Advertisements

Neymar deu soco em torcedor. Pensei até que era fake news

De O GLOBO

Por PAULO CEZAR CAJU

O futebol está murchando e há várias situações que mostram isso

No meu tempo as informações chegavam pelos jornais, rádio e TV. Hoje, somos torpedeados por notícias de todos os lados e fica difícil decifrar quais são verdadeiras. Temos pouco tempo para descobrir. Outro dia, recebi um vídeo mostrando o “maior astro do futebol brasileiro” acertando o queixo de um torcedor francês. “Deve ser fake news”, pensei. Até porque, se for verdade, o “professor” Tite certamente deverá puni-lo como fez com Douglas Costa quando cuspiu em um adversário. Essas mentiras devem ser banidas!!!

Li que o menino Lucas Santos, do Vasco, não jogou contra o Athletico (PR) porque desgastou-se muito contra o Santos. Será? Não duvido porque as comissões técnicas de hoje em dia poupam o time todo por conta de viagens de três horinhas nos jogos da Libertadores. Aposto que, em um futuro próximo, esses auxiliares de treineiros não vão deixar seus atletas jogarem na chuva: “vão pegar uma gripe, entrem para o vestiário”, Kkkkkk!!!! Hoje já não se treinam tantas batidas de falta para não prejudicar os músculos. Afinal, as perninhas têm que estar bem cuidadas para eles poderem levantar os shortinhos e as exibirem bem torneadas. Libera logo a sunga, CBF, Kkkkk!!!!

Alguém me enviou um zap dizendo que tem treinador carioca pensando em colocar vendas nos olhos dos jogadores para eles terem “uma melhor noção de espaço”. Pelo amor de Deus, não deixem que isso se torne verdade!!!! Basta pedir para que joguem de cabeça erguida! Que saudade do Cruyff, que faria 70 anos na sexta passada. Suas frases enterram várias balelas que viraram verdade nos dias atuais: “Ser veloz não é correr mais do que o outro, mas começar a correr na hora certa”; “Ter técnica não é fazer mil embaixadinhas. Isso é para circo. Ter técnica é passar a bola de primeira, com a velocidade certa”; “Não admito que um programa de computador decida se um jogador serve ou não para um time”; “Quando parei de jogar me disseram que eu teria que estudar quatro anos para ser técnico. Disse que estavam loucos. O que eu iria aprender com quem sabe menos do que eu?” e “Jogadores forjados nas ruas são mais valiosos do que técnicos formados em escolas”.

Penso muito parecido com o Cruyff e quase jogamos juntos em 71, quando recebi uma proposta do Ajax, tricampeão europeu. O futebol empobreceu de tal forma que fica difícil imaginar uma retomada. O carioca, nem se fala. Torço para que Fernando Diniz acerte, assim como Sampaoli. Precisamos dessa forma de enxergar o futebol.

Recebo um outro zap, esse informando a morte de meu amigo Rodrigues Neto, lateral da seleção brasileira, Flamengo e do famoso time do Camburão, do Botafogo. É fake news, claro que é! Há poucos meses estivemos no banco, com o Júlio Galinha, para resolvermos problemas de aposentadoria, PIS, PASEP, essas coisas, e ele estava bem. Ou será que meus olhos desejavam isso?

De boné, bengala e bem magrinho, me arrisquei a perguntar: “Está murchando?”. Fez cara de poucos amigos, a mesma quando encarava os pontas, ergueu a bengala, recuei e rimos juntos. O futebol está murchando.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Neymar deu soco em torcedor. Pensei até que era fake news”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: