Advertisements

O impacto que 25 meses de calote no FGTS de 700 funcionários pode gerar no Corinthians

Andres Sanches e Duílio “do Bingo” Monteiro Alves

No próximo dia 04, Duílio ‘do Bingo’ Monteiro Alves receberá o Corinthians das mãos de seu sócio e mentor, Andres Sanches, com diversos focos de dívidas milionárias, quase incalculáveis se somadas todas.

Existem as pendências óbvias, discriminadas no balanço, as do estádio, mas também as inseridas no contexto de ações trabalhistas, que podem gerar valores diversos (acordos, condenações, etc.), e demais incertezas.

Dentre elas está o escandaloso calote no FGTS de 700 funcionários, incluindo os contratos milionários com jogadores de futebol, que já atinge 25 meses, ou seja, mais de dois anos.

8%, em média, de cada holerite, acrescidos de multas de demais correções.

17.500 calotes (somadas todas as folhas salariais de todo o período), aproximadamente.

Mas a conta, que já assusta, não para por aí.

Somente aceitarão qualquer tipo de acordo os funcionários que ainda permanecerem empregados no Corinthians, não por concordarem com os termos, mas pela necessidade de manterem-se trabalhando.

Nem todos, porém, principalmente atletas – os que mais recebem, deixarão o Timão sem a orientação de, na Justiça, cobrarem o que lhes é devido.

Mais do que uma ‘bola de neve’, a dívida de FGTS do Corinthians é uma avalanche, que arrastará o clube para uma situação ainda mais caótica e de difícil resolução.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: