Do Corinthians à Barbarense: os esquemas de Augusto Melo, empresário de jogadores que é candidato a presidente do Corinthians

Augusto Melo, candidato a presidente do Corinthians, protagoniza, desde os tempos em ocupava o cargo de assessor das categorias de base alvinegras, um ‘sistema’ de agenciamento de jogadores com Claudinei Alves e Valmir Costa, seus atuais companheiros de campanha.

Mas não apenas com eles.

Esporadicamente, outros se juntariam ao grupo, de acordo com os interesses e a propriedade da ‘mercadoria’ a ser negociada.

Entre os quais, o intermediário André Campoy, há décadas preposto do presidente Andres Sanches.

Não à toa, Melo tem realizado uma campanha que, apesar de se vender como oposicionista, é incapaz de criticar o dirigente, chegando até, em determinados momentos, a elogiá-lo.

Augusto e seus parceiros deixaram a base do Corinthians, em agosto de 2016, logo após notório escândalo de corrupção revelado pela mídia.

Em sua versão, saiu ‘por que viu coisas erradas’ (que nunca revelou), mas há quem diga que seu suposto ‘esquema’ teria conflitado com o de raposas mais antigas do Parque São Jorge.

Como veremos adiante, apesar de fora do cargo, o cartola seguiu realizando negócios com o clube.

Por exemplo: o atleta Matheus Araújo, do sub-20, que, recentemente renovou contrato com o Timão até 2022, elevando a multa contratual para 50 milhões de Euros, em agosto de 2018, oriundo da Barbarense, assinou contrato com o Corinthians.

O clube do interior é parceiro do cartola.

Augusto vendeu para o empresário Marino Rosa (ligado a Andre Campoy – preposto de Andres Sanches) os direitos de agenciamento deste atleta e também de Juan, atualmente no São Paulo.

Marino Rosa

Segundo o agente, ouvido pelo blog:

“Paguei R$ 250 mil por cada jogador… para ter o direito de agenciá-los… R$ 500 mil no todo”

“O Augusto me ligou e indicou os atletas… disse que tinha chegado um craque no Corinthians”

“Eu paguei para o Thiago, da Fut Talentos, que deve ter repassado a parte dele”

“Sou amigo do Andres, do André Campoy… não quero me complicar… estou te contando a verdade… não há o que esconder”

Matheus Araújo assinando contrato com o Corinthians

Atletas indicados por Augusto promovidos pela Fut Talentos

O Blog do Paulinho teve acesso a diversos repasses de dinheiro, através de transferências bancárias, enviados pelo agente Marino Rosa, quando não à conta de Augusto Melo, para a de seu parceiro, o intermediário Lima, que também atua na base do Corinthians.

Lima

Alguns de negócios anteriores aos revelados pela matéria.

Melo recebia os valores na conta da empresa ‘Vicla Comercio de Bolsas e Assessórios Ltda’, da qual é proprietário, curiosamente constituída e encerrada num espaço de pouco mais de um ano, em período semelhante ao dos pagamentos efetivados por Marino Rosa.

Abaixo três exemplos de transferências para as contas de Augusto Melo, compreendidas entre dezembro de 2017 (bem antes do acordo com a Barbarense) até julho de 2018.

O Blog do Paulinho questionou Augusto Melo, por telefone, se ele alguma vez teria recebido dinheiro de empresários de jogadores.

A resposta:

“Não… nunca!”

Depois, corrigiu:

“Uma vez só caiu dinheiro na minha conta, da época do Barbarense, não era meu… eram R$ 25 mil… eu só emprestei a conta”

Os documentos postados desmentem a afirmação.


 

OPERAÇÃO BARBARENSE

Pavão, Augusto Melo e Valmir (todos à direita) em reunião no Barbarense

No dia 22 de outubro de 2018, Augusto Melo ‘arrendou’ as categorias de base do União Barbarense, comprometendo-se a viabilizar a participação do clube na Copa São Paulo de Juniores 2019.

O contrato, com prazo estipulado de três meses, foi firmado na pessoa jurídica de José Valdemir da Silva Bezerra (grafado, erradamente, como José Valdemar), que é primo de Valmir, para quem trabalha instalando ar condicionado.

A empresa possui como atividade especificada ‘agenciamento de jogadores’ e teria sido utilizada, também, para negócios na base do Corinthians.

Pelo acordo, 80% de qualquer dinheiro gerado pelos atletas seriam destinados ao grupo de Augusto, com a equipe de Santa Bárbara recebendo apenas 20%.

Inclusive os formados nas categorias de base do clube.

A divisão, de fato, era embolsada, em partes iguais, por cinco pessoas: Augusto Mello, Valmir, Claudinei Alves, Adilson Pavão (que teria emprestado dinheiro aos agentes) e um misterioso empresário de nome Beto.

Beto

Ao Blog, Augusto Melo, quando questionado sobre de que maneira ganharia dinheiro no projeto, respondeu:

“Recebi o convite (para entrar no negócio) de amigos do clube Valmir e Adilsinho”

“Após trabalho realizado, sobre resultados após a Copinha 2019, receberia comissionamento por produtividade”

Sobre se havia contrato assinado com o clube, desconversou:

“Eu não fiz contrato”

Tanto o contrato existe, em nome de terceiro, como o recebimento especificado destoa da explicação, até porque, se mantida a versão de Augusto, a da ‘produtividade’ na Copa São Paulo, seria difícil receber alguma coisa: o clube foi eliminado na 1ª fase, com zero pontos.

Rodrigo Cebola

Logo na chegada ao Barbarense, Augusto Melo demitiu o treinador Rodrigo Cebola, que detonou:

“Isso (mandar escalar jogador de empresário) não acontece comigo. Joga quem estiver melhor”

“Tem garoto que eles trouxeram que estava parado há mais de 2 anos e com o trabalho físico diário e jogos seguidos, se contundiram”

Segundo o portal ‘Todo Dia’, de Santa Bárbara, que travava Augusto e seus parceiros como ‘empresários de São Paulo, ao menos 17 jogadores foram levados ao clube:

“As bases foram fatiadas. Augusto Melo e seus parceiros de São Paulo arcaram com os altos custos da Copa São Paulo de Futebol Júnior, de onde o alvinegro saiu sem pontuar mais uma vez, além da montagem das equipes Sub 15 e Sub 17 para o Campeonato Paulista, também com resultados decepcionantes. O time infantil, aliás, deixou o torneio com apenas um ponto conquistado dentre os 36 possíveis”

O Blog do Paulinho conversou com Adilson Pavão, parte no contrato com a Barbarense, que confirmou o teor da matéria do Blog do Paulinho.


Ricardo Maritan, Augusto Melo e José Avenia Neri

OUTRO LADO

Nota oficial de Augusto Melo

Finalmente está chegando o grande dia da mudança!
Todas as pesquisas vêm mostrando que o corintiano exige por essas mudanças e que ninguém aguenta mais essa Situação.
Estamos às vésperas de uma das mais importantes eleições da nossa história e, hoje, no clube é grande aceitação do nosso nome e de nossos projetos.
Sabemos que, daqui para frente, passaremos a ser bombardeados por mentiras, fake news e tentativas de arranhar nossa imagem, coisa infelizmente costumeira no mundo político.
Os associados que me conhecem, há muitos anos, sabem do resultado do trabalho impecável que realizei nas Categorias de Base do Corinthians.
Como resultado desse bom trabalho, após minha saída, fui convidado por outras entidades desportivas a desenvolver projetos semelhantes relacionados a formação de atletas de alto rendimento, bem como no desenvolvimento de infraestrutura para clubes, com esse mesmo objetivo.
Em um dos casos, em meados de 2018, aceitei trabalhar profissionalmente no União Barbarense. Nesse período, já não possuía nenhum cargo no Corinthians, podendo exercer livremente essa atividade, seja ela para aprimorar uma experiência profissional ou como forma de ganho financeiro – como qualquer outro trabalho.
Quero dizer que essa experiência prática, junto a diversos outros cursos, me tornou ainda mais preparado e seguro para a grande decisão que tomei, a de colocar meu nome à disposição dos associados e torcedores para o pleito de 28 de novembro de 2020.
Aos meus opositores aproveito para informar que a falta de publicações minhas, em resposta a ataques rasos e infundados, deve-se ao fato de estar muito ocupado e focado com o aperfeiçoamento de nossas propostas para um Corinthians Mais Forte.


Outras suspeitas sobre Augusto Melo postadas, anteriormente, no Blog do Paulinho

Augusto Melo na Inglaterra

O Blog do Paulinho já havia citado Augusto Melo, antes dele se fazer notar politicamente no Parque São Jorge, em duas situações mal explicadas, uma delas envolvendo a base do Timão.

Em outubro de 2015, o cartola levou a promessa Vitinho à Inglaterra, com apenas 15 anos, para ser avaliado no Manchester City.

Tratava-se de um ‘esquema’ do agente Nick Arcuri, ligado a Kia Joorabchian, obviamente com aval de Andres Sanches, para viabilizar a mercadoria na Europa, porém algo deu errado e o atleta segue no Parque São Jorge até os dias atuais.

Augusto, ouvido pelo blog, revelou que ‘poderia ser coisa errada’, mas que apenas cumpria ordens, na condição de funcionário do clube.

O “erro” que fez o Corinthians perder outra promessa da base

Noutro episódio, o cartola alvinegro foi citado, no ano de 2017, em matéria que tratava sobre esquemas do intermediário Lima, um de seus parceiros comerciais.

Esquema envolvendo agentes ligados ao Corinthians, bancado por filho de contrabandista, é descoberto no Juventus


Augusto Melo, Valmir e Claudinei Alves, em recentes postagens de mídias sociais

Facebook Comments
Advertisements

One Reply to “Do Corinthians à Barbarense: os esquemas de Augusto Melo, empresário de jogadores que é candidato a presidente do Corinthians”

  1. olha essa eleição no Corinthians são ás piores o Augusto é menos pior gobbi que Citadine apoia si aliou com Paulo Gracia com Raul correia que você tanto combatia

    Paulinho: combatia ? Antes de falar bobagem leia o blog

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.