Advertisements

O gerente da “equipe B” do Corinthians

Marcelo Casado

A nova “equipe B” do Corinthians, que, dizem, ser sub-23, mas em verdade abrigará também atletas com idade superior (durante a primeira gestão de Andres Sanches escalou-se até jogador acima de 40 anos), não é segredo para ninguém, será utilizada para abrigar os que não vingaram nas categorias de base, mas também muitas “mercadorias” de empresários que precisam ‘esquentar” o currículo para viabilizar negociatas posteriores.

Em resumo: o agente registra seu “produto” no clube, que passa a figurar, oficialmente, nos registros da CBF como profissional do Timão, mesmo sem nunca sequer ter conhecido o CT da Ayrton Senna ou mantido contato com pessoas do departamento de futebol.

Para viabilizar o esquema, a diretoria alvinegra escolheu a dedo os facilitadores.

A direção geral ficará à cargo do notório contraventor Jaça e a gerência, espécie de elo de ligação com os agentes, será de Marcelo Munerato Casado Francischini, recém demitido do Guarani após acusações internas nadas louváveis.

Aliás, não apenas no Bugre de Campinas.

Marcelo Casado foi também demitido da Internacional de Limeira e, como treinador, do Marília, neste caso em condições ainda menos explicáveis, na segunda rodada da Copa São Paulo, sequer finalizando a primeira fase do torneio.

Formado Preparador Físico, o novo gerente alvinegro responde, desde 2016, ação de cobrança movida pelo Conselho Regional de Educação Física do Estado de São Paulo, no valor de R$ 3,3 mil.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “O gerente da “equipe B” do Corinthians”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: