogada de sábado é “controversa”.
    De qualquer maneira, Belluzzo cobra árbitros com mais “personalidade” nos jogos do Verdão. “Só queremos que o Sérgio Corrêa (presidente da Comissão Nacional de Arbitragem) tome cuidado e tenha sorte. A diferença de um time para o outro é de um ponto e qualquer distorção acaba decidindo. Temos seis jogos. Se o Palmeiras perder legitimamente, é do futebol. Agora, se perder porque os árbitros entregaram dois resultados, não é bom para o futebol”, concluiu.

    Fonte: http://www.gazetaesportiva.net/ge_noticias/bin/noticia.php?chid=122&nwid=23458

  9. Plínio Almeida

    Todos podem ver o equilíbrio do campeonato pois os juizes erram pra todos os lados, o único time que destoa é sempre ajudado pela arbitragem, coincidencia ou ingenuidade nossa?

  10. geraldo lina

    HAUHAUHAUAHUAHAUHAUHAUHAUHAHUAHAUHAUHA

    SALVE O TRICOLOR PAULISTA,
    AMADO CLUBE BRASILEIRO,
    TU ES FORTE TU ES GRANDE,
    ENTRE OS GRANDES, ES O PRIMEIRO !!!

    E O CHORORO NAO PARA
    AS PROSTITUTAS ESTAO CANSADAS DE GUERRA…

    *** ******

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: