Advertisements

Bate-papo com os leitores

 

Passeando pelo Orkut encontrei algumas opiniões que julguei equivocadas.

Muitos falavam que blogs como o nosso, do Juca, do Birner, são parciais e que por isso não praticam o jornalismo.

Discordo totalmente.

Existe diferença em cada tipo de mídia.

Por exemplo, na mídia impressa há vários tipos de conduta.

O repórter pode publicar as notícias sem emitir opinião.

Por outro lado existem as colunas, onde o jornalista pode eventualmente divulgar uma informação nova ou comentar sobre fatos relevantes já publicados.

O blog é um espaço de maior liberdade de expressão.

Cabe ao jornalista decidir se deve ou não emitir opinião sobre determinado assunto.

Não dá para ser “imparcial” em todos os comentários, em alguns casos, vira desculpa para a covardia.

Existem situações em que é necessário tomar partido de um lado.

É dessa maneira que o jornalista mostra claramente suas posições, não se omite e demonstra para seu publico honestidade no que escreve.

Como ser neutro com gente da estirpe de um Eurico Miranda ?

Não dá.

Tem que escolher um lado.

No Corinthians sou “rotulado” por alguns de defender a oposição.

Na verdade NUNCA pedi para que votassem em candidato algum em eleições corinthianas.

Posicionei-me abertamente contra a turma de Andres Sanches, pelo seu passado ruim e pelo fato de demonstrar não ter aprendido com seus erros, além de continuar a dar vida boa para os bandidos que fazem parte de sua gestão.

Sempre tive absoluta certeza de sua pouca honestidade.

Por isso a veemência em meus comentários.

Da mesma maneira com que trato alguns de seus semelhantes, como Carlos Arthur Nuzman e Ricardo Teixeira.

Nem por isso sou da “oposição” do COB e da CBF.

Nesse espaço você nunca verá o blogueiro em cima do muro.

Sempre saberá o que penso e o que faço.

Nossa relação é honesta, como tem que ser.

Não comento por dinheiro e muito menos por ascensão profissional.

Falo sempre o que acredito ser a verdade.

Não posso e nem pretendo agradar a todos.

Mas agradeço aos que param na frente do computador para acompanhar o meu trabalho.

Não há o que pague tamanho carinho.

Facebook Comments
Advertisements

27 comentários sobre “Bate-papo com os leitores

  1. larissabeppler

    Estava conversando sobre isso ainda há pouco…

    Acho engraçado como compraram o discurso dos interessados em desacredita-lo e sempre vêm com o papo: provas, denuncia na polícia ou nem acredito porque você escreveu porque não gosta do fulano.

    Inclusive quando você emite uma opinião de uma leitura que fez de um regimento de eleições. Opinião é opinião, denúncia é denúncia. Mas não, jogam tudo no mesmo balaio. Apoiando de forma bitolada os que querem exatamente isso: que as pessoas não acreditem e não formem suas opiniões com base nos mais diversos fatos, leituras ou mesmo opiniões.

    Se o blogueiro tem uma posição definida e esta é contrária a atual adm. do Corinthians é óbvio que, dentro desta posição, irá mostrar tudo de errado que tiver na gestão corinthiana (que cito como exemplo por se tratar do meu time de coração, portanto, os posts que leio).

    As denúncias são feitas e depois o tempo mostra quem está com a razão!

    O problema é quererem sempre desqualificá-lo sem levar em conta o
    conteúdo das denúncias, dizendo que é mentira e partindo para o ataque
    pessoal, mero desvio do foco, afinal, não argumentam nada que desqualifique a denúncia. Aí, para quem tem um mínimo de inteligência sobressairão os fatos, não o diz-que-me-diz.

    O que noto frequentemente nos comentários é um bando de pessoas querendo decretar o que é certo e o que é errado, num tema cheio de variações onde deveria valer o senso de análise e a coerência de cada um.

    Uma coisa é certa: o fato do Paulinho ser parcial assumido, ter o lado dele, não invalida muitas verdades ditas sobre a situação de coisas que nós mesmos estamos cansados de saber, como a gestão alvinegra.

    Por outro lado, se quiserem analisar a conduta jornalística do blogueiro a interpretação pode ser outra, mas não será muito diferente da de 99% dos profissionais da área de jornalismo esportivo. Tem tanto cara por aí fazendo lobi de forma velada, eu particularmente prefiro saber a posição de cada.

    No caso do Paulinho que já respondeu que votaria, se fosse o caso, no Citadini, eu sei que para me informar sobre esse grupo político aqui estaria vendo uma visão parcial, mas isso não torna mentira tudo que ele fala sobre o grupo da situação. Eu me julgo capacitada pra interpretar o que é exagero, mera opinião pessoal e o que não é, assim me utilizo das informações.

    Tá cheio de cara se fazendo de imparcial por aí e que no seu íntimo tem uma posição bem definida e usa uma máscara de imparcialidade para manipular situações. Então eu não vejo grande vantagem em desacreditar fontes.

    Debater a informação me parece um meio mais sadio do que se apegar a estereótipos de quem escreveu, afinal se apresentar como parcial num meio cheio de gente fingindo imparcialidade não é necessariamente uma desvantagem, pois pelo menos dá uma noção de até onde a gente pode confiar.

    Se a gente for entrar no mérito de fatos, provas etc, convenhamos que todos aqui deveriam considerar a MSI uma tremenda injustiçada então, porque esse sim é um caso onde fizeram uso de fins pra justificarem os meios.

    Na falta de fatos concretos, plantaram de tudo… e aí serviu?!

    Desconsiderar evidências CLARAS porque o Paulinho gosta da oposição ou porque o Paulinho é contra a situação, me parece burrice. Ainda mais em se tratando de Brasil, onde provas do Ministério Público não colocaram Dualib na cadeia, nem fizeram-no devolver o que lesou dos cofres do clube.

    Agora, a nós cabe estabelecer a diferença entre convicção pessoal, íntima, e a prova factual necessária para a condenação nos tribunais, vale lembrar que investigar com rigor não faz parte da tradição da polícia tupiniquim. E honestamente, o fato de não haver ricos nas prisões (não vale argumentar com raras exceções), já deveria ser o suficiente para que nós aprendêssemos a estabelecer essa diferença citada.

    O resto, fechar os olhos diante de todas as evidências em nome da falta de provas, as factuais, porque provas de desonestidade mesmo não faltam, só pode ser duas coisas: ou burro (manipulado) ou hipócrita que está fazendo o jogo dos que precisam desacreditar o blogueiro para se livrarem das denúncias.

    E é isso.

  2. euclydes zamperetti fiori

    Ficar em cima do muro é proprio de covardes e da maioria dos profissionais em politica, se locupletam e tiram vantagens.
    Acorda, Brasil

  3. Antonio Cesar

    Caro Paulinho, e interessante ler o seu blog, e com muito prazer que todos os dias ligo meu laptop, conecto na net, a home de minha net, e o seu blog…Quero te parabenizar por este trabalho que poucos jornalistas fazem como voce faz…Nao porque na maioria do que escreve, e sobre o seu Corinthians, mas pelo fato de ter coragem de denunciar os maus elementos e a ma “cartolagem” dentro do esporte. Nos brasileiros(leitores), deveriamos ter mais opcoes de pessoas como voce, o Juca, etc…imparciais sim….mas com Opiniao formada, sem qualquer interesse promover a si proprio…Parabens, deste Palmeirense, que sofre com o time nas maos de (W)Vanderle(Y)i Luxemburgo….

  4. Yuri

    Paulinho,

    Voce briga por honestidade no Corinthians, divulga as materias, forma opinioes e contribui para a transparencia no clube. Se vc fizesse isso com todos os assuntos que aborda, vc seria diferenciado como Juca e Trajano.

    Porem ao tratar de assuntos como Luxemburgo, vc perde a credibilidade pois critica quando tem que criticar e critica tambem quando deveria ter a humildade de elogiar.

    Outro exemplo que as vezes vc pisa na bola e sobre o SPFC, vc publica as noticias a favor do Murici, e a favor do Morumbi Cidadania, porem se recusa a publicar por exemplo a pesquisa do jornalista da Globo e da Band que mostram o esquema de arbitragem existente para fazer um vencedor e desfazer um rebaixado, apenas por nao concordar. Ora mesmo se nao concordas, divulgue, emita sua opiniao e deoxe que seus leitores tambem o facam.

    Tambem acho pertinente vc restringir algumas pessoas que nunca entram para comentar futebol, mas sempre para ofender e diminuir o nivel do teu blog. Vc tem um tal de Geraldo Lina que em TODOS seus comentarios (pode conferir) tem que agredir alguem com as mais absurdas palavras. Curiosamente ele sempre escreve o que quer e vc ainda o protege vetando respostas a ele.

    Enfim, gosto muito do teu trabalho, e como um estudante de jornalismo que ira se formar e tem a posicao de ser um excelente profissional, espero que entenda todas as palavras como uma critica construtiva, que deves tomar a mesma postura, independente se for Corinthians, SP ou para dar nivel aos comentarios do blog.

    Muito obrigado e Grande abraco

  5. Marcelo Kiilian

    Paulinho, sempre acompanho e adimiro seu trabalho, conheci o seu blog através dos links do blog do juca, e neste domingo entrei lá para pegar “carona” para o seu e notei que o link não está mais lá. aconteceu alguma coisa entre vocês? o juca não concorda com seu trabalho ou começou sofrer ameaças por divulgar seu blog?

    Forte Abraço

    Paulinho: O Juca é um amigo querido, não aconteceu nada. Foram retirados os links do meu blog, do Marcelo Damato, Vitor Birner e Alberto Helena Junior. Permaneceram apenas os sites que estão no UOL e de familiares dele.

  6. marcelo barbagallo

    Paulinho, sou um bloguista viciado.
    Deixei de ler jornais e revistas esportivas pois não existe mais imparcialidade por lá… até mesmo programas esportivos adotam a linha “escolha um time e torça por ele aqui”.
    Basicamente escolhi blogs palmeirenses, por motivos obvios, e outros de pessoas/jornalistas que me interessaram.
    “conheci” seu blog por intermédio de um comentário do Blog do Juca (que gosto muito de ler, mesmo sem gostar muito do próprio Juca), e passei a acompanhá-lo dia a dia.
    Acho seus comentários e suas informações precisosas e discordo de que exista parcialidade em seus comentários.
    Para mim, você tem crédito! E ponto final.
    Abraços

  7. emerson lima de sousa

    não é preciso a todos,mas a poucos que são de bem,pois valem mais do que a maioria contrária que não o é.

  8. Rogério

    Paulinho, discordo da sua posição. Quantas vezes você não defendeu o Citadini. Nas entrelinhas você deixa claro o seu apoio à oposição. Assino embaixo o que o Yuri disse. E digo mais. O São Paulo é o protegido da imprensa, e o alvo do sensacionalismo para obter vendagens de jornais e revistas é o Corinthians. Os podres que ocorrem no São Paulo, no Santos e no Palmeiras tem uma discreta abordagem, diferente do que acontece com o Corinthians. Por isso é correto afirmar que os jornalistas, aí eu incluo você, são parciais.

  9. Marcos

    Paulinho, em primeiro lugar, parabéns por colocar esta questão em debate. De início, vc já demonstra não ser arrogante ou se sentir ” superior ” ao não ignorar a opinião pública. Alguns pseudo-jornalistas, arrogantes, sentem-se donos da verdade e nunca discutiriam isso. Eles acham que o público precisa ser ” ensinado “, ” doutrinado “, ” manipulado “.

    Então, tb tiro vc da vala onde se encontram péssimos jornalistas como os dois que vc mencionou, dentre muitos outros ( é claro ). E, com certeza absoluta, os dois são mesmo péssimos profissionais, parciais e, por isso, o público não os recebe como jornalistas de credibilidade. Vc está fora disso, até porque é um jornalista em formação, que já demonstrou um bom grau de indepêndencia em alguns temas. Mas tb sou obrigado a constatar que, antes, vc me parecia mais imparcial. Depois que passou a sofrer influência daqueles dois, piorou um pouco. No entanto, nada que não possa ser consertado-aprimorado com o tempo.

    Agora, voltando a estes dois, a opinião pública é esta mesma. E nos blogs-sites palmeirenses, só pra citar como exemplo, há muitas e muitas críticas ao ” trabalho ” destes dois péssimos profissionais, análises que demonstram de forma clara o quanto são tendenciosos, contraditórios e parciais. São comentários em que se expõe de forma minuciosa toda a contradição e parcialidade do ” trabalho ” desta dupla.

    Poderíamos mencionar diversos exemplos aqui. Como a publicação de problemas ambientais do CT do time da Traffic ( Desportivo Brasil ) e a total omissão em relação aos mesmos probelmas enfrentados pelo SPFC. Aliás, estas mesmas figuras divulgaram de forma ostensiva, repercutiram com a maior intensidade possível aquela tal ata ” roubada ” do Conselho do Palmeiras, mas se omitiram totalmente em relação aos problemas gravíssimos levantados pela ONG Moumbi Cidadania. Notem que mentir sobre valor de um contrato entre entidades ” particulares ” é bem menos ( mas bem menos mesmo ) grave do que descumprir acordo com o Ministério Público ou descumprir o que está previsto em documento público registrado em cartório. Fica evidente a contradição deste comportamento ” jornalístico “, no mínimo, suspeito.

    Então, a conclusão só poderia mesmo ser esta que vc verificou internet afora, afinal, o público não é otário. Não somos um bando de imbecis manipuláveis como eles imaginam. Basta ver as excelentes análises sobre os dois nos sites-blogs palmeirenses. E ainda poderia mencionar muitos outros exemplos, como a omissão da matéria da CNN ( dos maiores clássicos do mundo ) e a valorização de rankings fajutos; a omissão dos resultados da Timemania e a publicação de pesquisa Gallup inexistente; dois pesos e duas medidas, por exemplo, Aprobato presidente do STJD não influencia nada, mas um delegado conselheiro do Palmeiras torna totalmente inválido inquérito realizado em sua delegacia, ou a brutal diferença de tratamento dos 5 minutos de acréscimo nos jogos Palmeiras x Portuguesa pelo Paulistão e SPFC x Sportivo Luqueño pela Copa Libertadores, ambos deste ano, ou quando ocorre algum erro de arbitragem a favor do Palmeiras o título passa a ser ” caia de boca no apito “, quando o erro é a favor do SPFC, a conversa muda de figura para o manjado ” erros acontecem para todos “; ou ainda acharem que quando jogadoir do SPFC chuta um adversário por trás, dentro da área ( como ocorreu nos jogos do SPFC contra Figueirense e Atlético-MG ) não é pênalti; ou o falso moralismo que fica evidente em não criticar ajuda de dinheiro e patrimônio públicos para reforma de estádio particular e nem exigir punição por invasão de torcedores ao campo de jogo, como verificamos na última rodada, ao passo que, na semifinal do Paulistão, fizeram uma intensa campanha pçela interdição do Palestra, sem que nem sequer se soubesse o culpado pela suposta emissão de gás no vestiário dos visitantes. E poderia mencionar muitos e muitos outros exemplos…….

    Como já disse, o público não é compsto de imbecis e burros incapazes de avaliar a credibilidade dos jornalistas. Por isso, o que vc verficou na internet é apenas a conclusão inevitável a que chegaria qualquer pessoa com o mínimo de inteligência e de senso crítico. Alguém normal que acompanhe o trabalho dos dois não poderia, de forma alguma, chegar a conclusões diferentes.

    Mas faço a ressalva de que vc, por ora, não merece ser considerado da mesma forma como estes dois aí. Algumas das já sabidas contradições que eles costumam apresentar, vc não apresenta. Ainda percebo em vc a intenção de falar a verdade, doa a quem doer. Espero que vc não se deixe mais influenciar por estes dois exemplos de péssimos profissionais, parciais, tendenciosos, anti-palmeirenses. Não só estes dois, há muitos outros, até piores do que eles, por aí………

    Enfim, é isso o que gostaria de dizer sobre este tema. E novamente o parabenizo por ter colocado este assunto em debate, por dialogar com o público sobre a opinião do público. Isso me faz pensar que vc realmente tem tudo pra ser diferente destes péssimos ” profissionais ” arrogantes, parciais e tendenciosos, que imaginam que fazem a nós, o público, de imbecis.

    Abraços.

  10. Ramón

    Eu acho que a parcialidade nao condiz com a função primordial de um jornalista, que é INFORMAR. O jornalista deve se basear em fatos, e nunca em preceitos pessoais, rumores ou picuinhas.

    Quando um texto é levado a público com imparcialidade, baseado em fatos comprovados e não-tendenciosos, fica explícita a verdade nele contida, dada pela própria neutralidade do interlocutor. Neste caso, o leitor tira suas próprias conclusões e forma sua opinião acerca do ocorrido e do caráter dos personagens. É o caso do Eurico Miranda, citado como exemplo por você. Em uma notícia, ninguém precisa dizer que o Eurico é mau caráter, porque os próprios fatos já convencem qualquer leitor.

    Por outro lado, quando o jornalista “bate” seguidamente em um indivíduo e demonstra que está sempre procurando motivos para acusá-lo, passa a impressão de que está escrevendo aquela notícia por motivos pessoais, e não para transmistir informações; dessa maneira, parece que o interlocutor tenta manipular os leitores, levando-os para o seu ponto de vista. Com isso, dada a falta de cultura da população, grande parte dos leitores é, sim, manipulada cegamente; mas o jornalista perde credibilidade para uma parcela significativa de seus leitores.

    Aparte disso, vale ressaltar que um blog não precisa ser, obrigatoriamente, uma ferramenta jornalística. Sendo um “diário virtual”, um blog pode, sim, conter apenas as opiniões pessoais do escritor, que pode escrever sobre qualquer tema que lhe convier, sob o ponto de vista que achar mais apropriado.

    No entanto, Paulinho, no seu caso, a partir do momento que você usa a frase “jornalismo com credibilidade” como slogan, deve estar plenamente ciente de que seu blog é visto como uma fonte de informação jornalística, e por isso tem a responsabilidade de ser coerente e imparcial. É possível, sim, denunciar toda a corja que assola o Corinthians e o futebol brasileiro sem parecer tendencioso. Os próprios fatos comprovam todos os seus pontos de vista sem que você precise se expor tanto.

    Essa é minha opinião. Espero que seja útil pra você assim como suas opiniões são para mim, pois é argumentando que se faz progresso.

  11. Thiago

    verdade, vc é bem imparcial, afinal, o futebol é um esporte limpo, onde a unica sujeira esta no corinthians, na atual adm, mas nossa sorte é q temos uma boa oposiçao, com Citadine, q nunca apoiou presidente ladrao, q nunca o defendeu… sorte a nossa, q em outros times de São Paulo, nao tem sujeira, nao tem esquemas com empresarios… quero dizer… tem sim, só em um time q não tem, um time modelo para o mundo (pelo menos para nossos jornalistas), afinal, la é praticamente um novo vaticano…

  12. Alexandre Amaral

    Obviamente ñ dá p concordar sempre integralmente c/ tudo embora na maioria esmagadora das vezes eu concorde c/ vc.

    Abs

    Em tempo:
    qndo Juca retirou os links muitos aq disseram maldosamente o q vc faria agora q o Juca havia lhe abandonado. Não pesquisei isso, mas tenho a sensação d q alguns dos msmos hipocritamente qndo sofreste aqla tentativa d invasão no seu apto. postaram palavras d apoio a vc.

  13. Ademar Joaquim

    Paulinho,

    no teu blog voce tem que ter opinião. E esta opinião que desperta acordo ou desacordo!!! Eu doente pelo timão, tenho amigos doentes pelo verde ou pelo tricolor e todos leêm e postam aqui!!! Inclusive da tua discussão com os O.V. despertou-me curiosidade e comecei a ler o blog dos caras verdes também!! Paulinho, Paulinho 2000000 de hits aqui e não é pouco não. Se não paga as contas ainda mas só de saber que voce está na profissão certa e isto te dá prazer nada paga!!!!

    Abraços.

    Feliz timão 2009

  14. Peter

    Um veiculo pode declarar abertamente suas ideias e ser imparcial ao mesmo tempo. Muito melhor que outros jornais que nao contam as verdades com medo de serem punidos. Credibilidade é a palavra chave! Ainda mais no mundo de hoje invadido pela midia “independente” como blogs e etc…

  15. jorge

    Quando falamos em futebol, devemos ter a consciência que assim como o boxe, o esporte mais praticado do mundo ainda reluta em aceitar inovações tecnológicas que permitam caracterizá-lo por sua honestidade.

    E um dos principais motivos são as mundialmente famosas casas de apostas internacionais e os milionários apostadores, que pouco lucram com tênis, nba ou futebol americano, esportes que tem em comum a possibilidade do arbitro obter auxilio do replay em lances decisivos, e assim fazer com o vencedor seja o melhor e não o da preferência dos apostadores.

    Casos de jogos manipulados no futebol assolam o mundo, como a poderosa Juventus sendo rebaixada na Itália e algumas Copas como 78 e 2006 sendo colocadas em xeque justamente devido as apostas. Imagine agora transferir toda essa abertura para criar resultados de um esporte bilionário, para um país onde a principal característica da grande maioria dos habitantes que o comandam é a corrupção.

    O resultado foi visto em 2005, com o caso dos juizes Edílson Pereira de Carvalho e Paulo Danelon decidindo o Brasileirao daquele ano fora de campo, enquanto o seu companheiro Marcio Rezende de Freitas (o mesmo de 1995), decidia o campeonato dentro de campo e com um detalhe; justamente a favor do time com maior poder financeiro no momento.

    Em 2006 e 2007 percebe-se que surge de repente uma nova potencia financeira denominada São Paulo Futebol Clube. Com ajudas de bancos como o Bradesco e de projetos do governo aprovados as custas das excelentes relações extra campo de seus conselheiros abastados de dinheiro e influencia, o clube havia conquistado a Libertadores de 2005 fazendo com que uma equipe paranaense disputasse sua final no Rio Grande do Sul, alegando estádio sem condições mesmo sendo aquele o mais moderno do Brasil, e logo depois o Mundial com um gol validado de Mineiro na mesma posição que os 3 gols anulados do Liverpool. O SPFC começou a depender de seu excelente departamento de marketing para criar a imagem de time modelo, time rico, time que juiz não poderia jamais errar contra que seria banido (o “tri-copista” Simon que o diga), e logo quando consolidou-se desta forma, ganhou 2 brasileiros em seqüência e hoje a três rodadas do final, esta próximo de vencer o 3º.

    Neste momento que me lembro de 2005 e penso…só ganha o mais rico? Será que todos esses anos estamos sendo enganados pouco a pouco ate que se termine um campeonato de acordo com as vontades de quem paga mais do que de quem joga mais. Ignorando o fato do jornalista Renato Mauricio Prado, do O Globo e Sportv, ter publicado em sua coluna do jornal carioca de 31/10/2008 uma pesquisa onde comprova que o tricolor do Morumbi foi beneficiado diretamente pela arbitragem em 12 jogos , fato que colocava o time muito acima do que deveria ser sua real posição na tabela, vamos a um breve relato do que ocorreu durante a 29ª e 35ª rodada, período em que o Brasileirao 2008 foi decidido.

    Considerando que muitas fontes pensam que se o Grêmio tivesse se mantido a frente, nada disso teria acontecido, pois o Palmeiras quem perseguia e algumas vertentes explicam vários porquês da rejeição alviverde. Uns a relacionam as históricas desavenças entre o forte grupo dos “quatrocentoes portugueses” que dominam a liderança tricolor e todas suas influencias já explicadas contra o grupo de italianos do Palestra, tidos como “inimigos” desde a 2ª Guerra. Outros posicionam a conquista tricolor como uma solução para o caso da Taca das Bolinhas, ou do 1º penta, mas o fato é que situações estranhas moldaram a tabela e o futuro do campeonato nessas 5 rodadas.

    Começando pela tabela, que na 29ª rodada via o então virtual campeão Grêmio perder espaço para o crescente Palmeiras, e que teria na 30ª rodada, o clássico entre Palmeiras x SP na casa alviverde, oportunidade para o SPFC ser literalmente eliminado da disputa do titulo.

    Classificação 29ª rodada
    1) Grêmio – 56
    2) Palmeiras – 54
    3) Cruzeiro – 52
    3) São Paulo – 52
    5) Flamengo – 49
    6) Botafogo – 46
    7) Coritiba – 45
    8) Goiás – 44
    9) Vitória – 43
    10) Internacional – 43
    11) Sport – 40
    12) Atlético/MG – 37
    13) Santos – 33
    14) Figueirense – 33
    15) Náutico – 30
    16) Fluminense – 30
    17) Atlético/PR – 28
    18) Portuguesa – 28
    19) Ipatinga – 27
    20) Vasco da Gama – 27

    30ª Rodada

    Palmeiras x SPFC – Com um time melhor e jogando em casa, o Palmeiras viu sua sorte ser mudada aos 4´ minutos do 1º tempo, quando pressionava o adversário e o arbitro ignorou falta de Hernanes em Sandro Silva. No contra ataque, pênalti para o SP e o placar foi aberto, na reposição de bola, o atleta Borges do SP impediu a saída da bola do Palmeiras e o juiz Sálvio Espindola expulsou equivocadamente o atleta do SP e também o principal atleta do Palmeiras, Diego Souza. Com 5 minutos o resultado e as possibilidades do jogo já haviam sido alteradas pela arbitragem em favor do SP, e o resultado final de 2×2 foi exclusivamente devido a garra e superioridade do Palmeiras.

    31ª Rodada

    Enquanto o Palmeiras era prejudicado contra o Fluminense no 1º gol de Washington, no Morumbi o SPFC vencia o Vitória as custas de um gol em impedimento de Dagoberto e um pênalti clamoroso em cima de Marquinhos do Vitória, devidamente ignorado pelo arbitro.

    32ª Rodada

    Rodada onde a imprensa começou a criar problemas no ambiente do Palmeiras, divulgando e fomentando uma suposta briga entre Diego Souza maior estrela e Marcos o ídolo maior, mesmo com toda a pressão a equipe venceu o Goiás por 1×0 em casa. Enquanto isso no Engenhão carioca, ocorria um erro absurdo, comparável ao de 95 e 2005 no Pacaembu, o gol de empate do Botafogo e possível impulso para uma virada iminente foi estranhamente anulado pelo bandeirinha. Fato que culminou com a vitória tricolor por 2×1, com a entrada do presidente do Botafogo em campo para protestar contra a vergonha que estava sendo protagonizada.

    33ª Rodada

    Continuando o processo do “jornalismo” esportivo nacional, desta vez o problema da semana foi criado entre Luxemburgo e Marcos, e durante a semana tudo foi feito para tirar o foco do jogo. Também mostrando raça e qualidade, contra tudo e todos, o Palmeiras venceu o Santos por 2×1 em Santos e no ultimo minuto. Já quanto ao SP, este venceu o Inter por 3×0, detalhe que o time gaúcho colocou garotos de 18 anos para jogar apenas para “entregar” o jogo e tirar o rival eterno Grêmio da liderança e enfim colocar os paulistas em 1º.

    34ª Rodada

    O SP venceu a fragil Portuguesa no Canindé, enquanto o Palmeiras perdia em casa para o Gremio. Rodada normal dentro de campo, porem fora o STJD começava a fazer seu papel, pois apesar de já ter absolvido Dagoberto e outros do SP, estranhamente resolveram rejulgar o já absolvido Diego Souza e o puniram na 6ª feira, 2 dias antes do jogo decisivo e prejudicaram o time.

    35ª Rodada

    Dentro de campo uma vitória normal do SP, apenas com as normais relevâncias de arbitragem sempre a favor do mesmo lado. Nos bastidores, novamente de maneira estranha, no embarque ao Rio a delegação foi atacada por um grupo sabe-se Deus a mando de quem, novamente tirando todo o foco do jogo, e no Maracanã, apesar do placar final, quando estava 1×1, o 2º gol do Flamengo foi irregular pois a falta no meio foi batida 10 metros a frente e com bola rolando. Também antes do jogo circulou uma noticia que Kleber estaria indo para o Corinthians.

    36ª Rodada

    Mesmo sem saber o que será dessa rodada, o destino já estava fadado, o SPFC já estava com 68 pontos e o Palmeiras com 61 a 3 rodadas do fim. Mesmo assim, fora de campo o STJD resolveu rejulgar o também já absolvido Kleber e deve puni-lo pelos lados do Palmeiras. Pelo lado do SP, alem da imprensa apenas ter falado bem o mês inteiro, ao contrario do rival, o STJD ao invés de punir atletas do clube com mau comportamento, ainda resolveu tirar o mando de campo do Goiás nas ultimas 2 partidas do Brasileirão, inclusive a ultima, que decide o campeonato e é justamente contra o SPFC.

    Como podem perceber, eu não sei qual o esquema, como ocorre e até onde pode chegar, mas a única conclusão que tenho é que o futebol brasileiro tem um campeão que desde 2005 vem sendo decidido nos bastidores e através dos erros de arbitragem. O que me chama muito a atenção é que os erros ocorrem sempre em maior consistência em prol dos times com melhores condições financeiras no momento e com melhores influencias. Como pode a imprensa se posicionar da forma que se posiciona, com grande parte dela ignorando os fatos e enaltecendo os atletas e membros do SPFC como ídolos e heróis, sendo que estes nada mais são que talvez os melhores atores do futebol brasileiro. Eu acredito que em um tempo onde uma rede de televisão controla tudo no país a base da ignorância da população e de programas como novelas e Big Brother, o futebol brasileiro, também controlado por ela, não passa de um reality show misturado com novelas, onde apesar de viver na realidade, os protagonistas já sabem o final e como bons atores, ganham muito.

    E para concluirmos, como saber um dia a verdadeira realidade se vivemos num país internacionalmente conhecido por turismo sexual, pobreza, futebol, mentiras e corrupção?

  16. Kleyton

    Paulinho, o problema não está em emitir sua opiunião. Não concordo com tudo, porém a respeito. Mesmo não sendo seu fã nº 1, visito sempre seu blog.
    O problema está em como você se manifesta, “presidente que tem medo”, WL… parecem apelidos colocados por adolescentes, e não por alguém que se diz jornalista. da mesma forma que acho tosco quando MN chamava as suas ‘miltetes’ por nome de jogadores…
    Da minha parte, acho que falta um maturidade ao jeito de ser referir as pessoas.
    Além disto, fico me perguntando: como será que ele consegue tantos documentos? A impressão que passa é que você ou tem contatos fortes dentro do PSJ, ou você os consegue de maneira ilícita (NÃO ESTOU ACUSANDO!). E isto muito me intriga sobre você.

  17. Hugo - Corinthians

    Caro Paulinho,
    Respeito a opinião destes, mas pra mim, quem afirma que estes blogs não praticam o jornalismo é porque não tem opinião própria e se deixam levar por qualquer opinião. São também os intolerantes que não admitem que alguém torça pra um time diferente do seu e por vezes partem para agressões morais e físicas. Se não gostam, acessem outros e sejam felizes!
    Eu, por exempo, acesso bastante o seu, pouco menos o do JUca e não gosto do blog do Birner, mas isso tem a ver com a minha afinidade com os autores; não significa que, se eu não concordar com ele, ele não faça jornalismo. É o pluralismo de opiniões que rege a liberdade de expressão.
    Gosto bastante daqui, o que não quer dizer que vc me agrade em todas as opiniões. Quando isso acontece, deixo um comentário, é publicado e sei que vc lê com o mesmo carinho e atenção que nós, quando paramos na frente do computador para acompanhar o meu trabalho.
    Saudações corintianas!

  18. Daniel

    E pque vc não denuncia outros clubes? Pque só o Corinthians? Ou será que só lá existe corrupção? 80% do que vc escreve são denúncias à respeito dos bastidores corinthianos…só tem esse assunto?

  19. Flavio Clesio

    Então Paulinho… Boa noite.

    Isso caiu justamente no que estavamos conversando a dois dias atrás.

    Ser tendencioso é uma coisa absolutamente normal, mas não pode ser considerado jornalismo; pois pode ter o poder de deturpar a opinião pública.

    Imagina a cena de jornalismo de direita x esquerda… Só ia ficar na troca de farpas e seria instalada a “desinformação” que é quando a opinião fioca deturpada.

    Sabemos que nem eu quanto você gostariamos de assitir um telejornal no qual tentasse nos catequisar a cada opinião.

    Gosto muito do formato de alguns jornais do Canadá que tem mais ou menos a linha do Bom Dia Brasil, onde se tem a noticia “limpa” e depois abre a área de comentários com uma outra pessoa que faz o serviço sujo mediante o posicionamento da emissora.

    Não sei quanto a você, mas do mesmo jeito que é irritante ver o Milton Neves tentando me fazer acreditar que a Brahama é legal, é um saco todo dia ouvir o Benja tentar me catequisar pelos os anuncios do Estádio (que acredite, é uma malha bem maior do que do MN) o que chega a ser até escroto.

    Sem mais.

    Abraço!

  20. Ricardo

    O Paulinho faz um ótimo trabalho com suas investigações. Todas feitas de maneira muito competente. Já tive oportunidade de falar isso aqui outras vezes.
    Isso é fato.
    Só não concordo com a maneira que é abordado, pois bandidos no Corinthians tem de monte… situação e oposição. Gostaria que as denuncias que são publicadas sobre a situação continuem sendo publicadas. Mas o modo de publicação que é usado aqui é que a oposição corinthiana são os paladinos da moralidade e da ética. E os corinthianos com um pouco de entendimento sobre o clube jah sabe que não é assim que a “banda” toca.
    Penso assim e não sou burro ou ignorante, por pensar dessa maneira.

  21. valdir teodoro

    O seu blog e do Birner podemos dizer que usa da imparcialidade, mas o do Juca está mais para blog de torcedor, embora usa do jornalismo para escrever, mas ainda deija a desejar quando se trata de Corinthians, tanto no blog como na CBN e o Birner, dizer que a torcida do São Paulo é maior que a do Flamengo chega a ser ridículo. Ao meu ver jornalistas que são formadores de opinião deveriam deixar suas opiniões apaixonadas restritos a eles, é só ver o blog do Mauro Beting, embora não faça nenhuma denuncia, ao menos escreve sobre futebol com imparcialidade, a outros bons nomes também e o seu é um deles.

  22. Velho Casca

    Você devia se afastar do sr. Juca Kfouri .Ele é parcial SIM e bloqueia comentários que vão de encontro com a opinião dele . Para mim , se vc quer colocar num blog suas opiniões , não pode apagar comentários com idéias divergentes das suas .O contrário disso é covardia .

  23. Peniche

    Paulinho, muito bom vc deixar claro a sua tese. É sabido que a interpretação de texto em terras tupiniquins não é a grande tecnologia do brasileiro. Muito menos matemática… Enfim, o que quero dizer é que ter a liberdade de expressar suas opiniões com base em conceitos relevantes para uma saudável vida em sociedade, deixa muita gente pavorosa… aquelas que utilizam o “jeitinho brasileiro” como meio de vida.
    Grande abraço e mantenha-se forte!
    Peniche

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: