Vasco da Gama, o “empréstimo” de Carlos Leite e a dissimulação do presidente

Difícil saber o que é mais imoral: o empréstimo do agente de jogadores Carlos Leite – que possui dezenas de atletas, na base e no profissional cruzmaltino, de expressivos R$ 10 milhões ao Vasco da Gama ou seu novo presidente, Alexandre Campello, somente após flagrado confirmá-lo sob a irreal promessa de que não haverá contrapartida.

Trata-se do prenúncio do que está por vir.

Aliás, a desculpa do “empréstimo” também foi utilizada por Carlos Leite em justificativa ao pagamento de R$ 200 mil aos caixas do Corinthians para, descobriu-se depois, comprar a alma de associados do clube com objetivo destes votarem em Andres Sanches.

Desmentido pelo diretor financeiro, Emerson Piovesan, o agente enfrentará agora investigação da Receita Federal, para onde o caso foi enviado.

Leite é isso ai, cooptador de deploráveis que possam facilitar sua intenção comercial, capaz de no Vasco da Gama ser recebido por todos os lados da moeda, por gente muito mais preocupada com as benesses pessoais da relação do que com o clube que, dizem, ser de coração.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.