A CBF, de maneira vergonhosa, reconheceu uma conquista de campeonato dos anos 30, que sequer foi organizada pela CBD – nome da entidade à época, como título brasileiro do Atlético/MG.

Novamente, os adversários agradecem.

Assim como se divertem os corinthianos com a ‘estrela vermelha’ na camisa do Palmeiras, indicadora de um Mundial inexistente (ao menos a FIFA pulou fora da loucura), os cruzeirenses utilizarão a besteira para tirar sarro dos atleticanos.

Ednaldo Rodrigues, que assinou a mentira, é cópia, com capa de falsa humildade, dos antecessores que, por populismo e política, flexibilizaram a história do futebol brasileiro.

Facebook Comments
Advertisements