Advertisements

A negativa da FPF em testar jogadores uma hora antes das partidas

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF

A FPF segue pressionando o MP-SP para, irresponsavelmente, reiniciar o Paulistinha em meio ao ápice da pandemia de COVID-19, que, somente ontem, matou mais de quatro mil pessoas no Brasil.

Na tentativa de chegar a um meio termo, a promotoria sugeriu a testagem de jogadores uma hora antes de cada partida.

Os cartolas se negaram, alegando ser inviável a operação.

A preferência, ao que parece, é arriscar com o sistema anterior, em que o sujeito se testa dias antes e, se contagiado no minuto seguinte, irá a campo infectar companheiros e demais participantes do jogo.

Se da Federação não dá para esperar nada além da busca pelo dinheiro – nem sempre apenas para a entidade, do MP chama a atenção o equívoco em tentar encontrar uma solução intermediária diante de um quadro que não dá margem a qualquer tipo de flexibilidade.

Ainda que a FPF aceitasse a sugestão, realizar as partidas nas condições atuais é possibilitar a morte dos demais envolvidos, sejam eles os trabalhadores dos estádios ou os torcedores que, lamentavelmente, ainda se aglomeram nas cercanias, instigados pelo fanatismo.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: