Advertisements
Blog do Paulinho

A vitória daqueles que não respeitam a história

A Seleção Brasileira realizou uma partida burocrática, mas mereceu vencer a Suécia, na Inglaterra.

Na primeira etapa, com pouca criatividade, o jogo se arrastava e de vez em quando a Suécia incomodava.

A defesa brasileira foi o ponto fraco da etapa inicial, mal colocada permitiu lances que poderiam ter resultado em gol.

Destaque negativo para a entrada de Richarlyson no tornozelo do atacante sueco, sem bola, que poderia ter sido punida com expulsão.

O arbitro contemporizou pelo fato de ser uma partida amistosa.

Foi na segunda etapa, mais precisamente a partir dos 15 minutos, que o amistoso começou a valer à pena.

Com a entrada de Anderson e Alexandre Pato a Seleção Brasileira recebeu a injeção de criatividade que estava faltando e passou a incomodar a Suécia com mais perigo.

Teve até um pênalti clamoroso em cima de Diego, ignorado pela arbitragem.

Aos 26 minutos o garoto Pato mostra a sua arte.

O goleiro sueco falha feio ao tentar dar um chutão na bola, ela bate em Pato, que domina e por cobertura faz um belo gol.

Foi o que melhor aconteceu em um amistoso morno.

* Uma pena que atletas de tanto talento dentro de campo não tenham a humildade de reconhecer o feito de uma equipe que abriu o caminho para que hoje eles pudessem ser reconhecidos.

Há os que realmente ignoram (por incrível que pareça) a história daquele esquadrão fantástico, mas também existem os que fingem não saber por puro despeito.

A Seleção de 1958 foi a maior que já pisou em um gramado de futebol.

Nunca mais existirá uma equipe que reúna dois monstros sagrados como Pelé e Garrincha.

Espero que algum dia eles tenham a noção do desrespeito que proporcionaram a história do futebol.

Se foi por ignorância, que tenham a humildade de repensar as próprias vidas e passem a se informar.

Agora, se foi por despeito, que a vida possa ensinar-lhes a ter humildade.

Viva a Seleção de Pelé e Garrincha.

Facebook Comments
Advertisements

19 comentários sobre “A vitória daqueles que não respeitam a história

  1. Gabriel Grilo

    É paulinho, ontem o balanço de 2007 do santos, com mais de 60 milhoes de dividas, 41 mi soh com bancos foi aprovado com 6 votos contra, acho q a situação no meu pexe num vai muda tão cedo, o hugo chavez da baxada vai demora pra larga o osso

    abraços

    ps: nem torço mais pra essa seleção, os jogadores parecem q num querem joga, soh correm qnd entra mulecada, dah ateh raiva

    Paulinho: Uma vergonha

  2. Humberto

    A seleção atual é uma das maiores da história… em arrogância! Talvez perca pra de 2006.

    Paulinho: Para bater a de 2006 não é facil

  3. Luís

    Paulinho, não busque pelo em ovo… os brasileiros não conhecem nem mesmo a história do Brasil… querer que conheçam a história da seleção de 58 é piada… isso éra no nosso tempo, em que nossos pais contavam com entusiasmo e gerava uma curiosidade enorme sobre a seleção que corriamos atraz de todas as informações possiveis…

    Hj a mulecada cresce jogando futebol no P.S. 3 e os unicos jogadores que conhecem são os do game e os que aparecem na tv…

    Pior que não conhecer a história da Seleção de 58 é jogador profissional que atua na seleção não saber siquer as regras do futebol… alias nem os técnicos conhecem as regras…

    Isso é papo furado… infelizmente eles não conhecem a seleção de 58 e nem vão conhecer…

    Paulinho: Uma vergonha

  4. raf

    acabei de chegar do jogo,

    a entrada do richarlyson nao foi essas coisas, nao sei como vc deve ter visto na tv mais qnd eu vi e as pessoas do meu lado tmb acharam no maximo cartao amarelo,

    a partida em si foi bem morna

    sobre o que significou a partida eu garanto que 99% das pessoas que estiveram no estadio nao tinham a menor ideia da celebracao

    Paulinho: Porque a grande maioria era formada por ingleses

  5. geraldo c araujo

    O que nos entristece é que falte até mesmo curiosidade a esses jovens para se inteirar da existência dos craques de 58. Ouvem-lhes os nomes e nem por um minuto conjecturam que, se hoje o Brasil é penta, foi graças ao fato de que em algum tempo essa saga se iniciou – e quem e como a originou. E procurar conhecer os pioneiros, senão para reverenciar, pelo menos para mostrar um grau de instrução que não os leve a fazer o papel de bobos que fizeram o Alexandre Pato e o Luís Fabiano ao serem interrogados sobre o significado da festa. É realmente lamentável que os nossos artistas da bola não dediquem a mais ínfima parcela do seu tempo na procura do aprimoramento de sua cultura. Que bom seria, por exemplo, vê-los nas concentrações dedicados à leitura, mesmo que somente de autores ligados ao esporte – e muitos há, e de ótimo nível -; mas não, a essas jovens cabeças-ocas só um tipo de leitura interessa: a dos próprios extratos de conta-corrente.

    Paulinho: Perfeito

  6. Bruno

    Concordo com o que disse sobre os nossos jogadores, porem a seleção de 70 foi melhor.

    Paulinho: Foi grande também

  7. Nuno

    eu queria entender o pq desses comentario quanto ao desrespeito dos atletas, não vi o jogo e vi algo parecido no blog do juca! o que aconteceu pode compartilhar? 😛

    Paulinho: Os jogadores do Brasil disseram desconhecer a Seleção de 58

  8. Paulo Luciano da Silva

    Paulinho. Antes do jogo terminar, o Corinthians está sendo ROUBADO NESTE EXATO MOMENTO. É BRINCADEIRA, DEIXO REGISTRADO, amanhã comentamos mais…

    E o Brasil não tem nada, vai passar vergonha nas Olimpiadas…

    Paulinho: Slavio é muito ruim

  9. Jeferson Dascanio

    Boa noite Paulinho…

    Tenho 34 anos e tambem não conheço a seleção de 58!
    Concordo com vc que ELES deveriam saber pelo menos um pouco…

    Mas vc se esqueceu que moramos no Brasil e eles na Europa?

    A única coisa que lhes interessa é qual o novo hit do pagode ou quando cai o dinheiro na sua conta…

    Esses amistosos são pura balela…

    Se tivesse jogado contra a França teria levado outro cacete!
    Eu, sem querer achei o canal com o jogo da Alemanha e Suiça, e vi o gol do Brasil quando passou naquele canal, porque o jogo estava mais interessante.

    Que venham as olimpíadas e que venha outro vexame!

    Obrigado pelo espaço e sucesso.

    Paulinho: é o minimo que eles deveriam saber..abraço

  10. Clovis Junior

    Paulinho.
    O que esperar da sub-cultura, que ignora o passado. O tal de Lucio desconhece a conquista de 58 porque não tinha nascido.Como falou Pedro de Lara: “eles são tão pobres mas tão, que só tem dinheiro”
    abraço

  11. ROGER

    INTERESSANTE ESSA PERSEGUIÇÃO AOS JOGADORES QUE DESCONHECIAM A SELEÇÃO DE 58, AFINAL EM QUAL SETOR DESSA “IMPRENSA” OS JOGADORES DAQUELA ÉPOCA SÃO LEMBRADOS? QUANTAS MATÉRIAS SOBRE O ASSUNTO SÃO APRESENTADAS? QUASE NENHUMA. OU SEJA, O DESCONHECIMENTO DOS JOGADORES SOBRE 58 É O MESMO DA POPULAÇÃO E DA MÍDIA, PORTANTO, QUANDO ACHINCALHAMOS OS ATLETAS ESTAMOS ACHINCALHAMOS A NOS MESMOS, AFINAL, PAU QUE BATE EM CHICO BATE EM FRANCISCO??? OU NÃO?

  12. Alessandro

    E os jornalistas que fazem pouco caso, desrespeitam a seleção CAMPEÃO MUNDIAL DE 1994, depois de mais de 20 anos sem ganhar nada, colocando o nome do Futebol brasileiro em evidência novamente e abrindo as portas para mais duas finais de copas seguidas?? Isso não é falta de respeito com a história também?

  13. Fábio Barbano

    Faz tempo que o Ricky, além de não jogar bola, tem sido um jogador bastante violento.

    E é ridículo que, em nome do dinheiro, a casa da seleção brasileira agora seja a Inglaterra. Dá pra contar nos dedos da mão direita as vezes que o Brasil jogou aqui nos últimos anos. E ainda querem que o torcedor tenha uma identidade com a seleção…

  14. eliandro

    Sobre aqueles elementos de azul que correram atrás da bola em Londres só tenho que dizer sobre a questão de posicionamento de produto. Os garotos selecionados pela CBF e seus empresários estão orquestrando um novo posicionamento da marca “seleção brasileira”, pois ela agora só aparece em Londres, logo a sua sede será em Londres. O fato do rapaz com nome de ave comemorar ao estilo Pelé é mais um ato do roteiro simples. Pois aposto qualquer real ou libras no caso da CBF que a dita explosão de alegria estava condicionada a qualquer atleta que fizesse gol. Mera questão de propaganda, ou melhor apenas uma ação de “mercham”.
    Por que como você imita alguém que nunca ouviu falar.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: