Advertisements

Justiça comprova mentira em auditoria do Santos. Clube terá que se retratar

Em agosto de 2018, o Santos publicou, no site oficial, relatório de auditoria, assinado pela GF Brasil auditores, em que constava, comprovadamente, um dado mentiroso.

A atual gestão listava o escritório Arruda & Cabral Sociedade de Advogados, além de seus proprietários, Luciano Antônio dos Santos Cabral e Ricardo da Silva Arruda Junior, na condição de empresas contradas, irregularmente, pelo mandatário anterior, Modesto Roma Junior.

O documento dizia, ainda, que os advogados receberam honorários sem que serviços, de fato, houvessem sido prestados.

Por conta dessa publicação, o Santos, em outubro de 2018, foi acionado na Justiça para que comprovasse a informação.

Após exposição de documentos, o escritório comprovou não apenas a legalidade da contratação, como também os trabalhos realizados para o clube.

Diante disso, o juiz Rafael da Cruz Gouveia Linardi, da 1ª Vara Civil do Município, condenou o Santos a retratar-se da informação, mentirosa, prestada em relatório de auditoria, e também a republicar o documento, com a devida alteração.

O clube escapou de pagar indenização por Dano Moral, mas os advogados deverão recorrer.

Se a gestão José Carlos Peres, diante do episódio que desmascarou sua ligação com o agente de jogadores Ricardo Duprat, havia ganhado a fama de “mentirosa”, este novo episódio, dias após o citado, parece estabelecer ainda mais a convicção.


Confira, no link a seguir, a íntegra da Sentença:

Sentença Santos mentira em auditoria


NOTA DA GF BRASIL AUDITORES

Prezado Paulinho Boa Tarde,

Primeiramente gostaria de parabeniza-lo pelo excelente Blog o qual sou leitor fervoroso, gostaria também de me apresentar…sou Marcel Almeida sócio diretor da GF BRASIL AUDITORIA E CONSULTORIA um dos responsáveis pela auditoria no SFC e me sinto na obrigação de esclarecer sobre a matéria vinculada no seu Blog na data de hoje 07/06/2019 com o título de “MENTIRA EM AUDITORIA DO SANTOS FUTEBOL CLUBE”.

Pois bem, não sei se você teve acesso aos documentos apresentados pela auditoria ou pela sentença declarada pelo juiz, a palavra “mentira” é um desrespeito com o profissional e com a entidade SFC, pois auditoria trabalha com 3 (três) premissas básicas que são: Natureza, Época e Extensão… no momento de nossa auditoria não foi comprovado que o escritório de advocacia citado no processo tinha realizado algum tipo de trabalho no SFC, pois trabalhamos com evidências e não nos foi entregue qualquer documento que comprovasse tal fato, por isso que relatamos isso em nosso relatório.

A expressão ‘Mentira” é muito forte, pois fica explicito que não somos independentes, tenho 25 anos de profissão e graças a Deus nunca tive problema algum com a minha parte profissional, somos uma empresa transparente e nossos profissionais com mais de 10 anos de profissão na área contábil e de auditoria.

Fico à disposição para quaisquer esclarecimentos.

Atenciosamente.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: