Advertisements

Sim, tenho vergonha deste governo

Da FOLHA

Por MARILIZ PEREIRA JORGE

Se tem algo que sei que sentirei ao longo do dia, quando acordo, é vergonha de ter um presidente tão jeca

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse que as mulheres brasileiras devem estar envergonhadas pelo comportamento de Jair Bolsonaro. O brasileiro deu trela a um internauta que zombou da aparência e da idade de Brigitte Macron, mulher do francês. Uma montagem em que os líderes aparecem com suas respectivas é legendada com a seguinte frase: “Agora entende por que Macron persegue Bolsonaro?”. Resposta de Bolsonaro: “Não humilha cara. Kkkkkkk”.

Não é à toa que tenho birra de quem escreve “kkkkkkk” para expressar diversão. Escreveu “kkkkkkk já sei que é idiota.

Muita gente não acreditou que se tratasse da conta oficial do presidente, mas, para quem está acostumado a conviver diariamente com o festival de estupidez do qual Bolsonaro é protagonista, não houve dúvida de que era ele mesmo ou alguém com o mesmo nível de inépcia intelectual, com acesso ao seu Twitter, para ter uma atitude tão machista-adolescente-grosseira-rasteira.

Não tenho procuração para falar em nome de todas as brasileiras, inclusive porque muitas acharam graça e bateram palmas para um comentário que desdenha dos atributos físicos de outra, que valoriza a jovialidade e faz do envelhecimento um tipo de lepra.

Mas posso falar por mim, por minhas amigas, pela meia dúzia de leitoras que me acompanham, gente que tem a empatia e a sororidade como signos ascendentes. E, sim, sinto-me envergonhada, embora não esteja nem um pouco surpresa.

Para um sujeito que diz que, depois de ter quatro filhos homens, deu uma fraquejada e teve uma mulher, por que Bolsonaro teria alguma consideração pela companheira do presidente de outro país, quando não respeita a própria filha? Pais que amam e valorizam as mulheres de sua família não falam esse tipo de bobagem nem brincando, simplesmente porque não pensam dessa forma nem para fazer piada.

Para um sujeito que já disse que não pagaria o mesmo salário a uma mulher porque, veja só que absurdo, mulheres engravidam, tem “esse direito trabalhista a mais”, que é a licença maternidade, por que Bolsonaro se preocuparia com o tipo de impacto que uma declaração dessa teria aqui e no resto do mundo?

Para um sujeito que fala as coisas mais sem pé nem cabeça, dia sim e outro também, isso não foi nada. Tanto que ele, Bolsonaro, exige desculpas de Macron quando ele mesmo deve ao outro ——mas principalmente à Brigitte uma retratação privada e outra pública.

Sim, caro Macron, sinto vergonha todos os dias. Pelo desrespeito às mulheres, às minorias, aos direitos humanos, à ciência, às instituições, à cultura, ao ambiente, aos adversários políticos. Se tem algo que sei que sentirei ao longo do dia, todas as manhãs quando acordo, é vergonha de ter um presidente e um governo tão jeca.

Gostaria que a previsão do tempo fosse tão precisa quanto a certeza de que o presidente brasileiro vai falar alguma ou várias merdas, porque, infelizmente, o dia tem 24 horas. É vergonha pra mais de metro. Mas ainda que não esteja surpresa, não me acostumo. Acostumarmo-nos com a barbárie é a pior vergonha.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: