Advertisements

As cores esfregadas no nosso nariz

Da FOLHA

Por RUY CASTRO

Os bolsonaristas têm quem os teleguie no sequestro das nossas bandeiras, verbais ou simbólicas

Ouço dizer que, num covil da internet, lê-se: “Abaixo o Supremo Tribunal Federal! Não passarão!”. Ouvi direito? A lendária palavra de ordem da Guerra Civil Espanhola (1936-39), consagrada pela ativista Dolores Ibárruri, La Pasionaria, comunista de 400 anos, terá sido adotada pelos seguidores de Jair Bolsonaro? Se sim, seria mais uma prova da ciclópica ignorância dessa gente. Mas não é só isso. Se os bolsonaristas são broncos ou ingênuos, há uma minoria que pensa por eles, teleguia-os e os abastece de slogans. E sabe o que faz.

A estratégia consiste em se apropriar das bandeiras, verbais ou simbólicas, do adversário. Começa pelo sequestro do conceito de democracia, que passa a ser de seu uso exclusivo. Qualquer tentativa de enquadrá-los na lei maior, a Constituição, é chamada de tentativa de ditadura —embora esta lhes sirva muito bem para definir os governos torturadores que defendem. Como a democracia é, por definição, um regime que assiste com notável tolerância a que se trame a sua própria destruição, eles dispõem de tempo e espaço para trabalhar.

A corrupção conceitual se estende à liberdade de expressão. Abusam do direito de exercê-la, mas processam e ameaçam quem faz o mesmo com eles e, se chamados a responder por seus excessos, correm cinicamente para trás do biombo jurídico. Essa é a mais perigosa das apropriações: a da Justiça —porque costurada por dentro, em silêncio, e, quando se torna evidente, como agora, já pode ser tarde demais.

Conceitos como “Deus”, “pátria”, “família”, “povo” e “homem de bem” também se tornam de sua propriedade, para maquiar práticas sabidamente canalhas.

E há o mais simbólico e ostensivo dos sequestros: o das cores nacionais. Elas se tornam seu monopólio e são esfregadas no nosso nariz. O Brasil precisa retomar o verde-amarelo. Mas, antes, terá de purgá-lo com o preto e o cinza, cores do luto. Por acaso, vem aí um 7 de Setembro.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: