Advertisements
Anúncios

Negligência, não “fortes chuvas”, são responsáveis pela destruição da sede social do São Paulo

Por ANDRÉ BAUZA OSÓRIO

Hoje li uma matéria que dizia – Prejuízo no Morumbi! Novos vestiários do SPFC e sede social do clube foram destruídos por conta das fortes chuvas.”

Pense com frieza.

Não foi por conta das fores chuvas, isso é conversa para enganar incautos.

O que aconteceu no Morumbi foi o total desprezo pela aleatoriedade e a volatilidade que a natureza impinge diariamente a olhos nus.

Não foi a primeira vez que o SPFC foi “vítima” do evento supracitado na matéria, aconteceu anteriormente e também culparam as “fortes chuvas” pela destruição.

Mesmo com a percepção de eventos randômicos proporcionados pela natureza no primeiro evento, pasme, não foi suficiente para aplacar uma nova destruição.

A direção do clube e seus pares, alguns deles marginais que tomaram o clube de assalto às pinceladas de Montblanc, no interior de BMW’s, em momento algum imaginou que eventos posteriores mais acachapantes poderiam ocorrer. O resultado foram obras porcas e um muro meia boca para represar as correntes d’água provocadas pelas chuvas.

Não houve acidente, foi pura negligência cometida por amadores incapazes de administrar um tabuleiro de doces numa feira do rolo qualquer.

Não se preocupe, contudo.

A arrogância epistêmica de Leco e sua turma não pesará em suas espinhas curvadas pelo atraso.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

1 comentário em “Negligência, não “fortes chuvas”, são responsáveis pela destruição da sede social do São Paulo”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: