Advertisements

As diferenças do Flamengo de 1981 para o de 2019

Zico! Responderia qualquer amante do futebol, não necessariamente apenas rubro-negros, se questionados fossem sobre a principal diferença entre o Flamengo, que sagrou-se campeão mundial de clubes em 1981 e o time de 2019, que pode repetir a glória amanhã (21), contra o mesmo Liverpool.

Difícil discordar.

O galinho, se jogasse nos dias atuais, estaria no patamar dos principais jogadores do planeta, atrás apenas de Messi, o que não é demérito algum, assim como ocorreu com os que disputaram protagonismo com Pelé.

Em 1981, porém, não só Zico era o melhor do Mundo, como ninguém, em todo o planeta, jogava mais futebol do que o Flamengo.

Nem mesmo a histórica Seleção de 1982.

Raul era um senhor goleiro; Leandro e Junior, certamente, dois dos maiores laterais da história; Marinho e Mozer formavam uma zaga segura e artilheira; o meio campo com Andrade, Adílio e Zico, insuperável à época, também seria relevante nos dias atuais e o ataque, com os cerebrais Tita e Lico faziam o diabo para que o único grosso do time, mas ainda assim artilheiro decisivo, pudesse fazer seus gols, como os que definiram o título mundial contra os ingleses.

A atual formação do Flamengo é, sem dúvida, a melhor do Brasil, rivalizando, palmo a palmo, com o River na América do Sul – tanto que ganhou a Libertadores com gols, de virada, nos minutos finais após sofrimento durante quase toda a decisão – e, no contexto global, não figuraria no TOP 5 do Planeta.

Sim, os tempos são outros, com o futebol brasileiro cada vez mais empobrecido (em todos os sentidos) e as equipes europeias descaracterizadas, verdadeiras seleções mundiais.

Isso não quer dizer que o Flamengo não tem chances de vencer o Mundial contra o Liverpool, mesmo não sendo favorito para a conquista, mas trata-se de, historicamente, contextualizar os dois momentos do clube, principalmente aos que, pela idade, não puderam viver os mágicos esquadrões rubro-negros de 80 e 81.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “As diferenças do Flamengo de 1981 para o de 2019”

  1. Apenas lembrando que o Flamengo ganhou do Liverpool após a ajuda de José Roberto Rato, que tirou do páreo o time de João Leite, Osmar, Luisinho, Cerezo, Palhinha, Éder e Reinaldo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: