Advertisements

Sistema Bolsonaro de Televisão

Da FOLHA

Por MAURICIO STYCER

Sem disfarçar a bajulação ao governo, Silvio Santos imprime nova cara ao SBT

Silvio Santos, como todos sabem, não faz distinção em matéria de bajulação a políticos —ele sempre adulou todos que estão no poder. Mas o entusiasmo com que tem acolhido em sua emissora o clã Bolsonaro e figuras ligadas ao atual governo destoa do padrão. 

Em pouco mais de seis meses no poder, o presidente, seus filhos, ministros e alguns apoiadores incondicionais se tornaram figuras onipresentes na tela de uma das maiores emissoras de TV do país.

Como tudo vira piada, especialmente os assuntos mais sérios, essa situação gerou um meme —o novo significado da sigla SBT seria Sistema Bolsonaro de Televisão.

No último domingo (14), os irmãos Flávio e Eduardo Bolsonaro foram os convidados do “Jogo das 3 Pistas”. À sua maneira, misturando piadas com afagos, Silvio deu palco à dupla por mais de 30 minutos.

“Eles estão fracos de política”, riu o apresentador, diante da dificuldade dos irmãos em elucidar charadas que envolviam conhecimento histórico sobre o mundo político.

Oito dias antes, Eduardo Bolsonaro havia participado do “Programa Raul Gil”. O público ainda não sabia que o pai tinha a intenção de indicá-lo para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos, mas ele teve a oportunidade de tirar o chapéu para o presidente americano Donald Trump.

Para Flávio Bolsonaro, foi uma estreia em programas de entretenimento do SBT neste ano. Mas ele não pode reclamar. A emissora já havia sido generosa com o senador em duas ocasiões, em janeiro e em maio, abrindo o microfone para entrevistas em que se defendeu no caso em que é investigado pelo Ministério Público sobre movimentações financeiras consideradas suspeitas.

Desde a posse, além de atender com frequência ao jornalismo do SBT, o presidente Jair Bolsonaro já deu longas entrevistas a três programas de entretenimento da emissora. No intervalo de 30 dias, entre maio e junho, esteve com Silvio Santos, Danilo Gentili e Ratinho, sempre para promover o projeto de reforma da Previdência, além de exaltar ações do próprio governo e falar de amenidades.

Não bastasse, o presidente disse a Carlos Alberto de Nóbrega que gostaria de ir também aohumorístico “A Praça É Nossa”. O desejo ainda não foi realizado, mas imagens de Bolsonaro homenageando o comandante da “Praça” em Brasília foram exibidas no programa no final de maio.

O SBT foi também a emissora que acolheu o ministro da Justiça, Sergio Moro, em um momento de dificuldade, após o site The Intercept começar a vazar conversas com o procurador Deltan Dallagnol da época em que era juiz.

Em 19 de junho, Moro foi recebido no “Programa do Ratinho” para um bate-papo cordial e ameno, com direito a ser chamado de herói pelo apresentador.

Também chama a atenção na grade do Sistema Bolsonaro de Televisão a presença desenvolta de um dos mais eloquentes apoiadores do governo, o empresário Luciano Hang.

Em abril, ele esteve no Ratinho defendendo a reforma da Previdência e agora em julho foi tema do Conexão Repórter, de Roberto Cabrini, até então um dos raros espaços do SBT dedicados a investigações jornalísticas mais sérias.

Na sua dupla condição de patrocinador importante de vários programas do SBT e de “soldado”, como diz, do governo Bolsonaro, Hang se sentiu à vontade, em meados de junho, para pedir publicamente a Silvio Santos a demissão da jornalista Rachel Sheherazade.

O pedido, felizmente, não foi atendido, mas nesta semana o empresário voltou à emissora para gravar um novo quadro ao lado do dono do SBT.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Sistema Bolsonaro de Televisão”

  1. O futuro está batendo na porta. Caiam os conservadores pelos seus próprios conselhos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: