Advertisements

Husni detona Raul, Andres é colocado no paredão.

 

O repórter Fabio Seródio, da rádio Jovem Pan, entrevistou dois dirigentes corinthianos.

Alexandre Husni, vice-presidente do Conselho Deliberativo e Andres Sanches, presidente do clube.

Seródio questionou-os sobre a transação de Jô e a divida dos Gaviões da Fiel.

Citou o blog do Paulinho como fonte das informações.

Husni detonou com Raul Corrêa da Silva.

Andres pareceu um tanto quanto atrapalhado nas respostas.

Confira abaixo.

*Dica do aúdio: Marcelo Senna (Pânico)

Facebook Comments
Advertisements

11 comentários sobre “Husni detona Raul, Andres é colocado no paredão.

  1. euclydes zamperetti fiori

    O papo de empresa é privada é antig, acredito q. direta ou indiretamente as mesmas auferem dingheiro publico quer direta ou inditeretamente, atraves impostos ou valores das loterias, inventadas para facilitarem a corrupção neste setor.
    Portanto, em meu tender é obrigação dos mdirigentes, prestarem contas a seus associados e ao publico que lhes sustenta.
    O esporte é local em q. grandes trutas se escondem para ludribriarem e levarem vantagens, principalmente no futebol, estes são acobertados pelos politicos conhecidos como Bancada da Bola, o eleitor bem como os torcedores deveriam ñ + voltar neste safados, antes de torcedores ou fanaticos, somos cidadões e assim devemos agir.
    Acorda, Brasilll.

  2. Paulo Reginaldo da Silva

    Palmeiras faz arena de rival com “ágio”
    WTorre, que explorará por 30 anos o Parque Antarctica, quis construir estádio corintiano por concessão de 5 anos

    Palmeirenses alegam que terão ganhos extras, como reforma da parte social do clube, como justificativa da diferença entre os prazos

    EDUARDO ARRUDA
    PAULO GALDIERI
    DA REPORTAGEM LOCAL

    Para o Palmeiras, a WTorre foi a salvação. Para o Corinthians, a frustração. O sonho de construir uma moderna arena, antes de ser agarrado pelos cartolas alviverdes, esteve nas mãos dos dirigentes alvinegros, em condições até mais vantajosas, como mostram documentos obtidos pela Folha.
    A construtora, antes de aportar no Parque Antarctica com proposta de reforma do estádio palmeirense, ofereceu acordo para construir uma arena para os corintianos, que, por questões políticas, não levaram o negócio adiante.
    Em 29 de novembro de 2005, a WTorre e o Corinthians assinaram um pré-contrato para a construção do estádio, que seria erguido na marginal Pinheiros. No documento assinado por Walter Torre Jr. e pelo então presidente corintiano, Alberto Dualib, a empresa se comprometia a fazer a obra em até 24 meses, sem custo para o clube, que em contrapartida deveria ceder a exploração da arena por cinco anos.
    É justamente nesse ponto a maior discrepância entre as propostas para Corinthians e Palmeiras. No caso do time do Parque Antarctica, a empresa vai gerir a nova arena por 30 anos. Sem contar o fato de que, durante a concessão, os palmeirenses terão de pagar uma taxa de manutenção do estádio.
    A obra no Parque Antarctica será financiada pelo banco Santander. A instituição, aliás, já se mostrara disponível a bancar a empreitada da WTorre com o Corinthians, conforme carta endereçada pelo banco à empresa em 2006.
    O Palmeiras alega não saber os termos oferecidos aos rivais. Mas sustenta que a natureza do negócio é diferente, pelo fato de o seu acordo com a WTorre prever melhorias também na área social do clube.
    “Isso não acontece com o Corinthians. Eles teriam um estádio fora do clube social. A WTorre foi o melhor parceiro que encontramos em 14 anos de procura. O prazo poderia ser menor. Bastava não pagar nada ao Palmeiras”, diz João Mansur, da área de planejamento do clube, referindo-se ao fato de o time ficar com as receitas de bilheteria do novo estádio.
    O contrato proposto aos corintianos previa esse benefício. Mas o negócio não deu certo porque, à época, o clube estava sob contrato com a MSI, que tinha a prioridade na construção da arena. Uma cláusula no pré-contrato com a WTorre exigia que os corintianos conseguissem carta da então parceira abrindo mão do direito.
    “Aí entrou Renato Duprat [intermediário da parceria] na história. Dualib o tirou de uma cartola e, de uma hora para outra, começou a dar ouvidos a um santista, sem nenhuma ligação com o clube. E o que Duprat lhe falava? Para esquecer Walter, porque o russo, aquele fantasma chamado Boris Berezovski [apontado como o principal investidor da MSI], iria chegar com um caminhão de dinheiro e bancaria o estádio”, conta Edgard Soares, conselheiro que levou a proposta de estádio ao Corinthians e apresentou a WTorre ao clube.
    O projeto, aliás, é o mesmo que se discute agora e é encabeçado pelo consórcio Seebla/ Egesa. Soares diz que foi procurado por cartolas palmeirenses para apresentá-los a Torre, mas se negou a fazê-lo. O ex-presidente do Palmeiras Carlos Facchina soube do interesse da construtora em explorar o futebol e a apresentou ao clube

  3. Edson José

    Eu como corintiano, só tenho que lamentar tudo isso, mas ainda bem que essas pessoas estão longe do Timão agora, vamos ver deste an para frente se não vai ter nenhuma bobagem.
    Edson José Gonçalves
    http://ednene.wordpress.com/

  4. Luiz Fabiano

    Raul tem que cair e Andrés tb.Pergunte a ele,por favor Paulinho.Se fosse a empresa dele que estivesse em dificuldade se ele ia liquidar apenas os produtos que têm giro?É assim que se faz?Ridículo e mais ridículo ainda é a nota do tal Giuliano(publique-a por favor) assumir um “risco” pra ganhar três vezes o que pagou até eu quero.Grande abraço

  5. Leonardo T. Rossetti

    Até achei que o Andres Sanches não de atrapalhou nas respostas como vc citou. Acho que foi até razoavelmente bem.

    O problema é que não acredito em uma vírgula dessa história.

    Aliás Paulinho, não sei se vc escutou o Papo de Craque Segunda Edição da rádio Transamérica ontem às 18 horas. Impressionante o quê Henrique Guilherme, o Barba, e Oscar Roberto Godói falaram para defender o presidente do Corinthians. Foi até bonito, pareciam todos amigos de longa data, tamanha confiança depositada em Andres.

    Fiquei com uma impressão muito estranha da equipe do Éder Luiz. Sei lá…soou estranho…

    Vc ouviu Paulinho??

    Abraços

  6. Corneta

    O cara começa respondendo uma pergunta e no meio muda de assunto, finalizando com outra resposta…
    É um safado!
    Andrés Sanches Presidente do Brasil!!!
    E continuamos motivo de chacota!!!

  7. euclydes zamperetti fiori

    Pô, estranho o Henrique Guilherme q. conheci e o entendo independente, caso tenhga defendido o Lula do Parque São Jorge, mudou de lado e isto é lamentavel.
    Acordem, corintianos do bem, o Corinthians ñ é instituição bancaria para fazer empréstimos e cacifar quer quer q. seja.

  8. fernando

    está na hora do pinóquio sair, para o bem do corinthians, virão outros problemas, como o do coelho, o do andré santos , do carlos alberto e agora do roger, pinóquio você é um criminoso, pior que o dualib, fora pinóquio

  9. Anderson

    Paulinho. Também não senti firmeza nesse acusador não. Você apoia esse Dirigente, Husni? É do bem?

  10. toninho

    o curitnia vendeu por UM MILHÃO E DUZENTO E CINQUENTA MIL DOLAR,

    TEM UM CARA LÁ NA EUROPA (KIA) QUE EU NÃO SEI QUEM É QUE TEM + 10 %

    BOM , PAULINHO, COMO DIZ UM CERTO CANDIDATO: “PEROBA NELE”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: