Advertisements
Blog do Paulinho

O que deveria ser cobrado após confirmação de acordo do Corinthians com a CAIXA

Corinthians e CAIXA, quase conjuntamente, informaram que o acordo de renegociação da dívida referente ao empréstimo bancário que viabilizou a construção do estádio de Itaquera foi assinado.

R$ 611 milhões a serem quitados ao longo de 20 anos.

Já falamos por aqui que, feitas as contas de tudo o que já foi abatido, anteriormente, para quitação da pendência, desde repasses de CIDs da Prefeitura até a própria arrecadação da Arena, trata-se de um negócio, financeiramente, ruim para o clube.

A perda de dinheiro é grande (o valor original do empréstimo era de R$ 400 milhões), obrigando o Corinthians, praticamente, a iniciar novo pagamento do zero, levando-se em consideração que ainda falta definir a solução para os valores devidos, diretamente, à Odebrecht.

Próximo de R$ 200 milhões, com versões conflitantes entre as partes.

O início dos prazos dos novos ‘boletos’ com a CAIXA, acertados para ‘janela’ próxima à saída do atual presidente do clube, também não cheira bem, principalmente porque é público e notório que o período de ausência de pagamentos, iniciado há alguns anos, vem sendo desperdiçado.

Não se sustenta o discurso de que ‘agora’ o Corinthians poderá utilizar parte da renda do estádio que, anteriormente, era 100% repassada ao Fundo.

Faz alguns anos que o Timão, indevidamente, embolsa a totalidade da quantia e, mesmo assim, inexiste revitalização financeira da agremiação.

O que ocorre, além de constante endividamento, é a ‘dopagem’, explícita, da equipe de futebol, quase sempre a bem dos interesses de intermediários.

Ganho, somente o político, e talvez financeiro, do atual grupo gestor do Corinthians.

Simbólico o elogio, no anúncio do acordo com a CAIXA, efetivado pelo presidente Duílio ao ex-mandatário Andres Sanches, como se fosse, em verdade, a comemoração do êxito de seus próprios interesses.

Feita esta colocação, existem, a partir deste novo quadro, cobranças que deveriam ser tornar frequentes nas análises do Conselho Deliberativo do clube.

Algumas delas:

  • qual será o planejamento para, em meio às novas obrigações financeiras, encaixar a quitação de dívidas pretéritas, avaliadas em mais de R$ 1 bilhão, portanto, ainda maiores do que o valor devido à CAIXA?
  • feita esta conta, como encaixar os custos de preservação do estádio e a manutenção de equipe de futebol relevante para a disputa de campeonatos (contratações, salários, etc), sem que o Corinthians entre em novo espiral de endividamento?
  • em vigor há alguns anos, não há comprovação dos pagamentos do acordo de naming-rigths do estádio de Itaquera, tratado por Duílio, em comunicado, como desafogo principal das parcelas com a CAIXA. As dúvidas: eles ocorreram? Se não, de que maneira serão repassados ao banco? Iniciando como se fosse a primeira parcela ou no acumulado das pendências anteriores? O Corinthians cobrará juros da Hypera neste prazo, aparente, de ‘janela’?
  • por contrato, a Hypera, assim como todos os devedores do estádio, tem que depositar dinheiro no Arena Fundo para que, a partir daí, seja repassada tanto à CAIXA quanto à Odebrecht. O Corinthians possui dívida de quase R$ 60 milhões com o Fundo, ou seja, próximo de dois anos de parcelas com o banco. Como esse problema será equacionado?

Observa-se, nesse contexto, que ao fechar acordo de pagamento de dívida na casa dos R$ 611 milhões, sem que exista, factualmente, planejamento mínimo para fluxo financeiro equivalente, o presidente do Corinthians só tem uma razão para a esfuziante comemoração explicitada em redes sociais: não será, na gestão dele, que os novos problemas serão inseridos.

Duílio levará a fama, sem deitar na cama.

Os novos calotes, bem mais prováveis, diante do atual quadro de receitas e despesas do Corinthians, serão atribuídos aos sucessores, enquanto ao atual, assim como ocorrido com o ‘mentor’ Andres Sanches, restará a possibilidade de, eventualmente, obter algum êxito esportivo, necessário para facilitar a ocultação da realidade de tudo o que, de fato, ocorre há algum tempo em Parque São Jorge.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: