Advertisements

Fernando Diniz evolui em tudo, menos na educação

Ontem (06), em meio à má-jornada do São Paulo contra o Bragantino pelo Brasileirão, o treinador Fernando Diniz demonstrou, novamente, que, apesar da recente evolução como profissional, segue agindo de maneira desqualificada com seus jogadores.

Trata-se de caminho que costuma levar ao fracasso.

Não à toa, tirando este Campeonato que parece estar fadado a vencer, Diniz, até então, por conta dos conceitos de futebol que agradam os olhos de quem assiste, mantém patamar de ‘promessa’ que nunca vingou.

É obvio que, desrespeitados, poucos são os jogadores que desejam o bem do treinador.

O diálogo, flagrado por jornalistas e pelo áudio da transmissão é revelador.

Tchê-Tchê, incomodado com as grosserias, questiona:

“Não posso falar com você?”

Diniz, em resposta, amplia o desrespeito:

“Não pode mesmo. Tem que jogar, caralho! Seu ingrato do caralho! Seu ‘perninha’ do caralho! Mascaradinho… vai se foder!”

Ou seja, além da péssima educação, jogou na cara do jogador, muito provavelmente, possível ‘ajuda’ ao sugerir sua contratação ao clube.

Triste momento.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: