Advertisements

Coluna do Fiori

fiori - dicunto

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

apito limpo

“Posso até trocar as minhas folhas, mas jamais arrancarei minhas raízes

A essência vale mais que a embalagem”

Adágio de: Yla Fernandes

——————————————————-

PROCESSO 1000336 -77.2019.5.02.0086 – Eleição SAFESP 2019

No dia 09/09/2019, a Juíza Raquel Simões da 86ª Vara do Tribunal da Justiça do Trabalho, cassou as chapas inscritas, definindo o prazo de 30ª dias para materialização das eleições;

Neste limite

Modificar os componentes da comissão eleitoral com poderes deliberativo atinentes ao processo eleitoral quanto ao registro de chapas, votação, apuração, igualmente, casuais recursos

Deliberando

Que seja preenchido o inserido no Regimento Eleitoral 2004

Opinião

Apesar de precário conhecedor das leis que amparam a decisão da magistrada, conjecturo que advogado(os) analisando item por item, seguramente, notara uma ou duas lacunas que lhe produza baldrame para ingressar com contraditório;

Desde

O primeiro ativar judicial promovido por Aurélio Sant´Anna, basal componente da Chapa 01, que se tornou opositor da gestão Arthur Alves Junior após ter pedido e sido recusado como representante SAFESP no TJD da FPF,

Tenho

Dito que o continuar dos recursos espaçara e muito o momento para o corpo associativo e pagador resolver o amanhã do SAFESP

Completando

Chega de recursos, lhufas para composição, abracem o Regulamento 2004, aguardem a contagem dos votos

—————————————————————-

18ª Rodada da Série A do Brasileirão – 2019

Sábado 07/09

Corinthians 2 x 2 Ceará 

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

VAR

Adriano Milczvski (PR)

Item Técnico

O placar apontava Corinthians 1 x 0; após a batida do escanteio, lado esquerdo do ataque cearense,

– Thiago Santos cabeceou a redonda tendo dois corintianos pouco atrás;

– bola seguiu e sem tocar nos corintianos sobrou para consorte Felipe Cardoso em posição de impedimento;

– decretar profundo da rede

VAR

Comunicou a ilegalidade do lance, corretamente o árbitro ergueu o braço direito determinando o impedimento

Observação

Tirei duvida sobre o acima depois de ver VT do lance por uma vez

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para corintianos 01para cearenses

No todo

Trabalho aceitável dos representantes das leis do jogo

Internacional 1 x 0 São Paulo

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

VAR

Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Item Técnico

Prejudicou a equipe são-paulina por ter sinalizado duvidosa falta do defensor Hudson no oponente Edenilson;

Agravou

Barreira postada, falta batida, Hudson, com o braço colado no corpo efetuou movimento corporal normal;

– bola bateu entre o punho e mão do braço direito do são-paulino;

Escanteio

Apontado acertadamente pelo árbitro

Todavia

Como ocorre na maioria das vezes, para não passar batido VAR disse algo no ouvido do boto-branco do apito

Monitor

Ligado, assoprador vê e revê lance demora pouco, voltou pro campo

Se auto desmoraliza

Apontando inexistente penalidade máxima cobrada por Rafael Sobis,

– findada no fundo da rede, decretando a vitória da equipe gaúcha

Pergunto

VAR. Porque não ficaste calado?

Boto branco!

Estavas de frente, próximo do ocorrido e apontaste escanteio. Por que recuaste?

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para defensor do Internacional e 05 para são-paulinos

Goiás 1 x 2 Palmeiras

Árbitro: Wagner Reway (FIFA-PB)

VAR

Rodolpho Toski Marques (FIFA-PR)

Item Técnico

Trabalho habitual

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para defensores da equipe da casa e 01 para palmeirenses

Cartão Vermelho: Lucas Lima defensor palmeirense por ter cometido afoita falta no oponente Michael

Domingo 08/09

Santos1 x 1 Atlético-PR

Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

VAR

Rodrigo Nunes de As (RJ)

Item Técnico

Prejudicou a equipe atleticana que vencia por 1 x 0 por ter voltado atrás após ter marcado acertadamente

Falta

No minuto que a redonda foi lançada do meio do campo lado direito da defesa santista para o lado esquerdo,

– dominada por Marinho que: pouco antes da entrada da área atleticana, foi empurrado faltosamente por um dos oponentes;

No ato

E corretamente, árbitro assinalou a falta;

– no movimento, Marinho não parou, lançou corpo para frente; idem seu oponente,

Neste movimentar

Após marcação da falta, dentro da área, sem o querer, possivelmente, ocorreu toque do atleticano no pé do santista

Atendendo

Informação do VAR, caminhou até o monitor, reviu o lance, regressou ao campo de jogo explicitando

Subordinação

Trocando o acertado pelo injusto assinalou penalidade máxima findada no gol do empate da equipe santista

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 03 para santistas e 07 para atleticanos

Cartão Vermelho: Pablo Candido Fernandez – Preparador físico da equipe da casa

Copa do Brasil – 2019 – Primeira das duas partidas que definirão a equipe que ficara com o troféu

Quarta Feira 11/09/19

Atlético-PR x Internacional

Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)

VAR

Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Item Técnico

Desempenho normal

Observação

Durante o percurso da contenda, salvo duas ou três ocasiões, rapidamente contornadas, na pratica: árbitro e assistentes não foram exigidos

VAR

Sem aparecer seu principal componente, prudentemente, comunicou ao árbitro não houvera ocorrido penalidade máxima reclamada por defensores do Internacional, no momento que a redonda bateu no braço colado ao corpo de um atleticano

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 03 para atleticanos

——————————————————————————————-

Política

Dois cavalos de pau

Ataque á democracia é cortina de fumaça para traição de discurso eleitoral

Ao tuitar que a via democrática não permite as “transformações” do País na velocidade que “nós desejamos”, o vereador Carlos, filho de Jair Bolsonaro, fez a manifestação mais explícita até aqui de alguém do entorno do presidente de flerte com a supressão das instituições e da democracia.

Não é de hoje que o filho 02 e outros próceres do governo, como o assessor especial Filipe G. Martins e o guru Olavo de Carvalho, investem contra as instituições e o centro democrático, como se fossem inimigos dessas transformações – quaisquer que sejam elas –, do presidente e do “povo” – traduzido pelo genérico “nós” do tuíte.

Já ocuparam o papel de vilão, alternada ou concomitantemente, a imprensa, o STF, o Congresso, os adversários políticos e até ex-colaboradores que ousaram divergir das decisões de governo.

Ao transferir para os adversários e para as instituições a fatura da insatisfação da sociedade com frustrações diversas – que vão da demora na recuperação econômica à justa indignação com a corrupção e os privilégios –, o grupo que se autodesigna como ala “antiestablishment” do governo ao mesmo tempo faz uma cortina de fumaça para decisões impopulares do presidente e fomenta um ambiente em que teses golpistas vicejam.

Não são poucos os exemplos no mundo de democracias que foram corroídas por dentro a partir do enfraquecimento paulatino, mas com método, das instituições que integram o sistema de freios e contrapesos e dos órgãos de controle.

A despeito do discurso do filho – que sempre conta com uma certa condescendência por ser meio “fora da casinha”, mas escreve da cabeceira do pai –, são decisões do presidente que atrasam, atualmente, uma das “transformações” prometidas na campanha, a do combate à corrupção.

Mesmo não tendo em sua trajetória de deputado sindicalista, corporativista, pró-estatais e infiel a partidos nenhuma obra dedicada ao combate sistemático a privilégios, corrupção estrutural e desmandos de políticos, Bolsonaro conseguiu fazer prosperar na campanha o discurso de que era o mais indicado para empunhar essa bandeira. Como se apenas o contraponto ao PT lhe desse essas credenciais.

Não dava. O histórico político dos gabinetes da família Bolsonaro é o das mais velhas práticas da política: empregar cabos eleitorais, alguns deles fantasmas, muitos deles com ligações perigosas com milícias e outros grupos, com indícios fortes de prática de rachadinha de salários. Jair nunca atuou em nenhuma das grandes CPIs ou no Conselho de Ética da Câmara. Quem caiu na balela o fez porque quis.

Uma vez empossado, Bolsonaro se pôs paulatina, mas sistematicamente, a minar Sérgio Moro, a quem designou como superministro, mas cuja reputação se esforça para desgastar dia a dia com ações, enquanto posa graciosamente para fotos a seu lado. Foi o que fez com o Coaf e com a Polícia Federal.

Além disso, salta aos olhos a aliança antes improvável com o presidente do STF, Dias Toffoli, antes tratado por Bolsonaro como um petista sem credenciais para ocupar o Supremo. Desde a decisão que livrou a barra do filho Flávio, Toffoli caiu nas graças do bolsonarismo, com direito à atuação do senador para melar a CPI da Lava Toga.

Portanto, se de um lado testa a tese de um fast-track na democracia para animar sua tropa, que estava dispersa e desconfiada, de outro o bolsonarismo age dia a dia no sentido oposto ao que levou boa parte do eleitorado a optar por ele. Dois cavalos de pau simultâneos.

Aqueles que passam pano dizendo que ao menos a orientação econômica do governo vai no rumo certo ignoram, talvez deliberadamente, que não há confiança possível num país que flerta com teses autoritárias, quando não abertamente golpistas.

Vera Magalhães: Jornalista e radialista – Publicado no Estadão do dia 11/09/2019

———————————————————–

Finalizando

“É necessário que combatamos a desonestidade, incapacidade e imposições ditatoriais da esquerda, direita e outras qualificações”

Euclydes Zamperetti Fiori

———————————————————–

Chega de Impostores, Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

SP-14/09/2019

Confira abaixo o programa “COLUNA DO FIORI”, desta semana, que foi ao ar em nosso canal do YouTube.

Nele, o ex-árbitro comenta assuntos, por vezes, distintos do que são colocados nesta versão escrita:

*A coluna é também publicada na pagina http://esporteformigoni.blogspot.com

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: