Advertisements

Projeto de ‘Disneylândia’ Luso-Corinthiana divide opiniões na Portuguesa

Circula, nos bastidores da Portuguesa, a informação de que Antonio Castanheira, presidente do clube, estaria trabalhando para transformar o estádio do Canindé, que seria derrubado, em Parque Temático.

Curiosamente, projeto idêntico ao apresentado pelo candidato derrotado nas eleições do Corinthians, Augusto Melo.

Há quem afirme que o cartola alvinegra estaria envolvido no negócio.

Seria a “Disneylândia brasileira”, mesmo apelido utilizado quando da apresentação do projeto aos associados corinthianos.

Porém, para vender ou ceder o terreno, a Portuguesa teria, antes, que quitar as centenas de penhoras trabalhistas vinculadas ao documento, além de evitar o tombamento histórico, em vias de ser votado, da propriedade.

Castanheira acredita ter resolvido a questão trabalhista em acordo coletivo determinado, recentemente, pela Justiça.

Mas a advogada Gislaine Nunes, representante da parte mais relevante dos credores, nega-se a aceitar o parcelamento e trabalha para reverter a decisão.

Recentemente, o Conselho Deliberativo da Portuguesa, por 44 votos contra 42, votou favorável ao tombamento do Canindé, mas a diretoria do clube quer viabilizar outra votação.

O CONPRESP ainda analisa o pedido de tombamento.

A confusão é grande nos bastidores da Lusa por conta desse assunto que, conforme comprova a apertada votação do Conselho, divide opiniões.

Os que são contrários afirmam que a Portuguesa não terá estádio para jogar, tendo que alugar espaços municipais ou de terceiros, e que os dirigentes e seus parceiros estariam mais preocupados em embolsar as facilidades da intermediação do negócio.

São acusados de estarem no ‘rolo’, além de Castanheira e, talvez, o alvinegro Augusto Melo, o vice-jurídico Leandro Teixeira Duarte e Beto Cordeiro, ativo participante das gestões lusitanas nas últimas décadas.

Apesar de toda a movimentação, além do Conselho Deliberativo, existe a necessidade de aprovação do ‘Parque’ – se todas as intercorrências (trabalhistas, tombamento, etc) forem resolvidas – pela Assembleia Geral de associados.


OUTRO LADO

Após a publicação, Augusto Melo entrou em contato com o Blog, negou qualquer participação no projeto e disse não conhecer os dirigentes da Portuguesa

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: