Advertisements

Mengo campeão

 O Maracanã quase veio abaixo.

O Flamengo, de virada, é campeão da Taça Guanabara.

Com um segundo tempo de muita valentia.

O Botafogo bem que tentou.

Tardelli fez um golaço.

E o primeiro finalista do Campeonato Carioca é o time do povo.

Que deve disputar a Libertadores com muito mais tranqüilidade.

A noite carioca vai ser longa hoje.

Advertisements

Facebook Comments

12 comentários em “Mengo campeão”

  1. Poxa! apesar de todas as maracutaias do nosso futebol esses bandidos ainda não conseguiram me tirar o prazer de ver meu MENGÃO CAMPEÃO. Saudações RUBRO-NEGRAS Paulinho…

    Paulinho: Parabéns pelo título

  2. o tardelli tb e desafeto do birner…hj ele deve estar triste…..agora que roubo pro flamengo hein.

    Paulinho: O Vitor tem restrições a ele como atleta, nada pessoal

  3. Foi uma vitória consagradora do Flamengo, obtida com raça e bravura. Mas inexcedível mesmo, em sua deprimência, foi o comportamento do time, técnico e diretores do Botafogo diante da derrota. Não é de hoje que o clube alvinegro dá show de destempero diante de derrotas; porém o procedimento de hoje, em termos de falta de desportividade e demonstração de má educação esportiva foi completa. Jogadores desfiando mágoas improcedentes até se pode tolerar, mas a atitude do presidente e seu aspone supera tudo aquilo que sempre os caracterizou. Não faltou nem mesmo a melodramática renúncia do presidente, supostamente por desencanto em face de iniqüidades repetidamente cometidas contra o seu clube. Verdadeira ópera bufa, que amanhã terá seu 2º ato, atendendo aos “apelos” que serão feitos pela noite afora. O Homem das Vitaminas, para não fugir ao seu eterno script, defendeu a nomeação de um botafoguense para diretor de árbitros. Parece reconhecer que só com auxílio de juizes pode ser campeão. O mal do Botafogo é o não-reconhecimento de que o time só será campeão no dia em que se livrar da mania de ser uma eterna vítima de complôs. Enquanto isso, só lhes resta o chororô.

    Paulinho: O Botafogo foi um péssimo perdedor

  4. Gostei muito do seu blog, parabéns! Se interessar por parceria deixa um comentário no meu blog com sua resposta.

    Paulinho: Agradeço. Abraço

  5. Pow.. o Flamengo mereceu com mta raça no 2° tempo o time conseguiu a virada..
    Botafogo nao pode ganhar titulos time que nem torcida tem direito nao merece..
    Parabens mengo

    Paulinho: O título foi merecido

  6. Aquele pênalti foi inventado. Não diria que o soprador de apito estava mal intencionado. Ele é péssimo mesmo. Incompetência pura. E por ser incompetente prejudicou ao Botafogo. E o Bebeto pediu as contas. Não é mais presidente do time.

    Paulinho: O penalti aconteceu, mas que ninguem marca isso é verdade

  7. Parabéns ao Flamengo.
    Mas com esse time aí vai passar vergonha na Libertadores.
    Conseguiram empatar com desconhecido o Coronel Bolognesi e vão ter problemas contra o Cienciano.
    Se conseguirem chegar nas oitavas de final já terão feito mais do que se esperava.
    O time do Flamengo é limitado.

    Paulinho: Se o Mengo chegar no mata mata começa a ter chances

  8. Não digo que a arbitragem foi tão responsável pela derrota do Botafogo hoje, eu acho que o time realmente foi prejudicado sim, mas menos do que, por exemplo, na final do Carioca do ano passado, contra o mesmo Flamengo… mas eu realmente acredito que há uma “força maior” que conspira para que o Flamengo ganhe e continue ganhando títulos cariocas, mas nada mais além disso.

    Paulinho: Eu achei o título merecido

  9. Raphael,

    ou melhor “Pitonisa”…

    Manda aí 06 números…quem sabe não dá na Mega Sena da semana….

    Paulinho: Doce ironia…

  10. o jogo foi excelente, a arbitragem foi amadora flamengo tem de ter acertar um atacante de verdade,o botafogo mais treinamento para artes cênicas,mas enfim parabéns ao rubro negro carioca.

    Paulinho: Foi merecida a vitória flamenguista

  11. Resumo do Jogo: Botafogo possui uma time bom, mas com um elenco limitado. O Flamengo não, apesar de ter um ataque ruim.
    Devido à ausência de seu principal jogador (Jorge Henrique), o Botafogo entrou com o time bastante recuado e marcando muito, mas o mengo possuía mais volume de jogo.

    Primeiro tempo: jogo dividido, com poucas chances para os lados. Contudo, o Fogo aproveitou melhor a sua.

    Segundo tempo: Flamengo melhora com as substituições e domina o jogo. Depois de bola jogada na área, Ferrero quase arranca a camisa de Fábio Luciano: pênalti, gol e depois, a expulsão de Souza e Zé Carlos (a única reclamação procedente dos botafoguenses) A partir deste lance o jogo muda…

    O time do Botafogo, relembrando erros anteriores e se descontrola emocionalmente, o que já havia acontecido em partidas anteriroes: Lúcio Flávio – jogador disciplinado – dá um pontapé por trás em Juan e acaba expulso. Assim, a partida perde seu esquema tático e ganha em emoção.

    Jogo Aberto: Flamengo com mais um em campo, tem mais posse de bola e o Botafogo tem mais chances reais de gols no contra-ataque.
    Acredito que quem leu esta crônica pôde perceber algo: que no jogo não houve domínio absolutamente de ninguém. Ele foi resolvido em um detalhe que nos últimos tempos não está do lado do Botafogo: a sorte. Foi ela que com todo capricho entrou no canto de Castilho no chute de Tardelli e com o mesmo capricho bateu na trave do Botafogo aos cinqüenta minutos do segundo tempo. Neste dia a sorte andou do lado rubro-negra.

    Paulinho: Boa analise

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: