Advertisements
Anúncios

Jair Bolsonaro e Edir Macedo promovem primeiro ato de parceria

Ontem (05), apesar de estar participando ativamente de produções de campanha e reuniões que duram várias horas, o candidato a presidente, Jair Bolsonaro, alegando proibição médica, declinou de participar do último debate presidencial, o mais relevante, exibido pela enorme audiência da Rede Globo.

Antes do atentado que está, ao que parece, servindo para outros fins, Bolsonaro já havia insinuado, após pífia participação no 1º encontro com adversários, na BAND, que não mais aceitaria convites para debater,

Durante a semana, o capitão recebeu apoio do afamado estelionatário da Fé, auto-intitulado “bispo”, Edir Macedo, dono da Record TV, de atuação conhecida da sociedade brasileira.

Ontem, no mesmo horário do debate na Globo, Bolsonaro estava, justamente, na tela da emissora da IURD, concedendo entrevista açucarada, sem perguntas relevantes, com edição que tentava mostrá-lo como figura “doce”, que, definitivamente, sabemos, não é.

Desnecessário possuir inteligência superior para constatar que tratou-se do primeiro ato de parceria entre Bolsonaro e Edir Macedo, que não costuma dar a mão sem cobrar contrapartida proporcional, ou, por vezes, no caso dos miseráveis que explora, acima de limites da decência.

Ao ligar-se com notórios exploradores da incultura brasileira, o capitão consentiu, tacitamente, com acordo de “toma-lá-dá-cá” tão ou mais perigoso do que os que existem na vida pública brasileira (entre empresários, deputados, senadores, etc), que, evidentemente, será cobrado no futuro.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: