Fracasso de Russomanno é símbolo do início da derrocada do genocida que infelicita o Planalto

Quase todos os candidatos ‘relevantes’ apoiados pelo genocida que infelicita o Planalto foram humilhados nas urnas por uma população que parece, aos poucos, acordar do transe lunático iniciado alguns anos atrás.

As principais cidades enxotaram os bolsonaristas.

Mas o exemplo maior se deu em São Paulo, com Celso Russomanno.

O espertalhão liderava as pesquisas até se pendurar, explicitamente, em Bolsonaro, quando, desde então, a campanha desabou.

Com 99,92 % dos votos apurados, está em quarto lugar, quase sendo ultrapassado pelo caricato ‘Mamãe Falei’.

Teve menos apoio popular do que no pleito anterior, em que foi ‘ajudado’ por Edir Macedo.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.