Advertisements

Flamengo teve piedade e marcou ‘apenas’ quatro gols no Corinthians dos empresários

Andres Sanches e Duílio “do Bingo” Monteiro alves

O Flamengo marcou quatro gols num ridículo Corinthians, tomou apenas um, em falha de Diego Alves, e foi piedoso ao terminar a partida, disputada no Maracanã diante de 64 mil torcedores, tocando a bola no campo de ataque, como se dissesse: “sou melhor, mas estou com dó de vocês”.

Os quatro a um sequer serviram para revelar a diferença técnica das equipes, que é muito mais ampla à favor do rubronegro.

Enquanto os cariocas encantam, por enquanto, apenas as Américas, o Corinthians envergonha seu torcedor, refém que é de uma diretoria que montou um elenco indigno da história alvinegra, mas lucrativo a intermediários, comandado por um treinador que, em seu sistema de jogo, prioriza não perder.

As vezes dá certo, diante de equipes semelhantes, mas quando o adversário sabe jogar futebol a derrota é inevitável.

O clima ruim do vestiário aliado à ausência de resultados e desempenho será responsável por mudanças, nos próximos dias.

Desconfio, mas apenas isso, das contusões de Cássio e Fagner, que pediram para sair no mesmo minuto de jogo.

Posso estar errado, espero.

Se dentro de campo, pelo menos até o final deste ano, não há o que retocar no futebol do Flamengo, no Corinthians de nada adiantará, como ocorrerá, dispensar apenas jogadores e treinador, sem que se mude o sistema, implementado por Andres Sanches, que fez do departamento de futebol uma loja particular para três agentes (Carlos Leite, Fernando Garcia e Kia Joorabchian), todos associados ao mandatário alvinegro, apelidado ‘Taxinha” nos bastidores.

E a mudança se dará apenas se os conselheiros deixarem de pensar em beneficiar determinados grupos políticos e passarem, se de fato forem torcedores do clube, a agir em favor do Corinthians, expulsando, através da legalidade (impeachment), os mercadores do Parque São Jorge.

Elementos e provas para tal não faltam, apenas a coragem de agir com dignidade.

Em tempo: Carille foi demitido ainda no vestiário por um Andres Sanches que, na base da esperteza, tenta se isentar da culpa evidente

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: