Advertisements

A volta de Dualib ao CORI do Corinthians

Na última semana, em jantar comemorativo aos 100 anos de idade de Alberto Dualib, presentes ao evento, Andres Sanches, atual mandatário do Corinthians, seu parceiro, André Negão, e o dono da Kalunga, Paulo Garcia, reuniram-se, em sala anexa, para pequena discussão de negócios.

Naquele momento, entre diversos assuntos, sacramentou-se a recondução do ex-presidente ao CORI (Conselho de Orientação).

Dias antes, sem alarde, o próprio órgão, apesar de presidido por um manifestante do grupo ‘Fora Dualib’, havia aprovado o retorno do centenário cartola.

A brecha encontrada diz respeito ao texto do estatuto que concede direito a quem já presidiu o clube de figurar no órgão na condição de membro nato, sem citar a necessidade de ser ou não associado do clube.

Dualib, desde sua renúncia, em 2007, não é.

O entendimento vem gerando polêmica pelo fato doutro documento, assinado à época dos fatos pelo então presidente do Conselho, Carlos Senger, deixar claro que o citado cargo do CORI estaria vago.

Entre os que se manifestam abertamente contra a ideia de ter Dualib, após condenação por estelionato no exercício da Presidência do clube, com poderes de fiscalização no Parque São Jorge, a tese é de que, ainda que não citado explicitamente no Estatuto, é tácito que somente sócios poderiam atuar em órgãos de controle do Timão.

Existe, porém, os que defendem a recondução ou simplesmente não se opõem.

Ensurdecedor, porém, é o silêncio daqueles que, por ação, serviram de braço quase militar para a derrubada do então presidente, em 2007: os membros do ‘Fora Dualib’.

Um deles, Roberson de Medeiros, vulgo Dunga, presidindo o CORI, parece ter sido ‘amansado’ pelos cartolas alvinegros, mas existem outros, em cargos importantes, entre os quais um dos mais virulentos à época, o atual diretor adjunto de futebol, Eduardo ‘Gaguinho’ Ferreira, que permanecem escondidos debaixo da mesa.

Se honrassem as calças, renunciariam a seus postos.

Mas como deixar de lado a mina dos ‘diamantes’ após anos agindo opostamente ao que discursavam?

Certo é que, apesar de constrangedora, a volta de Dualib é menos danosa ao Corinthians do que a permanência de Andres Sanches, a quem muitos ‘Fora Dualib’ bajulam, servem e defendem, apesar de tudo o que já se sabe sobre ele.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “A volta de Dualib ao CORI do Corinthians”

  1. O ESPANHOL TEVE QUE ENGOLIR O VELHO DUALIB DE VOLTA. TUDO QUE O DUALIB FEZ ELE É COROINHA PERTO DO PAPA DO CAMBALACHO E DA ROUBALHEIRO,O ESPANHOL MAFIOSO DA VILA DOS REMEDIO. AGORA PAULINHO UMA COISA QUE EU GOSTARIA QUE VOCE SE APROFUNDASSE NO ASSUNTO É ESSE DINHEIRO DO BMG COMPRANDO JOGADOR. COMO VAI SER ISSO ???? É EMPRESTIMO ????? QUANTO DE JUROS ???? OU O JOGADOR VAI SER REGISTRADO EM ALGUM TIME ALARANJADO PRA DEPOIS SER EMPRESTADO PRO CORINTHIANS ??? QUEM EXPLICA ISSO ??? O ESPANHOL JA EXPLICOU ISSO PRO CONSELHO VENAL OU TÃO TUDO BATENDO PALMINHA PRO MAFIOSO ??? QUEM PODE ESCLARECER ISSO PRA GENTE ??? ACHO QUE SÓ VOCE

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: