Fim do Foro ‘esfriou” objetivo de Andres Sanches tentar reeleição no parlamento

O deputado federal Andres Sanches, presidente do Corinthians, mais por necessidade do que desejo, objetivava candidatar-se à reeleição ao parlamento, com objetivo único de manter o “foro privilegiado”.

Desde a primeira votação do STF, com o placar de oito a zero pelo fim do privilégio (complementado durante a semana), o alvinegro resignou-se, desistindo da tentativa – sequer se afastou do cargo para fazer campanha.

Outro “prejudicado” pela decisão do Supremo foi o diretor administrativo alvinegro, André Negão, que deverá, tudo indica, abandonar o sonho de sair à disputa pela vaga de Deputado.

Sem Sanches para angariar recursos, a empreitada estacionou.

Ambos agora terão que dividir o tempo (e algum dinheiro) entre o ofício da gestão do Corinthians e a preocupação de livrar-se da cadeia agora que a investigação dos crimes da “operação Lava-Jato”, que os acusa de receber propinas na obra do estádio de Itaquera, retornou às mãos do juíz Sérgio Moro.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.