Advertisements
Blog do Paulinho

O fluxo de caixa do Palmeiras

O Palmeiras, revelará seu mais recente balanço, tomou emprestados R$ 68 milhões, parte deles em adiantamentos de receitas, sob os quais incidiram descontos referentes a cobranças de juros.

Como justificar?

Leila Pereira utilizou a desculpa tradicional de quase todos os presidentes de clubes: fluxo de caixa.

Trata-se de meia-verdade.

A explicação mais correta poderia ser resumida na palavra ‘prioridades’.

O clube realizou vendas milionárias de jogadores e embolsou quantia respeitável de fontes diversas nos últimos meses.

Onde foi parar o dinheiro?

Na conta de Madame.

Faz algum tempo o Palmeiras deve mais de R$ 100 milhões à Crefisa, e paga juros sobre este empréstimo.

Dona de ambos os cofres, tanto da credora quanto do Verdão, Leila priorizou, como era imaginado que ocorreria antes das eleições, seus interesses pessoais em detrimento da agremiação.

Tivesse segurado mais um pouco para embolsar – até porque o mandato presidencial termina apenas em 2024, o Palmeiras estaria com dinheiro em caixa e trocaria os juros extorsivos cobrados por terceiros pelas suposta flexibilidade comercial, entre a patrocinadora e clube, apregoada pela própria presidente.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: