Advertisements
Blog do Paulinho

Filho de Superintendente de Marketing do Corinthians fundou empresa de ‘fake-news’ contratada pelo clube

Ainda na gestão Andres Sanches, o Corinthians contratou a empresa ‘Social QI’, que, desde então, tornou-se responsável pelo monitoramento de tudo o que se fala sobre o clube nas mídias sociais.

O vínculo permaneceu após a posse de Duílio ‘do Bingo’ Monteiro Alves.

Desde então, aumentou o número de robôs, em redes sociais, elogiando todos os atos da diretoria do clube.

Parte da imprensa vem sendo pautada pelas mentiras.

Ontem, o Blog do Paulinho revelou que a empresa está sendo investigada pela CPI dos aplicativos, acusada, em matéria da Agência Pública, de espalhar fake-news’, através de perfis fajutos, em desfavor de motoqueiros do aplicativo ‘IFOOD’, que protestavam contra as terríveis condições de trabalho.

O vereador Marlon Luz, vice-presidente da CPI, definiu assim as qualidades da ‘QI’:

“É o tipo de empresa que políticos ou empresas contratam pra fazer ‘jogo sujo’

Acusado por ‘fake-news’, chefe das Redes Sociais do Corinthians se cala na CPI dos Aplicativos

A ‘Social QI’ é gerida por Daniel Braga – que possui status de Diretor em Parque São Jorge.

José Colagrossi (pai) e Colagrossi (filho)

Não se sabia, porém, da profunda ligação da empresa com o Superintendente de Marketing do Corinthians, José Colagrossi Neto.

O filho dele, José Raggio Colagrossi, embora não conste no Contrato Social, é fundador da Social QI.

No final de 2020, pai e filho participaram, remotamente, de reunião da Associação dos ex-alunos da Universidade de Columbia.

O Blog do Paulinho teve acesso ao vídeo (que o leitor assistirá, ao final da postagem).

Nele, Colagrossi (filho) apresenta-se como sócio fundador da QI, que, à época, já prestava serviços ao Corinthians.

De mais de uma hora de bate-papo, selecionamos trechos que remetem a verdadeira aula de ‘fake-news’, manipulação de mídia e opinião pública.

Colagrossi (filho) confirma, entre outras coisas, que a QI criou o slogan ‘Bolso-Dória’.

Ao final, o pai (que acompanhou as explicações) aparece para falar de política brasileira.

A ‘Social QI’, porém, não é a única ligação entre os Colagrossi e Daniel Braga.


José Colagrossi (filho)

A empresa da Rua Fidêncio Ramos

Em 13 de janeiro de 2014, Daniel Braga e sua companheira constituíram a ‘Promove Serviços de Propaganda e Comunicação Ltda’, sediada, primeiramente, à rua Marcondesia 690.

Pouco mais de três anos depois, no dia 06 de abril de 2017, Colagrossi (filho) juntou-se ao contrato social.

A empresa, então, mudou-se para a Rua Fidêncio Ramos nº 101, cj 84, na Vila Olímpia, bairro nobre de São Paulo.

Coincidentemente, o mesmo logradouro, com diferença de 100m físicos, da ‘Providence’, grupo ligado ao atual presidente do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, que mantém ramificações no exterior e esteve envolvido na obscura transferência de Alexandre Pato ao Timão.

Detalhes, documentados, podem ser conferidos no link abaixo:

Detalhes (com documentos) da criminosa transferência de Alexandre Pato para o Corinthians – Blog do Paulinho

Em 22 de fevereiro de 2019, apesar de, no papel, possuir ínfima participação societária, Colagrossi (filho) passa a ser administrador da empresa, deixando Daniel Braga ‘apenas’ na condição de sócio majoritário.

Somente menos de dois meses atrás, em 20 de junho de 2022, após a inserção da Social QI da CPI dos aplicativos, o filho do Superintendente de Marketing do Corinthians, talvez por precaução, retirou-se, formalmente da ‘Promove’.

Tudo indica, assim como na QI, um afastamento somente do papel.


Apesar de todos estes indícios e provas, a ‘Social QI’ segue trabalhando, e embolsando, no Corinthians, assim como José Colagrossi, responsável pela contratação de empresa ligada à própria família, a quem destina recursos de publicidade aprovados pelo Presidente Duílio ‘do Bingo’ Monteiro Alves, sob orientação do escritório de compliance ligado ao Diretor Jurídico.

Fica cada vez mais claro que a atual gestão do Corinthians institucionalizou a comunicação manipulada, através de profissionais de ‘fake-news’, objetivando enganar jornalistas e, consequentemente, associados, conselheiros e torcedores do clube.

Com notícias positivas criadas em laboratório e verdades combatidas por robôs, é facilitado o trabalho dos que precisam salvar suas vidas financeiras através dos negócios fechados pelo Corinthians.

Facebook Comments
Advertisements

Um comentário sobre “Filho de Superintendente de Marketing do Corinthians fundou empresa de ‘fake-news’ contratada pelo clube

  1. Pingback: Gestor de ‘fake-news’ do Corinthians foi expulso de empresa anterior acusado de ‘golpe’ – Blog do Paulinho

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: