Advertisements

Corinthians não paga marmita, mas abre mão do milionário dinheiro árabe

Na virada de 2017 para 2018, o Corinthians contratou o zagueiro Henrique, então no Fluminense, que já possuía 31 anos.

O contrato vence no final de 2020.

Nos últimos dias, o atleta foi liberado para acertar vínculo com uma equipe árabe, que, sabe-se, não enfrenta problemas financeiros.

Pela normalidade das transações esportivas, Henrique somente poderia romper seu vinculo com o Timão se o clube, detentor de seus direitos, fosse recompensado financeiramente.

Porém, o Corinthians diz que abriu mão de receber qualquer valor e que considera a economia com salários um grande negócio.

Bem estranho, ainda mais levando-se em consideração que os árabes costuma ser generosos ao contratarem jogadores, pouco importando se veteranos ou não.

Sem contar a situação dos caixas alvinegros, cada vez mais vazios, a ponto de, recentemente, ter passado pelo vexame se ser executado, civilmente, até pelo fornecedor de marmitas.

O negócio só não será pior para o Corinthians (mas talvez seja bom aos intermediários) do que ter deixado Romero recebendo salários por um ano, sem entrar em campo, tendo ainda que ressarcir seu agente, que, por acaso, era sócio do presidente Andres Sanches. em mais de R$ 3 milhões.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: