Advertisements
Anúncios

Santos mente sobre demissão de Sampaoli. Clube trocou calote de FGTS por aditamento de contrato

Em aparente má-fé, o Santos anunciou, na última terça-feira (10), pedido de demissão de Jorge Sampaoli, efetivado, de fato, somente no dia seguinte (11).

A razão desse comportamento está inserido em aditamento contratual entre as partes, que dispensava o treinador (e o próprio clube) de pagar a multa rescisória e R$ 10,5 milhões, desde que a saída se desse após 10 de dezembro de 2019.

O novo acerto se deu porque o Peixe estava devendo quatro meses de FGTS a toda a comissão técnica, que ameaçou, em reunião, procurar seus direitos.

Para equacionar o problema, o presidente José Carlos Peres trocou o processo pelo aditamento, gerando enorme prejuízo à agremiação.

Ou seja, desde alguns meses, o Santos sabia que Sampaoli estava insatisfeito e sairia da Vila ao final da data limite (exatamente como o blog noticiou, em janeiro), e, ainda assim, não se preparou, adequadamente, para a situação.

Extremamente profissional, o argentino trabalhou com afinco até o último dia de vínculo, como comprova a goleada sobre o campeão Flamengo, por quatro a zero.


Pedido oficial de demissão de Sampaoli, datado de 11/12/2019

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: