Advertisements

Site ‘Meu Timão’ manteve negócios com o Corinthians nas gestões Mario Gobbi e Roberto de Andrade

Roberto Andrade e Mario Gobbi

Recentemente, o Corinthians ingressou na justiça contra o site ‘Meu Timão’, alegando que a marca e símbolo utilizados pelo portal pertencem ao clube de Parque São Jorge.

Apesar do pretexto comercial, trata-se, nitidamente, de intimidação editorial.

O Blog do Paulinho solidarizou-se ao portal pela tentativa de censura:

Solidariedade ao ‘Meu Timão’

As partes, porém, já se relacionaram com mais civilidade.

Tivemos acesso a trocas de mensagens entre o ‘Meu Timão’, através de seu proprietário, Danilo Augusto Martins, e o departamento de marketing do Corinthians (comandado, então, oficialmente e extra-oficialmente, por Luis Paulo Rosenberg), em diferentes períodos (entre 2014 e 2016), que demonstram, claramente, o bom relacionamento entre as partes.

Os presidentes à época eram Mario Gobbi e Roberto de Andrade.

Não há registro de proximidade semelhante do site nas gestões Andres Sanches (2007-2011 e 2018 até os dias atuais), o que pode explicar, talvez, a atual animosidade.

Em 17 de setembro de 2014, Maria Teresa Dias, em nome do marketing alvinegro, entrou em contato com o ‘Meu Timão’ solicitando espaço para divulgar o parceiro ‘Social Miner’; em resposta, o dono do site, receptivo, pediu mais explicações sobre o produto:

VÍDEO: LUIS PAULO ROSENBERG: NOVAS CAMISAS, PLANOS PARA ARENA E ...

No dia 05 de fevereiro de 2016, em mensagem trocada com Gustavo Herbetta, então diretor do Corinthians, Danilo Augusto, do ‘Meu Timão’, sugere permuta comercial com o clube: uma troca de inserções comerciais entre o portal e a Arena de Itaquera:

Danilo Augusto Martins - Fundador e idealizador - MeuTimão | LinkedIn

Em dezembro de 2015, o presidente do Corinthians, Roberto Andrade, assinou suspeito contrato com a PROENTER, que passou a cuidar de todo o setor de licenciamentos de produtos alvinegros, cobrando 30% de comissão.

Antes disso, era o próprio departamento de marketing que cuidava do assunto, sem a necessidade de pagamentos a intermediários.

A arrecadação, em vez de aumentar, diminuiu.

Em 2014 (gerido pelo clube), o Corinthians embolsou R$ 3,4 milhões; no ano seguinte (com a PROENTER) apenas R$ 2,4 milhões.

Nesse contexto, em 25 de fevereiro de 2016, o ‘Meu Timão’ decidiu viabilizar um ‘market place’ (site de vendas) de produtos originais do Corinthians e também produzir mercadorias atreladas à marca alvinegra, que seriam chanceladas como oficiais.

Gustavo Herbetta direcionou o site para a PROENTER e a negociação foi iniciada:

Paralelamente a essas tratativas, o Corinthians direcionou um dos patrocinadores do clube, a casa de apostas esportivas ‘WinnerPlay’, para reunião de negócios com o ‘Meu Timão’:

Gustavo Herbetta, superintendente de marketing do Corinthians, anuncia no Twitter patrocínio da Winner Play (Foto: Reprodução)

A partir do período em que intensificou parcerias com o Corinthians, o site ‘Meu Timão’, que mantinha-se, até então, como fórum de torcedores para discutir conteúdos de terceiros, encorpou-se, contratou jornalistas e passou produzir as próprias informações.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: