Advertisements

Cordeiros de Edir Macedo

 Por Maurício Savarese

http://www.blogdosavarese.blogspot.com/

Má-fé

O apresentador Paulo Henrique Amorim e o repórter Afonso Monaco são bons empregados da TV Record. É um lugar que os merece. Afinal, dramaturgia no nosso analfabeto Brasil é peça tipicamente televisiva. E é isso que os dois se mostraram capazes de produzir em uma pretensa matéria sobre “perseguição religiosa” à Igreja Universal e ao bispo Edir Macedo, supostamente estampada nos jornais Folha de S.Paulo e O Globo.

Não vou me ater ao caso do jornal O Globo. Não li a matéria e vi na “reportagem” de Monaco apenas reclamações confusas, como a insatisfação com o termo “seita” para designar a Iurd em uma matéria e supostas agressões a fiéis por parte de supostos leitores do jornal em cidades bem longe do Rio de Janeiro, onde o diário é editado.

O caso da Folha de S.Paulo é mais interessante. Segundo Amorim e Monaco, fiéis da Iurd foram atacados por uma matéria da conceituada e longeva repórter Elvira Lobato cujo título era “Igreja Universal completa trinta anos com império empresarial”, apontando que diversos membros da Iurd são também proprietários de companhias vinculadas ao proprietário da TV Record.

Diz a matéria supostamente persecutória que a Iurd tem 23 emissoras de TV e 40 de rádio, além de outras 19 empresas registradas em nome de 32 integrantes da igreja. Entre essas empresas, diz a reportagem, há dois jornais diários, duas gráficas, quatro empresas de participações, uma agência de turismo, uma imobiliária, uma empresa de seguro de saúde e uma de táxi aéreo, a Alliance Jet.

Reparem que não há menção à fé dos seguidores do bispo Macedo, não há reflexão teológica nem uma condenação a quem frequenta a Iurd. A perseguição está na grana.

Apesar de a matéria tocar o ouro da Universal, e não o seu povo, Amorim e Monaco se prestaram ao papel de divulgar as acusações contra a repórter e contra o jornal no programa Domingo Espetacular sem citar uma única vez que fiéis e pastores da Iurd dominam esses recursos todos. Nenhuma.

E mentiram ao dizer que não foi por orientação jurídica da Iurd que mais de 50 ações de danos morais contra a Folha e Elvira foram ajuizadas em cidades a até 200 quilômetros das capitais de estados como Rondônia e Tocantins, que não são exatamente o público alvo da Folha de S.Paulo.

Os dois jornalistas omitiram que a primeira dessas ações já foi julgada e que o juiz viu má-fé do querelante no processo. Má-fé por querer uma indenização absurda.

A picaretagem foi tamanha que até o texto das ações ajuizadas é parecido.

Mas isso passou longe da revolta que Amorim e Monaco demonstraram no seu arremedo de matéria jornalística. Usaram a fé de quem vai à Iurd para reforçar ataques e tentativas de censura a quem apontou para o uso dos recursos amealhados pela igreja.

Uma grande vergonha.

Amorim e Monaco se prestaram a um papel vexatório, talvez à espera de um carimbinho de funcionário do mês na testa. Espero que sejam premiados, porque eles certamente trabalharam para merecer isso. Faço votos para que eles candidatem a escrever alguma novela para a TV de que tanto gostam.

Certamente de ficção eles entendem.

Advertisements

Facebook Comments

6 comentários em “Cordeiros de Edir Macedo”

  1. Não faço parte da IURD, mas fico indignado com a falta de respeito com que seus fiéis e com a religião que eles praticam são tratados! Por acaso qual é o menor Estado do mundo e que possui o maior PIB, sendo que não tem sequer um empresa ali instalada? Se o Sr. não sabia Paulinho, eu te dou a resposta, é o VATICANO! Porque será que isso não causa espanto a V. Sra. e aos demais jornalistas católicos ou sei lá o que sejam!! Curioso que todas Igrejas Barrocas, principalmente em Minas Gerais, são feitas, no seu interior, de ouro maciço, e isso não causa espanto, pelo contrário, é ponto turístico e sinônimo de riquesa da época do ouro, ninguém comenta que nessa mesma época a maioria da população era escravizada e marginalizada e a Elite era a IGREJA! Porque vc não comenta a quantidade de canais católicos da NET ou da SKY? Pq vc não comenta da riqueza dos Padres, Bispos e Sacerdotes? Aqui na minha cidade por exemplo, Belo Horizonte, atrás da PUC/MINAS, Pontifícia Universidade CATÓLICA, encontra-se o Bairo onde residem só Padres, vc acha que é uma favela? Nãããooo, é um bairro de classe média-alta que só tem “MANSÕES”.. etc.. Censura pra mim é o Jornal Nacional, enfim a rede globo, sbt, band, etc, enfiarem guela a baixo do brasileiro a religião católica, se o Papa PEIDAR é manchete, todo dia tem notícia do Vaticano, se o Padre Marcelo fizer uma missa pra 10.000 pessoas é Manchete, Agora se os evangélicos fizerem uma caminha com 2 MILHÕES de pessoas mal mal se dá a notícia!! Censura é isso! Se vc quer falar pesquise e fale de maneira geral e não específica!

  2. Sr. Alluy. O ouro da Igreja não gera renda e muito dele é fruto do fato de se esconder ouro da Coroa Portuguesa e não pagar o quinto. Santo do pau-oco, sabe? Não vejo a Igreja pedir dízimos escorchantes. Existem casos na justiça de pessoas pedirem o dízimo de volta à IURD. Isto não ocorre na Igreja católica. este mito em torno do vaticano é criado para vender revistas e documentários. Menos.

  3. Perguntar não ofende: O Paulo Henrique Amorim e o Afonso Mônaco, que tanto cutucam a Globo, não trabalharam na emissora dos Marinhos? Não receberam altos salários durante bons tempos? Não defederam a emissora quando lá trabalharam? Não vestiram a camisa? Enquanto lá estavam , não era a melhor emissora do país? Mudaram de opinião? Cospem no prato que comeram durante muitos anos? É assim que funciona? O dia que sairem da Record farão o mesmo com a propria Record? Como disse, estou somente perguntando, não estou acusando….vocês não acham estranho?????

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: