Advertisements

Os oportunistas do apocalipse corinthiano

Andres Sanches e Raul Corrêa da Silva – janeiro de 2019

Em meio ao caos administrativo e financeiro vivido pelo Corinthians, com o Parque São Jorge em vias de ser interditado por falta de alvará ou tomado pela CAIXA como garantia do calote no pagamento do empréstimo que viabilizou a obra da Arena de Itaquera, o ambiente interno do clube ferve, como nos tempos em que Dualib foi derrubado do poder.

Se é fácil identificar os responsáveis pelo caos, surgem também os oportunistas.

Ontem (16), o grupo ‘Corinthians Grande’, que antes apresentava-se como ‘Corinthianos Obsessivos’, publicou ‘nota Oficial’ em que trata o presidente Andres Sanches, explicitamente, como mentiroso, requerendo, ainda, reunião extraordinária do Conselho para que sejam explicadas as dívidas do estádio alvinegro.

Pior: apresentaram-se à imprensa como opositores aos atuais gestores.

Trata-se de imensa cara-de-pau.

Na condição de ‘Obsessivos’, os principais líderes do grupo exerceram cargos importantes nas gestões da ‘Renovação e Transparência’, tanto durante a presidência de Andres Sanches, quanto na do sucessor, Mario Gobbi.

Felipe Ezabella, candidato à presidência nas últimas eleições, defendeu esse grupo que infelicita, há mais de uma década, o Corinthians, de todas as maneiras, seja como diretor empossado, advogado, conselheiro e torcedor.

Em recompensa, trabalhou em ações judiciais do clube e até sentou em mesa de reuniões como procurador de jogador (Elias, o mais conhecido).

Outro ávido pela presidência alvinegra, Fernando Alba, após dirigir o notoriamente corrupto departamento de base do Timão, aliou-se a agentes de jogadores e mudou de profissão.

Sérgio Alvarenga segue com ingerência no departamento jurídico do clube, setor que dirigiu, formalmente, por alguns anos.

Informalmente, os ‘obsessivos’ seguiram contribuindo na desadministração Roberto Andrade e, através do financiador Raul Corrêa da Silva, confeccionaram, a quatro mãos, o mais recente balanço alvinegro, ajudando a ocultar as farras financeiras do novo mandato de Sanches.

Raul Corrêa da Silva e Luis Paulo Rosenberg – março de 2019

Diante desses fatos e contexto, é impossível tratá-los como opositores.

O mais apropriado seria apresentá-los como ‘oportunistas’, que se calam quando em período de sucesso esportivo do Corinthians e descolam-se da gestão quando surgem assuntos espinhosos a serem esclarecidos.

Dentro do Parque São Jorge não enganam a ninguém.

Mas, habilidosos, por vezes conseguem apoio de parte da imprensa, algumas interessadas em esquecer o passado dos ‘obsessivos’, outras apenas desinformadas.

Não é o caso, claro, deste ‘Blog do Paulinho’, que, desde sempre, apontou a movimentação ‘camaleônica’ e sem escrúpulos de boa parte desse grupo.

Fernando Alba, Sérgio Alvarenga, Felipe Ezabella e Raul Correa da Silva
Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: