Advertisements

MPF aponta que Presidente e vice do Corinthians confessaram corrupção ativa na Justiça Federal

Na última segunda-feira (05), o Ministério Público Federal denunciou o Juiz Federal Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Cível Federal, por cobrar propinas em troca de decisões favoráveis em diversas ações, entre as quais as de crimes fiscais.

O inquérito é o de nº 5006468-69.2020.4.03.0000.

As acusações são de corrupção passiva, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Segundo o MPF, integravam a quadrilha o Diretor de Secretaria da 21ª Vara, Devannir Ribeiro Barile, além doutros seis advogados e peritos.

O juiz Leonardo chegou a ser preso, mas depois liberado, em decisão do STJ, encontrando-se, neste momento, em liberdade monitorada.

À ocasião, o magistrado tentou ‘dispensar’ dois celulares pela privada, mas se deu mal:

Dentre os ‘clientes’ do esquema estariam o presidente do Corinthians, Andres Sanches e seu vice, Alexandre Husni.

Recentemente, a dupla prestou depoimento, acompanhada do diretor jurídico alvinegro, Fábio Trubilhano, e do advogado Juliano Di Pietro, ocasião em que confessaram a ‘solicitação de vantagem’ (em tese, corrupção ativa), mas negaram a efetivação do pagamento.

O objetivo era obstar a execução fiscal nº 5014599-48.2019.4.03.6182.

Em 06 de agosto de 2019, coincidentemente, o processo foi julgado extinto.

Husni, porém, confessou pagamento de propina noutro caso, em que atuou como advogado de Luiz Phelipe Rezende Cintra, em ação de despejo contra os Correios:

A Justiça Federal parece não ter acreditado, inteiramente, no teor das oitivas de Andres Sanches e Alexandre Husni e, por conta disso, ambos seguem investigados, assim como o Corinthians, com os respectivos sigilos bancários, aparentemente, quebrados.

O relatório dessas finanças, em breve, será incorporado ao Inquérito.

Um vexame para o clube.

Começa a fazer sentido a indicação de Alexandre Husni para compor chapa com Andres Sanches nas eleições do Corinthians em 2018, que, à época, causou espanto pelo fato do advogado ter militado, durante anos, em campo oposicionista.

Menos aos leitores do Blog do Paulinho, que, há mais de uma década, acompanharam as investigações da parceria MSI-Corinthians, com Alexandre Husni sendo apontado pelo MP-SP como operador de venda de sentenças, chegando a ser citado, desta maneira, pelo ex-presidente Alberto Dualib, em áudio interceptado pela Polícia Federal.

Apesar da extrema gravidade do assunto, os cartolas corinthianos, até o momento, por razões que parecem óbvias, mas injustificáveis diante das obrigações dos cargos exercidos no Parque São Jorge, ocultaram a investigação do conhecimento dos conselheiros do clube.


Clique no link a seguir para baixar a íntegra do Inquérito nº 5006468-69.2020.4.03.0000:

Denúncia MPF compra de sentença – Corinthians


Advertisements

Facebook Comments

2 comentários em “MPF aponta que Presidente e vice do Corinthians confessaram corrupção ativa na Justiça Federal”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: