Advertisements

O Cruzeiro e a bandidagem

Em 2019, o Cruzeiro, acostumado a servir de ‘corrimão’ para Perrelas e Aécio, sucumbiu diante de uma quadrilha de empresários, que, diferentemente doutros bandidos, esqueceu-se que preservar o clube ajudaria a manter a lucratividade.

Todos se deram mal.

Os gananciosos foram expulsos da agremiação que, em contrapartida, caiu à segunda-divisão.

Para preservar o histórico de envolvimento com quem não presta, o presidente em exercício do Cruzeiro, José Dalai Rocha, sentou-se à mesa ao lado de membros da facção criminosa ‘Máfia Azul’, com direito a pose para fotografias.

Triste, para dizer o mínimo.

A Raposa que trocou, recentemente, a esperteza dos bandidos de colarinho branco pela ganância de intermediários de jogadores, decidiu descer ainda mais o nível de relacionamento, talvez à procura de desafios maiores, quiçá, na Série C do Brasileirão 2021.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: