Advertisements
Anúncios

União de Edir Macedo e Silas Malafaia com Bolsonaro, além de comercial, é maçonica

Cada qual a seu estilo, os “evangélicos” Edir Macedo e Silas Malafaia tem conseguido enganar os frequentadores de seus empreendimentos religiosos, com discursos repressores e promessas de salvação contra ataques do Capeta.

Ambos, por razões comerciais, decidiram apoiar Jair Bolsonaro, que também se apresenta como “evangélico”, à presidência.

Um dos alvos destas “igrejas”, frequentemente tratados como “endemoniados”, são os maçons.

Os fatos, porém, desmentem as bravatas.

Bolsonaro e seu vice, o General Mourão, foram flagrados, recentemente, discursando em lojas maçonicas, sendo apoiados, explicitamente, pela organização, que, vale a pena lembrar, posicionou-se, nas eleições passadas, à favor do “empoeirado” Aécio Neves.

O site oficial da Loja Maçônica “Pedro Alves Pinto”, nº 3918, Federada ao “Grande Oriente do Brasil”, decidiu publicar a lista dos 110 maçons mais relevantes do GOB, pesquisa assinada pelo Sr. Sebastião Wagner Pereira Alves, tratado como “Venerável Mestre da Loja Maçônica Mestre Chico Abílio, Nº 4246, Oriente de Fronteiras, Confederada ao GOB”.

Nela, por ordem alfabética, na posição de nº 27, consta o nome de Edir Macedo, dono da seita IURD e também da Rede Record, assim como, na numeração “99”, o de Silas Malafaia, da Assembléia de Deus.

Comprovação não apenas do que essa gente é capaz de fazer pelo poder, mas, também, da decadência da Maçonaria, outrora tão seletiva.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

2 comentários em “União de Edir Macedo e Silas Malafaia com Bolsonaro, além de comercial, é maçonica”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: