Advertisements

Com medo da prisão, empresário acusado de estelionato em Campo Limpo Paulista pede HC preventivo em processo que dizia não existir

Há algum tempo, o Blog do Paulinho tem revelado o lado sombrio do empresário Diego ‘Di’ Agiani, indiciado em diversas ações por estelionato, que, nos últimos meses, tem vendido a ideia da implementação de uma ‘Feirinha da Madrugada’ na cidade de Campo Limpo Paulista, a mesma que tentou, sem sucesso, vender à Portuguesa.

Até hoje a Lusa acusa-o de golpista.

A Justiça decidiu, há pouco mais de um mês, que até a utilização do nome do empreendimento por Diego é indevido.

O facebook retirou do ar dezenas de postagens do empresário, sob alegação de que tratavam-se de ‘fake-news’, muitas delas com o autoproclamado ‘Bispo’ apresentando-se como ‘presidente’ da ‘Feirinha’, pertencente, de fato, à empresa ‘Circuito de Compras’, que também processa o sujeito.

Após as postagens do Blog do Paulinho, Diego, em nítido desespero, passou dizer, quando não que a documentação era fajuta (apesar da facilidade de checagem no órgãos públicos), que os processos estavam arquivados.

Porém, na última sexta-feira (18), após anos sendo procurado pela Justiça para responder por um dos crimes de estelionato que lhe são atribuídos, Diego, intimado a depor, ingressou com pedido de ‘habeas-corpus’ preventivo, objetivando não ser preso durante o depoimento.

No texto da petição, o empresário, em linguagem frequentemente utilizada pela malandragem, diz ter receio de estar ‘pedido’ (com mandado de prisão decretado).

O HC, porém, não foi avaliado porque, segundo o juiz Fabio Calheiros do Nascimento, foi impetrado em foro equivocado.

Diego precisará agora correr para tentar decisão em 2ª Instância.

Trata-se, independentemente do resultado final, de procedimento estranho à pessoa que apresenta-se como religioso ilibado.


Para relembrar detalhes deste e de outros processos que acusam Diego de práticas criminosas basta clicar no link a seguir:

Empresário, investigado por estelionato, gera suspeitas em Campo Limpo/SP, mas perde direito de utilizar marca ‘Feirinha da Madrugada’


Abaixo a cópia do pedido de HC de Diego, com a sua defesa para o crime do qual é investigado:

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Com medo da prisão, empresário acusado de estelionato em Campo Limpo Paulista pede HC preventivo em processo que dizia não existir”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: