Advertisements

Brasil joga melhor, mas erra muito e apenas empata com a Holanda

Brasil e Holanda – atual vice-campeã mundial – empataram em partida válida pela segunda rodada do futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio.

As brasileiras jogaram melhor, mas cometeram erros – inclusive a treinadora Pia – que comprometeram a possibilidade de vitória.

Nem bem iniciou a partida e a Holanda, aos 02 minutos, abriu o marcador quando a ótima Miedema recebeu de costas, na entrada da área, girou com extrema habilidade diante de Erika e bateu rasteiro, sem chances para Bárbara.

Aos 07, a arbitragem errou ao assinalar penalidade inexistente para o Brasil; marcação, na sequência, corrigida pelo VAR.

Com as brasileiras melhores em campo, Debinha, aos 15, aproveitou-se de cruzamento pela direita de Duda e, após duas tentativas, empatou o marcador.

O Brasil jogava bem, mas, novamente, corria riscos nos contragolpes, principalmente os que aconteciam do lado direito de sua defesa – o mais fraco.

Rafaela quase marcou de cabeça, aos 49, mas a bola raspou a trave.

Na volta do intervalo Pia retirou Formiga, Bia Zaneratto e Duda, substituindo-as por Ludmila, Andressa Alves e Angelina.

As brasileiras voltaram no ataque, porém, aos 14 minutos, Miedema subiu mais que a zaga, cabeceou e a goleira Bárbara, com displicência, aceitou.

Dois minutos depois, Ludmilla foi derrubada dentro da área e a árbitra, com ajuda do VAR, assinalou a penalidade.

Marta, aos 18, com enorme categoria, empatou.

Não tardou a justa virada, quando, aos 22, Ludmila aproveitou-se de bola mal recuada por Nouwen, driblou a goleira e marcou belo gol.

Geyse, aos 28, entrou, surpreendentemente, no lugar de Marta.

Erro de Pia, provavelmente pensando em melhorar o setor defensivo.

A Holanda, despreocupada com a ausência da melhor do mundo, melhorou e, seis minutos depois, Janssen bateu falta com perfeição e, novamente, deixou tudo igual.

Ao final, apesar dos erros, ficou a certeza de que o Brasil tem nível para almejar uma medalha olímpica, inclusive a de Ouro, podendo, ainda que involuntariamente, ser beneficiada se classificar-se na segunda colocação do grupo, escapando de encontro precoce com EUA e Suécia, que podem sobrar, pelo saldo de gols, para as holandesas.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: