Advertisements
Blog do Paulinho

Árbitros paraibanos terão que beijar os pés da cartolagem

Por determinação da Comissão de Arbitragem da Paraíba, chefiada pelo controverso Arthur Alves Junior, ex-presidente do SAFESP, os árbitros locais – muitos deles contratados doutros estados, serão divididos em Séries A e B, de acordo com o nível de atuação.

Os melhores apitarão os clássicos e jogos da 1ª divisão.

Haverá acesso e descenso, como se fossem clubes de futebol.

A ideia, que parece boa, resvala num ‘pequeno’ detalhe: a banca julgadora será a Federação Paraibana de Futebol.

Ou seja, os cartolas.

Por óbvio, o resultado prático será a necessidade dos árbitros, para sobrevivência na profissão, de beijar os pés da cartolagem.

Arthur sequer pode alegar inocência.

Como bem lembrou o ex-árbitro Euclydes Zamperetti Fiori, em sua coluna, o ex-sindicalista paulista adotou critério semelhante em São Paulo, com resultados desastrosos, entre os quais apadrinhados nitidamente beneficiados.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: