Advertisements

Santos pode perder benefícios da APFUT

Odir Cunha e José Carlos Peres

Recentemente, o ex-presidente do Santos, Marcelo Teixeira, esteve em Brasília reunido com membros da APFUT, com quem mantém ótimo relacionamento (três deles foram funcionários do Peixe).

Na reunião, foram tratados desvios de conduta da atual gestão do clube, além da necessidade de modificações estatutárias que atendam às exigências do órgão.

O Santos, em desconformidade com a Lei, ultrapassou o limite de endividamento em 2018 (10%).

Fala-se no clube que o de 2019, que é de 5%, também estaria bem acima do teto.

Com relação ao Estatuto, o clube, obrigatoriamente, terá que inserir no texto a previsão de punição aos cartolas que praticarem ‘gestão temerária’.

Se confirmadas as irregularidades nos balanços, o Peixe corre risco de perder os financiamentos de dívidas fiscais com descontos de quase 50% e se ver obrigado a quitá-las, com enorme acréscimo, à vista.

Por 2018, a penalização seria de multa, mas a reincidência deixaria o clube em situação difícil.

A esperança é a de que o dinheiro da venda de Rodrygo e a possibilidade doutros negócios aproximem as contas do necessário à fugir das sanções.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: