Advertisements
Anúncios

COF determina que contratos do Palmeiras com a Crefisa são irregulares

Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, contrariou estatuto do clube ao referendar contratos de empréstimos com a Crefisa, que totalizam R$ 120 milhões.

Antes, a patrocinadora do clube lançava em sua contabilidade, também de maneira ilegal, o investimento em jogadores do Verdão como “despesas de marketing”, objetivando pagar menos imposto, porém, admoestação da Receita Federal obrigou-a a lançar o dinheiro como empréstimo.

O procedimento gerou despesa inesperada ao Palmeiras.

Segundo a legislação palestrina, é proibido realizar qualquer empréstimo que supere 10% da Receita do clube registrada em balanço.

Neste caso, o valor máximo seria de R4 53,1 milhões, referentes à arrecadação de R$ 531 milhões, angariada em 2017.

Galiotte terá, agora, que sentar com a Crefisa e cancelar os contratos.

Evidentemente, novo acordo terá que ser firmado, talvez cedendo direitos de jogadores ao grupo, o que, em tese, poderia gerar novos problemas, se a prática for denunciada à FIFA.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: